Logo casa dos contos
Esqueceu a sua senha? Clique Aqui

Principal Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco
Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco Login

visita do primeiro comedor

Por: manso - Categoria: Cornos-Cuckold
Testo Power

Somente quem é corno e tem uma esposa safada em casa sabe a felicidade que ela fica quando vai sair para trepar com outro , agora imaginem a felicidade que a minha ficou em saber que o primeiro comedor dela no menagen estava na cidade e tinha me ligado querendo nos ver para matar a saudade dela , seu rosto se encheu de alegria , sorria por nada e me olhava até que me disse , quero matar a saudade daquele pauzão ,quero todo ele dentro de mim de novo , para quem não sabe carlão como ela chama nem é tão alto , mas tem corpo definido e 23 centimetros por 6.5 de pau , meio torto para um lado , e que comeu minha vadia por muito tempo antes de ir embora , liguei e marquei com ele as 21 horas na frente do hotel onde ele estava hospedado , esposa foi ao banho e ficou mais de meia hora entre banho e passando creme no corpo , a bucetinha e o cuzinho ela sempre trás super depilados , a sua depiladora adora ver ela toda arregaçada ,e comenta com ela , seu marido faz um bom estrago aqui em, mal ela sabe que são os outros que deixam minha vadia toda aberta ,como todos sabem sou eu quem compra suas roupinhas intimas para ela se mostrar para os comedores, ela vestiu um corpet vermelho e um mine fio dental que a frente entra para dentro dos lábios da buceta de tão pequeno, chegamos e ele nos esperava na frente , ele entrou no carro nos comprimentamos e assim que saímos da frente do hotel minha puta passou para o banco de trás do carro, e me disse vamos passear meu corno pois quero aproveitar o máximo meu macho, então comecei a passear pela cidade e eles aos beijos e e passadas de mãos um no corpo do outro , ela fez ele tirar a calça e a cueca e caiu de boca nos 23 centímetros do pau dele , hora enchia a boca com as bolas dele e subia até a cabeça passando a língua , abria a boca e metia a cabeçona para dentro tentando engolir mais ,mas tranca na sua garganta e não vai, depois de rodar por dentro da cidade peguei uma avenida que vai sair na br e faz a volta em toda a cidade , minha camionete é toda filmada e não tem problema de quem estar de fora ver quem esta lá dentro, eles totalmentes livres ali no banco de trás , vi que ela se desfez do blezer que estava , ele claro elogiou ela , e quando eu estava entrando na br ouvi um gemido forte mistura de dor e prazer , minha puta fez sua buceta engolir todo o pauzão do seu amante , sentou com força para sentir ele todo, e aos beijos ela mexia e remexia com o pau atolado nela , depois começou a se socar contra o pau e gritava com voz de choro ,olha meu corno to matando a saudade desse pau , como a br estava com pouco movimento diminui a velocidade para apreciar minha puta no pau do seu comedor , ela a tirou de cima dele e a colocou de ladinho no banco e levantando uma das pernas dela entrou no meio e socou todo o pau para dentro ela se contorcia toda e pedia mais , e ele socava com virilidade , a volta pela br da em torno de 45 minutos e no meio do caminho ele tentou meter no cu dela mas a posição não ajudava , então ela disse me come na buceta que depois meu corno vai levar nós para o motel e lá eu fico de bunda arrebitada para você meter todo esse pau em mim, então ele virou ela deixando ela com as costas no banco e meteu no famoso papai e mamãe, socava muito forte que estalava as bolas na bunda dela, entrei novamente em outra avenida em direção a cidade e eles não paravam de foder, então ela entrou no meio dos bancos deixando a bunda para trás bem na frente do comedor , ele se ajeitou e meteu o pau nela novamente , ela gemia do meu lado, olhei para ela e ela começou a me beijar gemendo, e falava ta vendo corninho já gozei varias vezes no pau do meu macho , meu pau parecia querer furar a calça, ela então voltou para trás e novamente sentou no pau dele , acelerou o máximo as metidas e aos beijos ouço os dois começarem a urrar e se socarem cada vez mais forte um contra o outro, minha puta e seu comedor gozaram juntinhos , ele a encheu toda de leite que misturou com o dela , nós ainda estávamos longe do motel e os dois foram entaladinhos assim até lá, quando desliguei o carro na garagem ela saiu de cima dele e saiu uma enorme quantidade de leite da sua buceta , sujando o banco e o carpete da camionete, o pau dele caiu para um lado meio flácido, ela entrou no quarto e foi ao