Logo casa dos contos
Esqueceu a sua senha? Clique Aqui

Principal Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco
Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco Login

Curei a deprecao da sobrinha tirando sua virgindade

Por: VAL - Categoria: Incesto

    Tenho 37 anos e muita experiêcia sobre o sexo feminino; tudo começou a um mês atrais qdo fui a casa do meu cunhado irmão da minha esposa, são uma familia de evangélicos gente boa, estavamos comentando sobre a sociedade que estamos fazendo e, durante nossa converssa ele me disse que minha sobrinha Liliane tinha passado mal e, levada ao médico, ele disse que se tratava de depressão, ela é uma bela menina, morena, magra, bunda perfeita, seios pequenos e pontudos, tem um noivo mas como é evangélica leva seu namoro no respeito e é virgem, tirei minha comclusão de sua depressão, tão bela moça,virgem, seu namorado acho eu que espera uma bela noite de núpcias, mas coitadinha da minha sobrinha 17 anos e nunca se deitou com um homem, resolvi ajuda-la a se curar e, como ela estava desempregada e tinha parado de estudar devido as dificuldades, me ofereci para arrumar um serviço a ela. Passei uma semana atráz de um emprego, qdo consegui a avisei, ela mas que depressa veio para a cidade conseguiu a vaga e fez sua matricula na escola e como ela morava no sitio,eu como minha esposa que está gavida oferecemos, hospedagem na condição que ela ajudasse nos serviços caseiros, oque foi aceito com o consentimento do seu pai, ela veio morrar em casa e ficou com um quarto só pra ela. Nas primeiras semanas tudo correu bem, ela trabalhava e a noite estudava,e como a escola é perto de casa,eu e minha mulher sempre vamos buscá-la. Como eu trabalhavo a noite tenho costume de dormir tarde qdo todos ja estão dormindo; certa noite passando pelo quarto da Liliane resolvi entrar, mas antes fui até o meu quarto constatar se minha esposa estava dormindo, então retornei, abri a porta e entrei,minha sobrinha estava de bruços,olhei para seu corpinho, meu pau quase estourou,resolvi agir,e com todo cuidado retirei o leçol que a cobria,e com geito levantei sua camisolinha, ela estava com a calcinha atolada na bumda, debrussei-me sobre ela e comecei a acariciar sua bundinha, ela arrepiou-se toda, levei a mão entre as pernas e dei um leve apertaõzinho em sua bocetinha, senti ela umidecer-se toda e como ela não reagia comecei a tirar sua calcinha, pudi ver sua bundinha toda arrepiada aperecendo sua bocetinha,pequei meu cacete(18/5cm)e passei em sua bundas, não aguentei e bati uma punheta e na hora de gozar coloquei emtre suas parnas e esquechei um jato de pora quente na sua bocetinha,espalhei toda pora com o pau na sua bocetinha, levantei e quando estava colocando o shts ela virousse e olhoume meio sonolenta e voltando a dormir. No outro dia nada aconteceu, mas no segundo dia minha esposa passou mal e teve que ser internada, a noite a Liliane não foi dormir cedo ao contrario veio assistir televisão comigo e perguntou se eu tinha ido ao quarto dela na noite retrazada, eu perguntei porque, ela me disse que se eu não estivesse ido naquela noite,ela tinha tido um sonho,que a fez sentir-se bem no outro dia,mas que não entendia porque ela tinha levantado toda molhada, então eu confirmei que tinha estado e que se ela quizesse curar-se da depressão eu a daria o remédio, ela ficou em duvida doque seria mas concordou, então a peguei no colo e a levei para meu quarto,a joquei na cama e deitei por cima dela,ela quiz livrar-se, mas eu a agarei retirei sua camisola, ela tentava resistir até eu começar a chupar seus seios,ela amoleceu, retirei sua calcinha e comecei a pincela a cabeça do pau em sua bocetinha, ela disse me na maior excitação,vai tio se é para me curar faz oque deve ser feito, pequei meu cacete (18/5cm) coloquei em sua grutinha e estoquei, senti seu cabaço romper, ela deu um gritinho e quiz sair de baixo então a agarei e comecei a bombar, ela esqueceu-se da dor e começou a gemer e a meter conpulsivamente dizendo:- Meteee tio, meteee tudo,enfia até o saco,que gostoooso, que deliciaaa, é oque eu queria mesmo. Transamos por uns vinte minutos, até eu esguixar um jato de pora quente dentro dela,esporeando até a ultima gota, dorminos juntos nessa noite e transamos novamente de manha. Por sorte ela não estava fertil,hoje ela esta curada de sua depressão,oque ela tinha era vontade de dar e dar gostoso,minha esposa está de resquardo,mas tenho minha sobrinha como amante, ela se separou do noivo e,me disse que daquele dia em diante ela seria minha qdo eu a quisesse; ela permanesse evangélica e segue sua religião, mas nesse mundo quem é perfeito?

      Algum comentario, querem dividir suas experiências, ou enviarem fotos, mas por favor sem propaganda.

Comentarios
Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu voto junto com o meu comentario:


Ficha do conto
foto avatar usuario VAL
Por: VAL
Codigo do conto: 234
Votos: 3
Categoria: Incesto
Publicado em: 12/08/2014

×

OPS! Para votar nesse conto voce precisa efetuar o login

Mais contos desse usuario

INÍCIADA PELO IRMÃO


Este site contém contos eroticos, fotos e videos destinados exclusivamente ao público adulto.
Ao acessá-lo, você declara que tem no mínimo 18 anos de idade e que no país onde você esta acessando esse conteúdo não é proibido.
© 2005-2020 - CasaDosContos.com - Todos os direitos reservados