Logo casa dos contos
Esqueceu a sua senha? Clique Aqui

Principal Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco
Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco Login

UMA SEMANA COM O PINTOR ME COMENDO

Por: Giltozzi - Categoria: Bisexuais
Kid Bengala Libid gel

Tenho 38 anos, meu nome é Plínio e sou casado há dez anos. Eu e Teresa temos uma filha. Nos tempos de faculdade eu morava em uma república, em Campinas e no nosso quarto quase todos os rapazes se comiam uns aos outros sem nenhum problema. Ninguém se considerava ou era chamado de viado, apenas satisfazíamos nossos desejos de sexo. Durante nosso casamento dei umas escapadas, mas sempre com mulheres e nunca mais estive com outro homem.
Recentemente decidimos pintar nossa casa pois eu estava de férias no trabalho. Como Teresa e a menina, ambas são alérgicas à poeira e à tinta, combinamos que durante o tempo que o pintor estivesse trabalhando elas ficariam na casa da avó, num bairro vizinho. O trabalho de pintura começaria numa segunda-feira e o pintor contratado por indicação de um amigo se chama Heraldo.
Às oito da manhã, pontualmente, Heraldo chegou trazendo seus apetrechos e uma escada no rack do seu carro. Heraldo é um moço de uns 30 anos, cabelos castanhos, 1,80m e porte atlético de quem pratica futebol. Ele ainda joga, por sinal. Disse a Heraldo que ele poderia se trocar no banheiro de empregada e expliquei que minha mulher e minha filha estariam fora enquanto durasse a pintura, uns cinco dias mais ou menos.
Heraldo colocou uma camiseta surrada e um calção desses de praticar corrida, bem largo nas pernas e começou seu trabalho inicial que era preparar as paredes da sala. Fazia duas horas que ele estava trabalhando quando lhe ofereci um copo de refrigerante. Heraldo estava no alto da escada e quando cheguei com o copo e olhei para cima vi que ele estava sem cuecas, com o pau aparecendo como que me dizendo ‘bom dia’...
Senti um frio na espinha e uma estranha sensação de prazer ao ver aquilo pendurado, olhando para mim. Fiquei hipnotizado, imóvel por alguns segundos até que Heraldo percebeu minha presença ali olhando para seu pau fixamente. Meu pau na hora foi endurecendo de tesão. O pintor desceu, tomou o refrigerante, agradeceu e olhou para mim com um sorriso de cumplicidade como quem sabia que eu havia caído na armadilha do calção largo com o pau aparecendo. Acho que ele já fez isso outras vezes.
Perguntei para Heraldo se tinha filhos e ele me disse que a esposa estava esperando o primeiro bebê que nasceria dali a 15 dias. E comentou ainda que o ruim é que não dá mais para trepar com sua esposa e o tesão vai se acumulando. Concluiu maliciosamente: “Do jeito que eu estou eu como quem aparecer na minha frete”. E voltou a subir na escada enquanto eu me afastei. A imagem daquele pau olhando para mim não me saía da cabeça e não se passaram dez minutos e me aproximei novamente da escada e vencendo a vergonha e a timidez voltei a olhar acintosamente para dentro do calção largo, desta vez com Heraldo também olhando para mim e sorrindo.
Eis que ele desce da escada e sem falar uma única palavra fica ao meu lado e abaixa o calção deixando aparecer seu belo cacete que sem estar em ereção devia ter uns 15 cm. Nesse jogo entre homens não há necessidade de palavras e comecei a acariciar o pau de Heraldo que em segundos tomou a forma de uma enorme e grossa linguiça de pelo menos 20 cm, roliça, bonita e com uma cabeça vermelha e irresistível. Me abaixei e comecei a beijar e a chupar aquele pau gostoso e Heraldo segurava minha cabeça e fazia movimentos como se estivesse metendo na minha boca. Fez isso com tanta força que achei que ele iria gozar na minha boca, mas aí ele tirou o pau, me abraçou e começou a passar a mão na minha bunda.
Primeiro enfiou a mão por dentro da bermuda; então eu tirei a bermuda e fiquei só de cueca que ele abaixou continuando a passar a mão na minha bunda e a chupar meu pescoço enquanto eu segurava seu pau que estava com uma cabeça que parecia cada vez maior. Senti seus dedos no meu cu e não aguentei de tesão, tirei a camisa e me virei, ficando de quatro encostado na parede me oferecendo para receber aquela vara. Heraldo tirou sua camisa e me perguntou se eu tinha gel em casa. Disse que não, mas que tinha vaselina e corri para pegá-la.
Voltei à posição de ser enrabado e Heraldo lubrificou meu ânus e seu pau com a vaselina, encostando a cabeça no meu cu e começando os movimentos para enterrar. Senti uma dor muito grande mas não reclamei e me abaixei o mais que pude para aquele pau entrar até o fundo. O pintor começou um vai-e-vem segurando no meu pau com uma mão e com a outra segurava meu peito enquanto mordia meu pescoço e orelhas. Nunca eu havia sentido tanto tesão na vida.
Heraldo gozou gostoso enquanto me batia uma punheta. Minha porra espirrou na parede e a dele ficou toda dentro do meu cu. Sentamos no chão cansados e ele disse que precisava continuar o trabalho e eu aproveitei para ir ao banheiro. Conversamos pouco durante o dia e sem falar do que aconteceu de manhã.
Lá pelas quatro da tarde Heraldo se lavou para ir embora e veio se trocar na minha frente para me provocar. Eu também tirei minha bermuda, encostei a bunda nele e senti seu pau crescer. Vaselina, pau delicioso lá dentro e gozamos novamente, tão gostoso quanto pela manhã. Heraldo foi embora como se nada tivesse ocorrido naquele primeiro dia de trabalho.
Telefonei para minha mulher e ela perguntou se o serviço estava ficando bom. Disse que parecia que sim, que o pintor era profissional caprichoso mas que ainda faltava muito pra fazer. No dia seguinte Heraldo chegou, foi para o quarto de empregada e eu o segui.Ele trocou de roupa e eu já me apresentei antes de ele colocar o calção. No quarto de empregada há uma cama e onde ele me comeu gostoso outra vez. O danado trouxe até o gel para ficar melhor ainda. Antes de ir embora repetimos a foda à tarde, como havíamos feito ontem.
E assim foi durante toda a semana, até que na sexta-feira mudamos a rotina porque ele disse que queria terminar logo o serviço para ficarmos com mais tempo para brincar. Dito e feito com o trabalho finalizado mais cedo Heraldo meteu no meu cu de modo mais tranquilo e mais prolongadamente. Paguei a ele o combinado e dei mais uma boa quantia em dinheiro dizendo que era para ele comprar um enxoval bem bonito para o filho que ia nascer.
No sábado fui buscar minha mulher e minha filha. Teresa disse que gostou muito do trabalho do pintor, comentando que ficara tudo perfeito. Eu, maliciosamente disse a ela: “Querida, confesso que não gostei desse verde claro da sala. Acho que vou chamar o Heraldo e repintar de bege”

