Logo casa dos contos
Esqueceu a sua senha? Clique Aqui

Principal Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco
Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco Login

Foda com minha namorada do grupo de oração - despedida

Por: PolicialSafado - Categoria: Incesto
Kid Bengala Libid gel

Bom amigos, hj venho lhes contar a primeira vez que fiquei com duas mulheres, se vcs se lembram dos meus relatos "Minha primeira vez foi na festa do grupo de oração da igreja", "Foda na festa do grupo de oração da igreja - 2" e "Saída apos o grupo de orações", vão se lembrar que transei com duas irmãs primeiramente com a mais velha, Luciana, morena, cabelos compridos, seios pequenos, bunda redondinha, pernas deliciosas, que foi a personagem principal do conto "Minha primeira vez..." e Marisa, 18 anos, cabelos longos, pernas grossas e bunda arrebitada, a qual foi a personagem principal dos contos "Foda na festa..." e Saída apos o grupo..." e que eu namorei apos os acontecidos nestes contos.
Este relato se deu na ultima semana antes da Marisa ir morar em outra cidade devido a faculdade, como nos estávamos namorando, já era costume eu freqüentar a casa delas sem estar em festas do grupo, a mãe já estava até acostumada comigo ali, não se incomodava mais com minha presença até tarde da noite la, inclusive já havia dormido algumas vezes lá, não no mesmo quarto, mas na sala.
Neste dia em questão, um fim de semana, a mãe da Marisa teria de ir viajar e deixou as duas na casa, a Marisa e a Luciana, fui para lá logo apos a mãe delas ir viajar, estava as duas e mais o noivo da Luciana, nos almoçamos todos juntos e mais a tarde a Luciana e o noivo saíram, deixando-nos sozinhos, antes de sair a Luciana nos olhou e disse: - Não vão aprontar nada seus safados. E saiu rindo.
Ficamos assistindo tv, e namorando, em determinado momento a Marisa começou a passar a mão pelo meu peito e retirou minha camisa, subiu sobre mim e me deu um beijo de tirar o fôlego, ela estava de saia e eu comecei a passar as mãos em suas pernas, e já fui dizendo: - Nossa vou ficar com saudades deste seus beijos, deste seu corpo.
- Então vamos aproveitar estes últimos momentos, quero ter as melhores lembranças de vc. - disse a Marisa.
Ela começou a passar a mão sobre o meu shorts, apalpando meu pau, e eu tratei de tirar camisa dela e iniciei uma deliciosa chupada naqueles seios deliciosos, ela delirava e apertava meu pau com muito tesão, e de tempos em tempo ela me fazia parar de chupar seus seios para me beijar, ela depois de um tempo, se abaixou e tirou o meu short e minha cueca e começou a me chupar, deliciosamente, subia e descia com sua deliciosa boca em meu pau.
Puxei ela de lado e acabei de tira sua saia, ela estava sem calcinha, e fizemos um meia nove, ela estava toda melada de tesão, tratei de sugar aquele delicioso mel que escorria de sua buceta, suguei deliciosamente, e ela chupava meu pau, nossa não resisti e gozei enchendo sua boca de porra, que ela tratou de engolir tudo e dizia que ia ficar com vontade de tomar meu leite quando estivesse longe.
Nossa, meu pau nem amoleceu, tratei de colocá-la deitada e fui introduzindo deliciosamente meu pau em sua buceta, que fui engolindo todo ele, ela pedia para foder com força e eu fazia esta sua vontade, ela ficou de quatro e fui por trás, nossa ela já havia gozado muito, quando me pediu para foder sua bunda, fodi forte aquele delicioso cú, bombava com força e ela pedia mais, elas gozou mais algumas vezes com meu pau em sua bunda e não agüentando enchi seu cú de porra, nos deitamos nos beijando e sem perceber começamos a cochilar, ainda pelados no tapete da sala.
- Acordem seus safados - disse a Luciana - ainda bem que o Luis me deixou e foi embora, não quis entrar, imagina se ele entra e vê esta cena, vcs tem de tomar mais cuidado.
