Logo casa dos contos
Esqueceu a sua senha? Clique Aqui

Principal Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco
Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco Login

O MOÇO DA OPERADORA VEIO FAZER A INSTALAÇÃO E MEU MARIDO VIROU CORNO

Por: Giltozzi - Categoria: Cornos-Cuckold
Testo Power

“Nossa, Wanda, que moço bonito esse da operadora que vai fazer a instalação na sua casa”, foi o que me falou minha vizinha Cléo ao ver o rapaz da operadora entrar em casa e ir conversar com Odair, meu marido. Cléo estava no portão conversando comigo quando parou o carro da Vivo na minha porta, e Tiago desceu (esse o nome do instalador). E Tiago é mesmo muito bem apanhado nos seus 1,80m de altura, moreno claro, de olhos verdes e menos de 30 anos. Antes de ir para sua casa, que fica ao lado da minha, Cléo que é dez anos mais velha que eu, ainda falou: “Quando foi para fazer a instalação na minha casa veio aquele filhote de cruz credo, feio que dói. Olhe, Wanda, você é sortuda. Seja boazinha com o rapaz...” e se foi. Como já era duas da tarde, meu marido Odair perguntou ao Tiago se a instalação da banda larga, TV e telefone ficariam prontas ainda hoje e o rapaz disse que iria fazer o possível. Mas a instalação não ficou pronta e Tiago teria que voltar no dia seguinte pela manhã.
Odair só estava em casa hoje, segunda-feira, porque há dias em que trabalha ‘remoto’, ou seja, executa seu trabalho a partir do computador aqui de casa. Mas amanhã meu marido terá que comparecer ao emprego, daí a preocupação em terminar a instalação hoje, com ele em casa. Antes de sair para o trabalho Odair recomendou que Cléo estivesse comigo quando Tiago chegasse, para maior segurança minha. Pelo telefone conversei com Cléo, que não vale a água que bebe, e pedi que ela viesse ficar comigo,mas ela pulou fora: “De jeito nenhum, Wanda querida. Quero que você dê atenção exclusiva para o Tiago, aquele tesão de instalador. Deixe ele instalar direitinho para você ou em você... E olhe, coloque shortinho bem curto e justo...” Comecei a ficar insegura e alguma coisa fez com que eu trocasse de roupa e colocasse uma bermudinha de jeans bem curtinha e apertada. Nem coloquei calcinha e a blusinha era também apertada, sem sutien. Olhei no espelho, arrumei os seios e me achei bem gostosa. E assim fui atender a porta quando Tiago tocou a campainha.
Moço muito educado, ele me cumprimentou e perguntou pelo meu pai, referindo-se a Odair. Expliquei que Odair é meu marido, embora seja 15 anos mais velho que eu que estou com 25. E Odair é calvo, o que o envelhece um pouco mais. Quando nos casamos, há cinco anos, Odair possuía mais cabelos e como eu tenho jeito de moça nova, outras pessoas também já pensaram que ele fosse meu pai. Odair não é ciumento e deixa eu me vestir com roupas bastante joviais. Não sei se ele nota que muitos homens olham para mim quando saímos, mas eu percebo e como toda mulher me sinto lisonjeada com isso. Nós não temos filhos por opção e já estamos naquela fase de fazer sexo rotineiramente já que meu marido se satisfaz bem rapidamente, até porque sofre de ejaculação precoce. Nunca trai Odair, mas confesso que diante desse moço da operadora eu me senti vulnerável, ainda mais com minha vizinha Cléo me falando aquelas coisas.
Tiago iniciou seu trabalho no poste em frente de casa, verificando uma ligação e não demorou para Cléo aparecer, cumprimentá-lo e, já dentro de casa, me provocar: “Ele está trepando lá fora. Será que depois vai trepar aqui dentro, Wanda?” Nisso Tiago pediu licença e continuou a instalação internamente, enquanto Cléo nos deixava a sós, não sem antes dizer baixinho no meu ouvido: “Esse tesão de homem agora é todo seu, querida. Aproveite”. Após uma hora de trabalho chamei Tiago para tomar um café na cozinha e, pela primeira vez ele fixou os olhos em mim, em meus seios e baixando o olhar, nas minhas pernas. Pediu desculpas pela confusão por ter chamado Odair de meu pai, contou que é casado e pai de um menino de dois anos e por fim disse que nunca fez trabalho na casa de uma mulher tão simpática como eu. E se corrigiu dizendo: “Simpática e muito bonita”. Agradeci e disse para ele ficar à vontade com seu trabalho enquanto em iria cuidar da casa.
Eu estava no quarto quando Tiago apareceu na porta e perguntou onde eu queria que ficasse o segundo ponto de TV. Falei que seria no quarto mesmo, indiquei o local e me sentei na cama vendo-o executar seu trabalho. Foi quando me deu uma vontade enorme de acariciar seus cabelos, mas me contive. Sentia minha bucetinha palpitar de tesão e foi crescendo a vontade de pedir a ele para foder comigo, até que, completamente fora de mim, deitei-me na cama com as pernas abertas e fiquei olhando para o teto e torcendo para que ele tomasse a iniciativa. Tiago levantou-se e surpreso me viu deitada com minha buceta marcando a bermuda e os lábios quase querendo sair para fora dela. Ele perguntou se eu estava passando bem e respondi que me dera vontade de deitar, só isso. Tiago ficou olhando para mim, para meu corpo, se abaixou, colocou a mão na minha testa, fechou meus olhos com a mão e me beijou delicadamente.
