Logo casa dos contos
Esqueceu a sua senha? Clique Aqui

Principal Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco
Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco Login

Agora real

Por: Lesthatsp - Categoria: Bisexuais

Olá , Moro em São Paulo e sou leitor assiduo de Contos eroticos e ja escrevi alguns contos ,essa é uma Fantasia que eu gostaria de compartilhar.
Eu estava na festa de aniversario de um amigo jogando baralho com meus amigos, quando aparece na festa um velho amigo que irei chamar de Marcelo (de quem na adolescencia fui “mulherzinha”) e sua Maravilhosa esposa que chamarei de Marcia. Ela era Loira, tinha cabelos compridos e era dona de um maravilhoso corpo e estava maravilhosa naquele vestido azul, com um decote que mostrava um belo par de seios. Ele me olhou e me comprimentou sorrindo maliciosamente, fiquei encabulado, mas o comprimentei assim mesmo. Eles entraram sendo recepcionados pelo aniversariante, que os colocou numa mesinha. A festa ia transcorrendo normalmente e nós continuamos bebendo e jogando. Marcelo e Marcia estavam sentados e conversando, eu não tirava os olhos daquela mulher e ele percebeu, então ele disse algo no ouvido da esposa, que me olhava sorrindo, aquela cena me deixou preocupado, sera que ele estava falando algo do ocorrerá entre eu e ele?. Não! Ele não diria nada para ela., Não contaria que ja havia me Comido.
Num determinado momento, fui a cozinha buscar mais uma cervejinha e quando ia voltar, levei um baita susto, lá estava Marcelo, bem pertinho de mim. Ele sorriu e perguntou como andava as coisas, meio sem graça,disse que ia tudo bem, então ele me pediu para que eu pegasse uma cerveja para ele e me convidou para ir até a mesa deles, para conversarmos um pouco, pois naquela festa ele só conhecia eu e o aniversariante e que estava se sentindo meio deslocado. Aceitei o convite e fomos até a mesa, sua esposa levantou-se para me recepcionar,

comprimentei-a com os tradicionais três beijinhos. Sentamos e começamos a conversar, falavamos de tudo e após um bom tempo conversando, começamos a falar de sexo, eles falavam de suas transas com a maior naturalidade, eu estava gostando do assunto, pois a conversa ia ficando cada vez mais ousada. Então o aniversariante veio nos chamar para cantar o Parabens. Praticamente quando se canta o parabens é para anunciar que a festa esta acabando. Cantamos e voltamos para a mesa, ficamos em silencio durante um tempo, via alguns convidados se despedindo, de repente Marcelo me convidou para irmos tomar mais umas cervejinhas, colocou a mão em minha coxa e sorrindo, ele disse: -Para lembrarmos dos velhos tempos. Fiquei sem saber o que dizer , então sua esposa me olhou e pediu para que eu os acompanhasse. Aceitei, sabia exatamente o que iria acontecer, saimos da festa, então Marcia sugeriu que fossemos para a casa deles, lá poderiamosficar e conversar mais a vontade. Meu amigo disse que era uma otima ideia, concordei com eles e fomos para a casa deles.
Ja na casa do Marcelo, nós bebiamos cerveja e conversavamos, e claro, “sexo” era o assunto que não saia da pauta, eu ja não me importava com o que ia acontecer, alias, não conseguia mais esconder a minha excitação, ainda mais vendo a Marcia abraçada e acariciando as pernas do marido. Novamente ficamos em silencio, então ela sussurra algo no ouvido do marido,que balança a cabeça como se concordasse com alguma coisa, ela se levanta e caminha para o quarto deles, meus olhos a acompanharam, meu amigo me olha e pergunta o que eu achei dela. quando eu ia começar a dizer, ele pergunta se eu queria trepar com ela, quase engasguei e não sabia o que dizer, ele sorriu e disse que era serio, queria muito ver ela trepando comigo e Que ela tambem queria. Nesse momento Marcia aparece, vestida apenas com uma calcinha vermelha e bem pequena, ela se aproxima, olha para o marido, que balança a cabeça aprovando. Pronto eu teria a chance de trepar com uma mulher casada, e o melhor, na frente do marido. Ela se ajoelha na minha frente, olha nos meus olhos e começa a acariciar o meu pau totalmente duro sobre a calça, Com mãos delicadas, mas muito ageis, ela abre o ziper, enfia a mão dentro da minha cueca e tira o meu Pau para fora, olha nos meus olhos e coloca a cabeça do meu Pau na boca. Delirei, ela sabia o que fazer com um Pau na boca, chupava deliciosamente, olhei para o Marcelo, que estava sentado no sofá, totalmente pelado e batendo uma punheta, olhei para o Pau dele por um tempo, ja pensava que se tivesse que acontecer algo ,eu não me importaria, alias eu até tinha vontade. Marcia me enlouqecia com sua boca, não aguentava mais, queria comer aquela bucetinha, então a puxei e a fiz sentar no meu pau, ela com a mão ajeitou o meu pau na sua bucetinha e começou a cavalgar, Deliciosamente, ela cavalgava e gemia como uma cadela, Marcelo apenas observava, então ela saiu do meu colo e ficou de 4 de frente para o marido, me posicionei atrás dela,

