Logo casa dos contos
Esqueceu a sua senha? Clique Aqui

Principal Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco
Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco Login

Carnaval quente

Por: meinhasoquete - Categoria: Travesti

       Carnaval, sol, chuva calor, muito calor eis a magia para só uma coisa: Sexo. Tenho 37 anos, sou travesti, branca, seios pequenos, bumbum carnudo e empinadinho, coxas grossas e uso cabelos chanel.        Resolvi passar o carnaval no litoral, pois fui convidada para “trabalhar” num evento aonde teria sexo anônimo, vou explicar, são cabines tipo pt (aquelas que passam filminhos pornô) só que com um buraco. As pessoas chegam, põem camisinha colocam o cacete nesse buraco e se a luz verde acende é sexo oral se a vermelha sexo anal.Cheguei na sexta às 20hs, já tinha minha pet (número 4) e lá fiquei a noite inteira até 6 da manhã.        Foi neste horário que recebi um pedido pelo buraco: Sei quem você é, meinhasoquete, pois te vi entrar: Te espero às 22hs na Av Atlântica perto da curvona. Assinado Coroa 61.        Fiquei intrigada, como ele sabia que não trabalharia nesta noite? Como ele sabia quem eu era?        Sai e não havia ninguém por perto, fui para o quarto tomei um banho e dormi.Acordei eram 15 hs, comi um lanche e assisti a uns dois filminhos.        As 20hs tomei um banho calmamente, fiz enema, me perfumei e assim me vesti: Sandalinha tipo cristal de saltinho,meinha soquete branquinha com babadinho, calcinha tipo fio dental branca e amarelinha, micro-saia de lycra branca com tiras na lateral, camiseta branca. Peguei minha bolsa, coloquei uns preservativos e sai com meu carro as 21h30.        Cheguei no local combinado e parou um carro, saio Roberto o dono de um bar da estrada próximo de onde eu estava. Saiu e disse: morro de tesão de você desde a primeira vez que te vi, suas meinhas me deixam louco, dá pra mim, dá pra mim.        Topei, chegamos na sua casa, do lado oposto da praia, local discreto, lá entrando na sala havia uma cadeira erótica e no quarto vários acessórios.        Ele pediu para eu ficar na cadeira, virada com a bunda pra cima, ele me chupou o cuzinho e fiquei doida, após isso chupei seu cacete até ele ficar duro ai colocou uma camisinha e me penetrou, gozou muito, pois senti mesmo com a camisinha. Ele contou que não metia a mais de cinco anos.        Fui para o quarto, eu só de camiseta, meinha calcinha e sandália e ele nu. Ele me chupava eu chupava ele e passamos a noite nisso.       Gostei da experiência e gostaria de conhecer pessoas com mais de 60 anos para sacanagem.

Comentarios
Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu voto junto com o meu comentario:


Ficha do conto

foto avatar usuario meinhasoquete
Por: meinhasoquete
Codigo do conto: 3696
Votos: 2
Categoria: Travesti
Publicado em: 12/08/2014

×

OPS! Para votar nesse conto voce precisa efetuar o login

Mais contos desse usuario

Saída inesperada

Dei e nem sei nome

Meu Gari delicioso

Em Paraty

Onibus do prazer

Sabado quente

Na garagem

Chuva e caos em sampa

Na vidraçaria

Primeira Vez( A pedidos)

Caminhão velho,metida boa

A surpresa

Noite no litoral

Motoboy doidão

Na guarita

No interior de bike


Este site contém contos eroticos, fotos e videos destinados exclusivamente ao público adulto.
Ao acessá-lo, você declara que tem no mínimo 18 anos de idade e que no país onde você esta acessando esse conteúdo não é proibido.
© 2005-2018 - CasaDosContos.com - Todos os direitos reservados