Continuei com os olhos fechados e senti que ele levantou minha blusa fazendo aparecer meus seios os quais acariciou e beijou. Em seguida desabotoou e abaixou minha bermuda vendo que eu estava sem calcinha. Eu mesma tirei minha blusinha e fiquei nua deitada diante dele com as pernas entreabertas como que pedindo para ele me comer. Em instantes Tiago estava também nu e vi seu pau bonito, rijo, apontado em minha direção. Sentei-me e passei a beijar e a chupar o pau de Tiago que tinha aquelas veias grossas protuberantes que jamais vi no pau do Odair. Além disso o pau de Tiago era também maior e mais grosso que o do meu marido, tanto que só a cabeça já ocupava quase toda minha boca. Tiago pediu licença, mexeu no bolso de sua calça e dela retirou um conjunto de camisinhas e meio sem graça explicou que as usa quando está com sua mulher. Fiz de conta que acreditei mas imaginei que, bonito como Tiago é, nada mais normal que esteja preparado para satisfazer alguma cliente mais carente. Assim como eu mesma.
Tiago colocou a camisinha, beijou minha buceta deliciosamente, abriu os lábios dela e colocou seu pau entre eles enquanto eu gemi de prazer só de sentir aquela cabeça enorme envolta pela camisinha na minha buceta. Tiago me penetrou e senti um prazer incomum com aquele volume duro dentro de mim. Ele então iniciou o vai-e-vém e entramos no ritmo tão perfeitamente que parecíamos amantes há muito tempo. Comecei a gemer feito louca e ele vendo que eu iria gozar, gozou junto comigo numa foda deliciosa que eu de verdade precisava ter. Tiago então me disse que tinha que concluir a instalação porque havia outra visita agendada para o período da tarde. Retomou então seu trabalho e eu, depois de um banho para voltar à realidade, fui cuidar da casa.
Às onze da manhã Tiago anunciou que estava tudo em ordem e se eu precisava de mais alguma coisa ou se tinha alguma dúvida. Eu havia trocado de roupa e colocado um vestido bem largo, curto e de alças, sem nada mais por baixo. Levantei o vestido mostrando a ele minha buceta e disse: “Eu não preciso de nada, Tiago, mas minha pombinha queria muito uma coisa...” Ele me pegou no colo e me levou para o quarto onde se despiu novamente depois de tirar meu vestido. Apanhou uma segunda camisinha mas eu disse para Tiago que não a usasse desta vez pois eu queria sentir seu pau em contato com minha buceta. Ele sorriu e disse que também preferia assim e se deitou de costas na cama enquanto eu trepei sobre ele, abri minhas pernas e encaixei minha buceta naquele pau maravilhoso de duro que entrou inteiro em mim, tocando meu útero. Fiquei assim cavalgando até que cansei e me deitei sobre o peito de Tiago com o pau dentro de mim.
Com a bunda para cima Tiago passou a acariciar meu cuzinho, colocando um dedo dentro dele e meu tesão aumentou tanto que comecei a gemer, a gritar e pedi para ele gozar junto comigo. Senti então sua glande aumentar de tamanho e as veias de seu pau roçarem as paredes da minha buceta com mais e mais força, até que ele me beijou e gozamos novamente. Minha buceta recebeu a porra dele e, por precaução, pedi para me lavar rapidamente. Vestimo-nos eu e ele, eu sem calcinha ainda, quando ele me pediu para assinar o protocolo do trabalho executado, me abraçou por trás, levantou meu vestido e colocou a mão na minha buceta, como que se despedindo dela. Antes de sair Tiago pediu que eu anotasse seu telefone e em caso de necessidade de algo que não estivesse funcionando normalmente que ligasse para ele que o atendimento seria imediato. Respondi que o chamaria sim, num dia em que Odair não estivesse em casa. Nos beijamos e Tiago saiu me deixando já saudosa de seus carinhos e de seu delicioso e belo pau.
Mal o motor do carro dele fez o barulho da partida e começou a rodar, eis que Cléo aparece e quer saber o que se passou. Disse a ela que não aconteceu nada do que ela queria que acontecesse. Cléo então falou: “Não mesmo Wanda?” E sem que eu esperasse levantou meu vestido e perguntou: “Então por que a senhora está sem calcinha?” E sorrindo continuou: “Fez muito bem em aproveitar, Wanda. Eu em seu lugar também aproveitaria, teria dado até o cuzinho para ele...” Aí contei em detalhes para Cléo que disse: “Só comigo não acontece essas coisas gostosas...” Tiago voltou na sexta-feira e repetimos tudo de novo, e com mais tempo pois não havia nada de errado na instalação, apenas minha vontade de meter de novo com ele. Agora ele me visita semanalmente só para saber se está tudo em ordem e, claro, para fodermos gostoso, amantes que nos tornamos fazendo de meu marido Odair mais um corno neste mundo.