Comentarios

Que tesão vc é de onde sou casado tb e adoraria te foder no sigilo total

Por:Leandro2018 em 20/10/2019 02:09

Sou Viúvo E se quiser também te dou antes de gozar no seu cuzinho

Por:Viuvobi em 14/11/2019 01:22

Eu também iria adorar participar dessa festinha

Por:Freirejaime em 21/11/2019 05:01

Esse conto da um tezão, vontade de gozar com um pau na bunda gozando junto.

Por:Thom em 10/01/2020 10:47

Tesão puro... 10!!!

Por:hsegredo em 03/05/2021 04:38
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu voto junto com o meu comentario:


Ficha do conto
foto avatar usuario Giltozzi
Por: Giltozzi
Codigo do conto: 17238
Votos: 8
Categoria: Bisexuais
Publicado em: 15/10/2019

×

OPS! Para votar nesse conto voce precisa efetuar o login



Aumento Peniano
Mais contos desse usuario

TIO VALDEMAR COMENDO MINHA ESPOSA

QUASE CORNO: UM CONTO MÓRBIDO

GOL DE PLACA NA MINHA SOGRA

O VIZINHO VIOLONISTA COMEU MINHA MULHER

O COROA TARADO COMEU MINHA MULHER

EXAME DA OAB E MEU PRIMO DEU AULA LÁ EM CASA

COMENDO A DIARISTA DA PRAIA

AMOR SÓ DE MÃE E COMO É BOM!

MEU CUNHADO COMENDO O CU DA MINHA MULHER

MINHA PRIMA BEBEU SEM MODERAÇÃO E EU ENTREI EM AÇÃO

O PADRE QUE GOSTAVA DE LEVANTAR A BATINA

REPRESENTANTES COMERCIAIS REALIZAM ‘LUA-DE-MEL’

O CORRETOR ‘PEGOU’ DONA CLÁUDIA

COMO O TENENTE VIROU CORNO

UM TEMPORAL NO GUARUJÁ ME FEZ VIRAR CORNO!