Nossa tomei um susto, e puxei minhas roupas e fui me levantando para colocar e ir embora, mas logo fui parado pela Luciana, que pegou no meu pau e foi dizendo:
- Nossa que saudades desta pica, olha Ma, eu respeitei que vcs estavam namorando, mas pegar vcs assim, me deixou com tesão e vontade e vc sabe que eu já provei esta delicia, inclusive se não fosse eu te falar vc nunca ia saber deste maravilhoso pau do Antonio.
- È verdade, Lu, e vc pode sim participar, estávamos fazendo uma despedida e acabamos adormecendo aqui de cansados, mas pelo visto, ele esta bem acordado, pois olha como ficou duro só com seu toque - disse a Marisa.
- Vocês duas eim, ficam falando e mim quando eu não estou por perto neh, suas safadas e depois vinham me perguntando para veras e eu iria falar neh.
- Mas nos sempre confiamos em vc - disse a Luciana - vc sempre demonstrou ser sincero e respeitador.
- Isso mesmo, e se ela não tivesse me contado a transa que teve com vc, poderíamos nunca ter tido nada neh - disse a Marisa.
- Isso eh verdade - disse eu - mas ainda bem que vcs conversaram.
- Olha Ma, ele esta ficando mais duro, posso cair de boca.
- Sim, Lu, pode, estou vendo que vc esta com muita vontade, chupa este pau delicioso.
Ela tratou de abocanhar minha pica com vontade, chupava muito, a Marisa se aproximou e começou a me beijar, olhava para a irmã me chupando e perguntava se estava gostoso e eu respondia que sim, ai ela tratou de descer e compartilhar minha pica com sua irmã, as duas chupavam, lambiam e até davam algumas mordidas que me deixava louco de tesão.
A Marisa começou a tirar a roupa da Luciana, tirou a camisa e o sutiã, deixando aqueles deliciosos seios a mostra, não deu outra, eu tratei de me abaixar e começar a beija a Luciana na boca e apalpar aqueles seios, a Marisa estava chupando um e logo o outro estava em minha boca e a Luciana gemia de tesão, logo foi tirado sua calça e sua calcinha, e eu fui direto para sua buceta, comecei a chupar, sentindo seu mel, ela segurava minha cabeça por meus cabelos e forçava contra sua buceta.
Quando percebi, a Luciana estava deitada comigo chupando sua buceta e a Marisa estava por cima dela esfregando a buceta na boca da irmã que a chupava, e a Marisa dizia:
- Chupa minha buceta Lu, vai mostra o que vc sabe, se quer sevar a pica do meu namorado, vai ter de chupar minha buceta.
A Luciana chupava muito a buceta dela, percebi que ela estava gemendo muito e intensifiquei a chupada a fazendo gozar em minha boca ao mesmo instante que a irmã gozava na dela, comecei a subir meu corpo e iniciar um beijo na Marisa que tratou de pegar meu pau e direcionar para a buceta da irmã, meu pau entrava deliciosamente ela gemia e se contorcia de tesão e a Marisa falava:
- Vai amor, fode esta puta, aquele noivo corno dela não sabe tratar ela, não a fode direito, arregaça a buceta desta minha irmã puta, deixa ela larga para que o pinto mucho do noivo dela fique folgada nesta buceta.
- Isso mesmo, me fode gostoso, me arromba, fode minha buceta - disse a Luciana.
- Ei, quem mandou vc falar sua puta - disse a Marisa dando um tapa no que dava para ver do rosto da Luciana que ainda estava com a buceta da irmã na direção da boca - vc hj terá de obedecer, hj vc é nossa puta.
Nossa isso me deixou doido, comecei a foder forte a buceta da Luciana e ela rebolava muito, já tinha sentido ela gozar varias vezes, retirei meu pau da sua buceta e fui por trás da Marisa, que se inclinou liberando um pouco mais do rosto da Luciana, levei meu pau em sua boca que chupo todinho, a Marisa deu um tapa em sua buceta e mandou ela enfiar meu pau na buceta dela, e a Luciana o fez, comecei a forçar meu pau na buceta da Marisa e sentia a Luciana lamber meu pau e minhas bolas por baixo, a Marisa não resistindo começou a chupar a buceta da Luciana que gemia alto de tesão e eu fodia a Marisa com mais intensidade e a Luciana começou a enfiar o dedo no cú da irmã, que começou a rebolar.
