Logo casa dos contos
Esqueceu a sua senha? Clique Aqui

Principal Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco
Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco Login

Eu e minha filha.....Loucura

Por: Tiozao - Categoria: Incesto


Me chamo Wagner, 45 anos, separado já à 10 anos , e minha filha Carla, hoje com 20 anos.

Eu sou branco , 1, 67 , 70kg olhos e cabelos castanhos, ela branca, cabelos aloirados ( puxou a mãe) também 1,67 65kg , olhos castanhos esverdeados, corpo que toda mulher gostaria de ter, coxas grossas seios durinhos, tamanho médio.

À cerca de um ano , a ex esposa teve que viajar pela empresa , e ficaria cerca de 6 meses fora, assim sendo, Carla veio morar comigo por uns tempos.

Já fazia algum tempo que não a via.

Como moro sozinho, já nos primeiros dias ela já se sentia à vontade com um quarto só para ela.

Ela estava na faculdade e nos víamos poucas vezes durante o dia, também devido ao meu trabalho.

Um dia quando cheguei do trabalho, deixei as coisas na mesa da sala e fui direto ao banheiro para um banho relaxante, a porta estava entreaberta e entrei como sempre, foi quando me deparei com Carla nua, se enxugando ela se virou para mim e também levou um susto deixando a toalha cair de suas mãos.

Rapidamente, procurou cobrir seu corpo com as mãos, mas não sem antes eu puder ver tudo.

Ela já não era mais a garotinha do papai, e sim uma mulher , seios lindos , durinhos e branquinhos com marca de biquíni, uma bunda escultural com coxas grossas e lisas, e uma buceta toda raspadinha, aparecendo a racha.

Ao ver isto , mesmo que por instantes , meu pau deu sinal de vida, ao qual procurei me virar e desviar as idéias.

Saí do banheiro pedindo desculpas, ela se vestiu e veio a mim pedindo também desculpas por deixar a porta aberta.

Tomei isto como um fato isolado.

Alguns dias depois no sábado , estávamos os dois em casa de bobeira, ela como sempre bem a vontade com uma mini saia e blusinha sem sutiã.

Estava tomando cerveja e ela pediu para tomar também, ficamos batendo papo e de repente ela pergunta o que tinha visto, eu disse a verdade, vi tudo, mas não há porque se preocupar, pois já troquei muita fralda sua.

Ela sorriu, e disse, para pai, e perguntou o que eu tinha achado do corpo dela, se era feio etc.

Novamente fui sincero, e disse que ela estava um mulherão , e que os rapazes deviam dar em cima dela.novamente ela sorriu.

As horas passaram sem que nada de anormal ocorresse, mas as vezes vinha na memória o que tinha visto.

Já a noitinha estávamos na sala vendo tv e conversando, e quis saber mais sobre ela, se tinha namorado , e se prevenia , se a mãe já tinha conversado sobre sexo etc.

Ela me respondeu meio sem jeito, que a mãe não aceitava falar do assunto e que já não era mais virgem, pois numa viagem na casa dos avós tinha ficado com um garoto, mas nem gosado tinha, pois chegou gente na casa e tiveram que se vestir rapidamente e ir embora.

( esta foi o único contato com um garoto até então)

Perguntei se tomava anticoncepicional e se tinha usado camisinha, ela respondeu que não , que não tomava, pois não tinha namorado e que nem sabia como usar camisinha.

Neste momento , como pai, me preocupei com o assunto e achei melhor instruí-la de forma correta.

Disse que jamais fizesse sexo novamente sem camisinha até casar , e que procuraria um ginecologista para indicar um anticoncepcional, afinal nesta idade os hormônios estão à flor da pele.

Apesar do assunto delicado, o papo estava descontraído e ela já não estava mais envergonhada , e me perguntou, pai , como se usa camisinha?

Respondi:

- Bem , as camisinhas são de látex e vem enroladas, então com o pênis duro , aperta-se a ponta e desenrola sobre o pênis ,

- mas como assim, não entendi?

-Tá bom Carla , espera !

Fui ao quarto onde tinha algumas , peguei e voltei, abri desenrolei e simulei no meu dedo, - Ta vendo filha, é assim !!!

-Ahhhhh, mas pai.... , posso falar uma coisa? – sim claro filha..

-É que sabe.. ( meio sem jeito e com muita timidez ) , eu nunca vi um, sou muito tímida, tenho muita curiosidade sabe.... mas muita vergonha.

-mas você não disse que não era mais virgem? – sim , mas estávamos no quarto , tudo escuro e além do mais foi muito rápido , tiramos a roupa e ele já veio colocando, mal colocou , quando tava passando a dor e ficando gostoso parou , nos vestimos e fomos embora.......