EU, AMANTE DE MINHA AVÓ DE 68 ANOS

O ELETRICISTA SE LIGOU NA MINHA MULHER

OS TIOS COROAS SÃO OS MAIS PERIGOSOS

COMO ME TORNEI BISSEXUAL

MINHA TIA LETÍCIA PAGANDO O QUE ME DEVE

AS APARÊNCIAS ENGANAM E COMI A PROFESSORA DE HISTÓRIA

DOIS CUNHADOS E UMA DUPLA PENETRAÇÃO NA CUNHADA

A SEXÓLOGA ENSINOU E MINHA MULHER ME COMEU

CHEGOU A MINHA VEZ DE COMER O CU DA MINHA CUNHADA

EUNICE, MINHA VIZINHA, ATÉ QUE NÃO É DE SE JOGAR FORA

EU E RAQUEL CONSOLANDO NOSSO AMIGO RAFAEL

O PADRASTO COMEU A ENTEADA E A MADRASTA DEU PARA O ENTEADO

O VIZINHO VOYEUR E MINHA ESPOSA SONIA

MEU SOBRINHO VAI JOGAR NA ESPANHA E APRENDEU ESPANHOL COM MINHA MULHER

MEU CUNHADO COMEU MEU CU NA CHÁCARA

MEU CUNHADO ME VESTE COM ROUPAS DE SUA ESPOSA E ME COME ASSIM

MEU COLEGA DE TRABALHO CONQUISTOU E COMEU MINHA MULHER

O MOÇO DA OPERADORA VEIO FAZER A INSTALAÇÃO E MEU MARIDO VIROU CORNO

MARCOS, MEU IRMÃO, COMEU MINHA MULHER

COMO MINHA MULHER APRENDEU A DAR O RABO

JAIRO, CASADO, 48 ANOS, DEU O CU PRA MIM

O CRUEL DILEMA DE UM CORNO

EU E MINHA IRMÃ, UM AMOR DELICIOSAMENTE PROIBIDO

EU E MINHA IRMÃ, AGORA ME DANDO TAMBÉM SEU RABINHO

30 ANOS DEPOIS OS PRIMOS VOLTAM A SE COMER

MEU AMIGO ARROMBOU O CU DE MINHA MULHER

APRENDI A TOCAR VIOLÃO SENTADO EM UMA ROLA

MINHA ESPOSA SAINDO TODO DIA... MEU CUNHADO COMENDO ELA

VALTER PLANTANDO A PALMEIRA NA NOSSA CHÁCARA E NA MINHA MULHER

O COLEGUINHA QUE ME DAVA O CU TODOS OS DIAS

CLÁUDIO, O RAPAZ DA BUNDA MAIS LINDA QUE EU JÁ VI

MINHA JOVEM SOBRINHA DA BUNDINHA CARNUDA

CARLINHOS, TÉCNICO EM ALARME E EM OUTRAS COISAS

O ENCONTRO A SEIS QUE VIROU SWING

TROCA DE CASAIS IMPERFEITA

O NAMORADO DE MINHA MÃE ME COMEU

PASSEI A SER O NAMORADO DE MINHA MÃE

EU E MEU PRIMO NA BANHEIRA DE CASA

A SURUBA A SEIS QUE VIROU SWING

O FOTÓGRAFO QUE COME MINHA MULHER

DONA ODETE, A MADURA CASADA QUE ME INICIOU

NESTA FAMÍLIA NINGUÉM PERDOA NINGUÉM

CASAIS DE CUNHADOS MORANDO JUNTOS É UM PERIGO!

DEMOROU MAS ACONTECEU: UM AMANTE PARA MINHA MULHER

OS CUNHADOS QUE SE TORNARAM AMANTES

A PRIMEIRA VEZ DE MINHA MULHER COM OUTRO HOMEM

ESTOU COMENDO MINHA FILHA DE 22 ANOS

O FILHO DE SEU TONHO COMENDO O ADVOGADO

A PRIMEIRA VEZ QUE SE DÁ O CU JAMAIS SE ESQUECE

MEU GRANDE AMIGO COMEU MINHA MULHER

CORNO NO ‘MÉNAGE A TROIS’

VINTE ANOS COMENDO MINHA MÃE

NOITE DE SWING E EU COMI MINHA IRMÃ

EU, MARCOS, ME APAIXONEI POR CARLINHOS, MEU CUNHADO


Este site contém contos eroticos, fotos e videos destinados exclusivamente ao público adulto.
Ao acessá-lo, você declara que tem no mínimo 18 anos de idade e que no país onde você esta acessando esse conteúdo não é proibido.
© 2005-2021 - CasaDosContos.com - Todos os direitos reservados