Comentarios
Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu voto junto com o meu comentario:


Ficha do conto
foto avatar usuario Giltozzi
Por: Giltozzi
Codigo do conto: 17503
Votos: 2
Categoria: Cornos-Cuckold
Publicado em: 05/12/2019

×

OPS! Para votar nesse conto voce precisa efetuar o login



Aumento Peniano
Mais contos desse usuario

TIO VALDEMAR COMENDO MINHA ESPOSA

QUASE CORNO: UM CONTO MÓRBIDO

UMA SEMANA COM O PINTOR ME COMENDO

GOL DE PLACA NA MINHA SOGRA

O VIZINHO VIOLONISTA COMEU MINHA MULHER

O COROA TARADO COMEU MINHA MULHER

EXAME DA OAB E MEU PRIMO DEU AULA LÁ EM CASA

COMENDO A DIARISTA DA PRAIA

AMOR SÓ DE MÃE E COMO É BOM!

MEU CUNHADO COMENDO O CU DA MINHA MULHER

MINHA PRIMA BEBEU SEM MODERAÇÃO E EU ENTREI EM AÇÃO

O PADRE QUE GOSTAVA DE LEVANTAR A BATINA

REPRESENTANTES COMERCIAIS REALIZAM ‘LUA-DE-MEL’

O CORRETOR ‘PEGOU’ DONA CLÁUDIA

COMO O TENENTE VIROU CORNO

UM TEMPORAL NO GUARUJÁ ME FEZ VIRAR CORNO!