A Marisa não agüentou e gozou varias vezes e seu mel escorria pelo rosto da Luciana, tirei meu pau na buceta da Marisa e enfiei na boca da Luciana, que chupou ele todo, ainda nesta posição a Marisa mandou a Luciana deixar meu pau bem lubrificado com sua saliva e depois enfiar no seu cú, nossa que delicia, a Luciana direcionou meu pau até o cú da Marisa e ele entro todinho,a Luciana ficou chupando a buceta da Marisa que gozou mais na boca da irmã, e rebolava muito com meu pau em seu cú, estava delicioso.
A Luciana, implorou para a Marisa:
- Por favor Ma, quero esta pica no meu cú também, deixa ele arrombar meu cú também.
- Calma, sua puta, vc acha que eu vou deixar este seu cú de puta sem ser fodido, não pode ter certeza que vc vai sair daqui hj arrombada.
Tirei meu pau do cú da Marisa e enfiei ele na boca da Luciana que sugou todinho novamente, a Marisa se levantou e mandou a Luciana ficar de quatro, quando me aproximei de antes de tudo, a Marisa chupou meu pau, depois segurou a bunda da Luciana abrindo bem e arreganhando aquele delicioso cú, a Marisa me olhou e disse:
- Enfia td de uma só vez, sei que esta puta agüenta, ela disse que tinha agüentado da outra vez, mas agora quero ver vc enfiar td de uma só vez, vai amor, fode este cú.
Forcei o meu pau naquela deliciosa bunda e o pau entrou com força e todo, a Luciana gemeu uma mistura de choro e tesão, eu sabia que ela agüentava, mas eu forcei de uma vez, fazendo que o cú dela abrisse todo de uma só vez, e comecei a bombar, a Marisa deu vários tapas na bunda da Luciana, deixando bem vermelha e dizia:
- Sua puta, sabia que vc ia agüentar a pica grande e grossa do meu amor, vc gosta de sentir dor neh - dando vários outros tapas - acho que o frouxo do Luis, não sabe como tratar uma puta como vc, tem de ser assim, linha dura com uma puta.
A Luciana rebolava deliciosamente, não estava agüentando mais e anunciei o gozo, a Luciana já se posicionou de joelhos e a Marisa começou a me punhetar até que enchi a boca da Luciana de porra, que logo foi beijada pela Marisa, onde durante o beijo trocaram minha porra e cada uma engoliu um pouco.
Fique ali observando por um tempo aquelas duas lindas mulheres juntas se beijando e logo elas se lembraram de mim e vieram em minha direção e beijei as duas, ficamos um tempo deitados, uma de cada lado e beijando e acariciando a ambas, transamos mais algumas vezes quando a Marisa me pediu para dormir ali com elas, eu tratei de ligar em casa para avisar que iria dormir fora e passei a noite toda com aquelas lindas irmãs.
Transamos a noite toda e só fomos dormir quase de manhã com o sol nascendo, dormimos os três na cama da mãe delas que era a única de casal da casa e de manhã tomamos um belo café da manhã ainda pelados.
Esta foi a despedida da minha primeira namorada, depois de três dias eu fui junto de sua família a levar para a Rodoviária e durante algum tempo só nos falamos por telefone, ai ela começou a namorar e nos ficamos apenas na amizade até hj.
Já com a Luciana, eu transei outras vezes e inclusive fui na sua despedida de solteira, mas isso ficará para outro relato, espero que estejam gostando dos meus relatos, logo voltarei com mais.

Comentarios
Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu voto junto com o meu comentario:


Este site contém contos eroticos, fotos e videos destinados exclusivamente ao público adulto.
Ao acessá-lo, você declara que tem no mínimo 18 anos de idade e que no país onde você esta acessando esse conteúdo não é proibido.
© 2005-2021 - CasaDosContos.com - Todos os direitos reservados