-hummmmm, compreendo , vem cá, levei-a até o computador que estava ligado e puxei umas fotos de pênis flácidos e duros e mostrei a ela apontando aqui é a glande, corpo, base, saco e testículos , mostrei também onde ficava a próstata numa ilustração.

Eu estava disposto a ajudá-la sem nenhuma sacanagem, ela olhou com interesse e disse- mas pai.... não é a mesma coisa, fotos eu já vi..... é que com você eu me sinto segura..... não me sinto tímida .....

-mas não é certo, sou seu pai... –eu sei , por isso mesmo, sei que não me magoaria!!!!!!!

Essas palavras mexeram comigo, eu não sabia o que fazer, parei por uns instantes, pensei.....

-você só quer ver? É isso?

-sim, só isso... por favor.....

-está bem , mas ninguém pode saber à respeito.... – eu sei será nosso segredo.

Bem, abri a bermuda e tirei para fora, e já estava dando sinal de vida, eu tentava disfarçar e pensar em outra coisa.- olha, aqui é a cabeça , ela olhava com os olhos arregalados e brilhantes, mostrei o corpo a base, o saco – Pai. Que esta cicatriz no saco? – minha vasectomia , expliquei o que e porque era, estava me segurando para não ter ereção.

Ela não tirava os olhos, - e como põe a camisinha?

-Ai tem que estar duro, senão não é possível.....

a essa altura , percebi os bicos do seio enrrigecidos, me veio pensamentos. Tentei mudá-los.

-faz ficar duro então..... – filha... sou seu pai.... não podemos.. –ahhhhh pai......

de novo mexeu comigo – faz assim... pega e mexe com a mão ......

Prontamente ela o fez e meu pau ficou duro como rocha, peguei a mão dela e ensinei o movimento – Nossa Pai, como fica grande!!!!! Já me masturbando, eu já não agüentava mais essa situação, não sabia onde ia dar, mas o tesão tava tomando conta.

Para disfarçar, perguntei.... – O que você fez com o garoto? Chupou? E ele te chupou? O que fizeram? – pior que nada , ele foi direto ao pote papi.....-posso experimentar? – o que?

- hummm , chupar? - tá doida? Mas ela já estava se abaixando e colocando na boca

Estava extasiante aquela chupada , sua boca macia abocanhando a cabeça e lambendo, não agüentei, puxei ela pelo braço , - vem cá, e a levei ao quarto, - deita aqui na cama, papai vai te ensinar .....

Ela se deitou , tirei a bermuda e cueca, fui até ela e comecei a tirar sua blusa

- Tenho que ficar pelada também? – sim . então ela mesmo rapidamente se livrou das roupas, ficando nua e deitou-se na cama – e agora?

Deitei – me ao lado dela , rapidamente ela pegou de novo no meu pau, beijei seu pescoço e ela apertou meu pau soltando um suspiro

Comecei a massagear um seio depois o outro, em seguida chupando-os, ela suspirava e gemia, fui descendo até sua grutinha, estava um cheiro maravilhoso e comecei a chupá-la.

Ela gemia e suspirava se contorcendo. As vezes dizia – hummm que delicia , que gostoso.

Deitei junto a ela, e começamos um 69 que durou uns 15 min. Então ela gosou na minha boca enchendo com seu melzinho delicioso.

Mudei de posição e fiquei olhando para ela , ambos deitados de lado , ela olhava para a minha boca, foi então que a beijei, ela me puxou , eu ficando por cima, meu pau procurou sua xaninha, e sem nenhum esforço foi invadindo aquela buceta novinha e cheirosa, conforme foi entrando ela falou – Aiiii que deliciaaaaa. Da outra vez só doeu , agora tá gostosoooooo, começamos a meter de forma alucinada e ela gosou novamente , desta vez no meu pau.

Coloquei ela de quatro , colocando agora por trás, metendo na xotinha dela com volúpia e vendo aquela bunda linda, o que me fez gosar em poucos minutos.

Ficamos deitados um ao lado do outro para nos recompor, e iniciamos de novo, desta vez , chupei o cuzinho dela também , lambendo alternadamente a buceta que havia acabado de gosar e o cusinho ainda virgem.

Nesta noite , demos mais duas metidas muito gostosas ,onde ela gosou mais algumas vezes,

No fim , ela quis fazer eu gosar com uma chupada, o que fez com maestria, gosando eu em sua boca.

À partir deste dia passamos a dormir juntos , o que permitiu ensinar muito mais à ela, o que contarei numa próxima oportunidade.

Comentarios
Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu voto junto com o meu comentario:


Este site contém contos eroticos, fotos e videos destinados exclusivamente ao público adulto.
Ao acessá-lo, você declara que tem no mínimo 18 anos de idade e que no país onde você esta acessando esse conteúdo não é proibido.
© 2005-2020 - CasaDosContos.com - Todos os direitos reservados