banheiro tomar banho, ele entrou atrás e eu fechava o portão quando entrei no quarto os dois tomavam banho juntos , ela passava o shampoo nas bolas e em todo o pau dele e ele com a mão na sua buceta, liguei um som e esperei eles saírem , ela vinha na frente e ele atrás dela esfregando o pau duro novamente na bunda dela , ela se apoiou na cama e ele começou a lamber a bunda dela , hora beijava hora dava umas mordidinhas, depois começou a lamber o cuzinho da minha puta , enfiava a língua e ela se retorcia de tesão , então ela se virou e começou a mamar com volúpia o caralho dele , deixando mais duro e todo babado para facilitar a penetração, voltou a ficar de quatro e ele foi por trás dela e esfregava o pau no rego dela, as vezes metia a cabeça do pau na buceta e tirava passando novamente no rego as vezes forçando a cabeça na entrada do cu, ela então cheia de tesão implorou para ele , mete no meu cu , me arregaça para meu corno ver , quer ver meu corninho me perguntava eu falava que sim , então ele ajeitou o pau na entrada do cu e forçou ela rebolou um pouco e a cabeça sumiu , ela dava urros e forçava a bunda para trás para que o pau entrasse logo e a dor sumisse , ele assegurou ela pela cintura e foi puxando ela de encontro ao pau , ela só gemidos , até que ela encostou a bunda nele , o pau estava agora todo dentro dela ela quietinha e ele também , mas logo ele começou a mexer para frente e para trás , e sem muita demora já socava forte no rabo da minha vadia que me falava , ta vendo corno ta vendo que ele meteu todo esse pauzão no rabo da tua putinha, tu gosta de ver tua putinha assim né corno , tu é meu chifrudão e sabe que eu sempre amei esse pau , depois de meterem assim ele deitou na cama e ela foi por cima dele e atolou o pau todo no rabo , subia e descia no pau , depois de ladinho eu segurava a perna dela para o alto eles se beijavam e ele metia no cu dela , até que ele não se aguentando mais avisou que ia gozar , pedi para ele gozar nos seios dela, mas ela retrucou , não meu corno, quero que ele encha de leite meu cu , e assim ele fez , ele urrava gozando no rabo da minha puta e ela urrava gozando batendo uma punhetinha, ficaram novamente entalados assim até o pau dele começar a ficar flácido e então ela saiu para ir ao banho com uma quantidade de leite escorrendo perna abaixo , coisa linda de corno ver , depois deles tomarem banho voltamos para a cidade , ela sempre no banco de trás com ele e quando estava perto do hotel notei que ela nada falava olhei para trás e vi que ela vinha mamando o pau dele , então parei antes do hotel para ela terminar de mamar o pau dele que demorou mas encheu a boca dela de leite , peguei o papel higienico que tenho no porta luvas e deia ela para limpar a boca e o pau dele , ele falou que no outro dia ia embora mas que voltaria sempre que pudesse para comer ela , voltamos para casa , e ela me disse que foi maravilhoso foder com ele novamente depois de de muito tempo, que sua buceta e seu cu estavam tudo ardida do pauzão do macho dela , deitamos e eu fui fazer carinho na bucetinha e no cuzinho dela e acabei metendo e gozando nela, para quem não sabe , o carlão foi o primeiro macho que arrumei para ela quando começamos nesse mundo , e ele ficou fixo dela por mais de ano tenho uma chácara e ele passava todos os finais de semana lá com nós , claro comendo ela , não tinha hora para eles foderem, e muitas vezes ele dormia com ela na minha cama , as vezes eu tinha de vir na cidade e eles ficavam na chácara , varias vezes cheguei e eles estavam ou tinham acabado de foder , como não tem vizinhos perto eles andavam pelados dentro da casa e vi varias vezes eles passarem um pelo outro e ela se abaixar e dar um beijo na cabeça do pau dele que mesmo mole ele metia na boca dela , outras vezes ele sentado e ela vinha e sentava no colo dele na minha frente e ali ficava as vezes começava mais uma trepada ali mesmo , ela se sentia dele, só que ele teve de ir embora a trabalho e agora veio fazer uma visita a ela que adorou ver ele novamente.

Comentarios

Então amigão seu nome de guerra já diz tudo, corno manso sua esposa é uma delícia. GRC***

Por:GRC em 04/07/2020 12:16
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu voto junto com o meu comentario:


Este site contém contos eroticos, fotos e videos destinados exclusivamente ao público adulto.
Ao acessá-lo, você declara que tem no mínimo 18 anos de idade e que no país onde você esta acessando esse conteúdo não é proibido.
© 2005-2021 - CasaDosContos.com - Todos os direitos reservados