Logo casa dos contos
Esqueceu a sua senha? Clique Aqui

Principal Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco
Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco Login

A PRIMEIRA VEZ QUE SE DÁ O CU JAMAIS SE ESQUECE

Por: Giltozzi - Categoria: Gays
aumento peniano

       Eu e Felício éramos amigos inseparáveis. Jogávamos futebol juntos, arrumávamos briga com estranhos juntos, cursávamos as mesmas classes na mesma escola e nossa amizade estava acima de tudo. Felício tinha um irmão mais velho chamado Manuel, cujo apelido era Mané, dois ou três anos mais velho que eu e que Felício, adolescentes ainda. Certo dia fui à casa de Felício e ele havia saído com a mãe e Mané estava sozinho. Mané pediu para que eu entrasse e poderia esperar pelo Felício que não deveria demorar. Eu e Mané começamos a conversar, nós dois de bermudas e camisetas, sentados na sala. De repente percebi um volume se formando sob a bermuda de Mané e quando ele viu que eu olhava tirou o pau para fora e perguntou: “Você já viu um pau deste tamanho?” O pau de Mané era muito grande comparado com o meu. Quase o dobro. Mané disse então: “Deixa eu ver o seu pau”. Meio sem graça tirei o pau para fora, meio mole, começando a endurecer com aquela situação inesperada. Mané pegou no meu pau e começou a punhetar para endurecer. Aí ele comparou os dois paus e eu falei que o dele era grande mesmo. Então Mané disse: “Quer pegar um pouco?”
       Como explicar a vontade que deu de pegar no pau do irmão do meu amigo Felício? Mas deu a vontade e eu peguei. Apertei o corpo do pau e a cabeça foi ficando mais vermelha. Mané então me pediu para eu bater uma punheta para ele e comecei a bater porque estava mesmo com vontade de fazer aquilo. Depois Mané pegou minha cabeça e a abaixou até chegar ao seu pau que comecei a chupar, cada vez com mais prazer e mais ritmo, até que senti que as veias do pau incharam e ele parecia não caber mais na minha boca. Mané falou que iria gozar e pediu para colocar o pau entre as minhas pernas. Abaixei minha bermuda e cueca e deixei que ele fizesse aquilo. Primeiro Mané colocou o pau entre minhas coxas, mas depois começou a procurar meu cuzinho. Abaixe-me oferecendo o rabo para ele que tentou me penetrar mas a dor era horrível e pedi para ele parar.
       Mané então cuspiu no pau e na mão, passando no meu cu para tentar me comer. abri minhas pernas o mais que pude e a cabeça do pau forçava e estava judiando demais de mim que não aguentei e mais uma vez pedi a ele que parasse. Mané se levantou, foi à cozinha e trouxe um pote de margarina, passando no pau e com o dedo enfiando em meu cu, o que me deu uma sensação deliciosa e aumentou minha vontade de ser comido. Mané começou novamente, desta vez com mais força e mesmo quando eu gritei para ele parar, sem piedade Mané forçou a passagem da cabeça do pau no meu cuzinho. Senti uma dor que jamais havia sentido, mas percebi que o pau estava entrando no meu cu e Mané forçando mais e mais, até que senti meu cu totalmente preenchido com o pau dele. Mané começou a bombar e doía muito a cada vez que ele movimentava seu pau no meu cu. Pouco a pouco a dor foi diminuindo e se apossou de mim a sensação gostosa de sentir o pau todo dentro de mim.
       Estava tão gostoso que comecei a apertar o cu no pau de Mané e a rebolar com o pau dentro de mim. Foi aí que Mané disse: “Denis, meu viadinho, vou gozar no seu cu. Vou esporrar dentro de você minha putinha”. E gozou, me apertando quase me machucando, com o pau agigantado no meu cu. Ficamos assim por alguns minutos, como se fôssemos cachorros engatados, até que o pau de Mané foi diminuindo de tamanho e ele retirou do meu cu que eu senti, estava arrombado por aquele cacete enorme. Foi assim que pela primeira vez experimentei um pau de verdade no cu, perdendo as pregas. Gostei tanto que Mané me comeu outras vezes, na casa dele, na minha casa e até num terreno baldio no bairro. Ele nunca contou para ninguém, certamente por medo de meis pais e nem eu contei também, pela vergonha de ter dado o cu para o irmão do meu melhor amigo.

Comentarios
Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu voto junto com o meu comentario:


Ficha do conto
foto avatar usuario Giltozzi
Por: Giltozzi
Codigo do conto: 18969
Votos: 4
Categoria: Gays
Publicado em: 09/12/2020

×

OPS! Para votar nesse conto voce precisa efetuar o login



Aumento Peniano
Mais contos desse usuario

TIO VALDEMAR COMENDO MINHA ESPOSA

QUASE CORNO: UM CONTO MÓRBIDO

UMA SEMANA COM O PINTOR ME COMENDO

GOL DE PLACA NA MINHA SOGRA

O VIZINHO VIOLONISTA COMEU MINHA MULHER

O COROA TARADO COMEU MINHA MULHER

EXAME DA OAB E MEU PRIMO DEU AULA LÁ EM CASA

COMENDO A DIARISTA DA PRAIA

AMOR SÓ DE MÃE E COMO É BOM!