EU, AMANTE DE MINHA AVÓ DE 68 ANOS

O ELETRICISTA SE LIGOU NA MINHA MULHER

OS TIOS COROAS SÃO OS MAIS PERIGOSOS

COMO ME TORNEI BISSEXUAL

MINHA TIA LETÍCIA PAGANDO O QUE ME DEVE

AS APARÊNCIAS ENGANAM E COMI A PROFESSORA DE HISTÓRIA

DOIS CUNHADOS E UMA DUPLA PENETRAÇÃO NA CUNHADA

A SEXÓLOGA ENSINOU E MINHA MULHER ME COMEU

CHEGOU A MINHA VEZ DE COMER O CU DA MINHA CUNHADA

EUNICE, MINHA VIZINHA, ATÉ QUE NÃO É DE SE JOGAR FORA

EU E RAQUEL CONSOLANDO NOSSO AMIGO RAFAEL

O PADRASTO COMEU A ENTEADA E A MADRASTA DEU PARA O ENTEADO

O VIZINHO VOYEUR E MINHA ESPOSA SONIA

MEU SOBRINHO VAI JOGAR NA ESPANHA E APRENDEU ESPANHOL COM MINHA MULHER

MEU CUNHADO COMEU MEU CU NA CHÁCARA

MEU CUNHADO ME VESTE COM ROUPAS DE SUA ESPOSA E ME COME ASSIM

MEU COLEGA DE TRABALHO CONQUISTOU E COMEU MINHA MULHER

MARCOS, MEU IRMÃO, COMEU MINHA MULHER

COMO MINHA MULHER APRENDEU A DAR O RABO

JAIRO, CASADO, 48 ANOS, DEU O CU PRA MIM

O CRUEL DILEMA DE UM CORNO

EU E MINHA IRMÃ, UM AMOR DELICIOSAMENTE PROIBIDO

EU E MINHA IRMÃ, AGORA ME DANDO TAMBÉM SEU RABINHO

30 ANOS DEPOIS OS PRIMOS VOLTAM A SE COMER

MEU AMIGO ARROMBOU O CU DE MINHA MULHER

APRENDI A TOCAR VIOLÃO SENTADO EM UMA ROLA

MINHA ESPOSA SAINDO TODO DIA... MEU CUNHADO COMENDO ELA

VALTER PLANTANDO A PALMEIRA NA NOSSA CHÁCARA E NA MINHA MULHER

O COLEGUINHA QUE ME DAVA O CU TODOS OS DIAS

CLÁUDIO, O RAPAZ DA BUNDA MAIS LINDA QUE EU JÁ VI

MINHA JOVEM SOBRINHA DA BUNDINHA CARNUDA

CARLINHOS, TÉCNICO EM ALARME E EM OUTRAS COISAS

O ENCONTRO A SEIS QUE VIROU SWING

TROCA DE CASAIS IMPERFEITA

O NAMORADO DE MINHA MÃE ME COMEU

PASSEI A SER O NAMORADO DE MINHA MÃE

EU E MEU PRIMO NA BANHEIRA DE CASA

A SURUBA A SEIS QUE VIROU SWING

O FOTÓGRAFO QUE COME MINHA MULHER

DONA ODETE, A MADURA CASADA QUE ME INICIOU

NESTA FAMÍLIA NINGUÉM PERDOA NINGUÉM

CASAIS DE CUNHADOS MORANDO JUNTOS É UM PERIGO!

DEMOROU MAS ACONTECEU: UM AMANTE PARA MINHA MULHER

OS CUNHADOS QUE SE TORNARAM AMANTES

A PRIMEIRA VEZ DE MINHA MULHER COM OUTRO HOMEM

ESTOU COMENDO MINHA FILHA DE 22 ANOS

O FILHO DE SEU TONHO COMENDO O ADVOGADO

A PRIMEIRA VEZ QUE SE DÁ O CU JAMAIS SE ESQUECE

MEU GRANDE AMIGO COMEU MINHA MULHER

CORNO NO ‘MÉNAGE A TROIS’

VINTE ANOS COMENDO MINHA MÃE

NOITE DE SWING E EU COMI MINHA IRMÃ

EU, MARCOS, ME APAIXONEI POR CARLINHOS, MEU CUNHADO


Este site contém contos eroticos, fotos e videos destinados exclusivamente ao público adulto.
Ao acessá-lo, você declara que tem no mínimo 18 anos de idade e que no país onde você esta acessando esse conteúdo não é proibido.
© 2005-2021 - CasaDosContos.com - Todos os direitos reservados