MEU CUNHADO COMENDO O CU DA MINHA MULHER

MINHA PRIMA BEBEU SEM MODERAÇÃO E EU ENTREI EM AÇÃO

O PADRE QUE GOSTAVA DE LEVANTAR A BATINA

REPRESENTANTES COMERCIAIS REALIZAM ‘LUA-DE-MEL’

O CORRETOR ‘PEGOU’ DONA CLÁUDIA

COMO O TENENTE VIROU CORNO

UM TEMPORAL NO GUARUJÁ ME FEZ VIRAR CORNO!

EU, AMANTE DE MINHA AVÓ DE 68 ANOS

O ELETRICISTA SE LIGOU NA MINHA MULHER

OS TIOS COROAS SÃO OS MAIS PERIGOSOS

COMO ME TORNEI BISSEXUAL

MINHA TIA LETÍCIA PAGANDO O QUE ME DEVE

AS APARÊNCIAS ENGANAM E COMI A PROFESSORA DE HISTÓRIA

DOIS CUNHADOS E UMA DUPLA PENETRAÇÃO NA CUNHADA

A SEXÓLOGA ENSINOU E MINHA MULHER ME COMEU

CHEGOU A MINHA VEZ DE COMER O CU DA MINHA CUNHADA

EUNICE, MINHA VIZINHA, ATÉ QUE NÃO É DE SE JOGAR FORA

EU E RAQUEL CONSOLANDO NOSSO AMIGO RAFAEL

O PADRASTO COMEU A ENTEADA E A MADRASTA DEU PARA O ENTEADO

O VIZINHO VOYEUR E MINHA ESPOSA SONIA

MEU SOBRINHO VAI JOGAR NA ESPANHA E APRENDEU ESPANHOL COM MINHA MULHER

MEU CUNHADO COMEU MEU CU NA CHÁCARA

MEU CUNHADO ME VESTE COM ROUPAS DE SUA ESPOSA E ME COME ASSIM

MEU COLEGA DE TRABALHO CONQUISTOU E COMEU MINHA MULHER

O MOÇO DA OPERADORA VEIO FAZER A INSTALAÇÃO E MEU MARIDO VIROU CORNO

MARCOS, MEU IRMÃO, COMEU MINHA MULHER

COMO MINHA MULHER APRENDEU A DAR O RABO

JAIRO, CASADO, 48 ANOS, DEU O CU PRA MIM

O CRUEL DILEMA DE UM CORNO

EU E MINHA IRMÃ, UM AMOR DELICIOSAMENTE PROIBIDO

EU E MINHA IRMÃ, AGORA ME DANDO TAMBÉM SEU RABINHO

30 ANOS DEPOIS OS PRIMOS VOLTAM A SE COMER

MEU AMIGO ARROMBOU O CU DE MINHA MULHER

APRENDI A TOCAR VIOLÃO SENTADO EM UMA ROLA

MINHA ESPOSA SAINDO TODO DIA... MEU CUNHADO COMENDO ELA

VALTER PLANTANDO A PALMEIRA NA NOSSA CHÁCARA E NA MINHA MULHER

O COLEGUINHA QUE ME DAVA O CU TODOS OS DIAS

CLÁUDIO, O RAPAZ DA BUNDA MAIS LINDA QUE EU JÁ VI

MINHA JOVEM SOBRINHA DA BUNDINHA CARNUDA

CARLINHOS, TÉCNICO EM ALARME E EM OUTRAS COISAS

O ENCONTRO A SEIS QUE VIROU SWING

TROCA DE CASAIS IMPERFEITA

O NAMORADO DE MINHA MÃE ME COMEU

PASSEI A SER O NAMORADO DE MINHA MÃE

EU E MEU PRIMO NA BANHEIRA DE CASA

A SURUBA A SEIS QUE VIROU SWING

O FOTÓGRAFO QUE COME MINHA MULHER

DONA ODETE, A MADURA CASADA QUE ME INICIOU

NESTA FAMÍLIA NINGUÉM PERDOA NINGUÉM

CASAIS DE CUNHADOS MORANDO JUNTOS É UM PERIGO!

DEMOROU MAS ACONTECEU: UM AMANTE PARA MINHA MULHER

OS CUNHADOS QUE SE TORNARAM AMANTES

A PRIMEIRA VEZ DE MINHA MULHER COM OUTRO HOMEM

ESTOU COMENDO MINHA FILHA DE 22 ANOS

O FILHO DE SEU TONHO COMENDO O ADVOGADO

MEU GRANDE AMIGO COMEU MINHA MULHER

CORNO NO ‘MÉNAGE A TROIS’

VINTE ANOS COMENDO MINHA MÃE

NOITE DE SWING E EU COMI MINHA IRMÃ

EU, MARCOS, ME APAIXONEI POR CARLINHOS, MEU CUNHADO


Este site contém contos eroticos, fotos e videos destinados exclusivamente ao público adulto.
Ao acessá-lo, você declara que tem no mínimo 18 anos de idade e que no país onde você esta acessando esse conteúdo não é proibido.
© 2005-2021 - CasaDosContos.com - Todos os direitos reservados