enfiei meu Pau naquela buceta gulosa e comecei a come-la, Marcelo levantou e, foi até o quarto, voltou trazendo um creme, me entregou e disse para que eu fodesse o cuzinho dela, peguei o creme o comecei a passar no cuzinho da Marcia, ela gemia e dizendo para que eu não parasse, então tirei meu pau da bucetinha dela e apontei para naquele rabinho sedento, comecei a enfiar, coloquei todo o meu pau naquele cuzinho, ela deu um grito, provavelmente de dor, parei, ficamos um tempinho parado, até que ela iniciou um vai-vem bem gostoso, segurei em sua cintura e comecei a fode-la com força, ela voltou a gemer, eu não aguentava mais e anunciei que iria gozar, ela rapidamente se virou , colocou meu pau na boca, chupou ,punhetou e recebeu em seu rosto toda a minha porra , ela engoliu meu pau novamente e chupou todo o restinho de porra, fazendo com que eu tremesse de tesão, foi maravilhoso. Me sentei na poltrona, para descansar, Marcia ficou deitada no chão toda lambuzada de porra, então Marcelo perguntou o que eu tinha achado da performance da esposa, sorri imediatamente e disse que ela era maravilhosa, que mulher como ela é dificil de encontrar, ela sorriu, agradeceu e sensualmente começou a gatinhar na direção do Marcelo, que estava sentado no sofá, aproximou o rostinho todo melado de porra no pau do marido, colocou-o todinho na boca e começou a fazer novamente o seu show, só que ela fazia questão de mostrar o Pau do marcelo para mim, me olhando, ela colocava e tirava o pau do marido da boca, então veio a oferta, não imaginei que aconteceria, ela com uma carinha bem safada, perguntou se eu queria acompanha-la, pois ja sabia que eu ja havia sentido o gosto do pau do marido, fiquei estatico, marcelo sorriu, ela me olhava e batia o pau do marido na boca, e dizia: -Vem, me ajuda. Aquelas palavras me deixaram excitado, e me lembrei de quando marcelo me comia o quanto ele gostava que eu chupasse o pau dele, me levantei e me dirigi na direçao deles, me ajoelhei ao lado dela, que segurando o pau do marido, me deu um beijo carinhoso e apontou o pau do marido na direção da minha boca, Olhei para o Marcelo, que disse : -Vai, chupa, garanto que vc não esqueceu como se faz. Dei um sorrisso e abocanhei aquele pau que ja tinha sido meu uma vez e comecei a chupar, Marcia ficou olhando e disse para o marido que eu sabia mesmo chupar, então ela me ajudou, eu chupava o pau e ela lambia as bolas, ficamos ali dividindo o pau do Marcelo, que gemia loucamente, durante um bom tempo, então Marcia me deixou sozinho com aquele mastro e foi por trás e me ajeitou, fazendo com que eu ficasse de 4, então senti sua lingua suave deslizando no meu cuzinho, ela chupava meu rabinho deliciosamente, me deixando todo arrepiado, eu retribuia no Marcelo, engolindo cada vez mais rapido o seu Pau, Marcia então passou a introduzir seus dedos no meu cuzinho, após um tempo, ela diz ao marido que eu ja estava prepararado, e estava mesmo, queria muito sentir aquele pau dentro do meu cuzinho, então Marcelo se levantou e trocou de lugar com a esposa, ela sentou no sofá, oferecendo aquele bucetão para que eu chupasse e Marcelo , segurando na minha cintura começou a me comer. Seu pau entrou com facilidade, pois a esposa realmente havia dado um trato no meu cuzinho, passei a chupa-la e a cada estocada do marido, eu enfiava a lingua na bucetinha dela, que gemia deliciosamente, nunca imaginei uma cena assim, aquilo me excitava muito, Marcelo me comia deliciosamente, eu delirava e Marcia gemia e dizia: -Come ele, bota na bunda dele que ele gosta. Eu estava adorando, me sentia uma femea, Marcel acelerou o ritmo das estocadas e disse quase gritando que ia gozar, Marcia pediu para que ele gozasse em nossos rostos, Marcelo se levantou,

eu e Marcia nos ajoelhamos aos pés do nosso macho, que gozou, e deliciosamente, ele encheu o meu rosto e o da esposa com toda a sua porra, Marcia passou a chupa-lo e deixar o pau do marido bem limpinho, depois ela veio e lambeu o meu rosto e no final deu um beio na minha boca ,fazendo com que eu sentisse o gosto da porra do marido, foi sensacional. Nos deitamos no chão da sala e descasamos, conversamos um pouco sobre o que havia acontecido, depois fomos tomar banho.Aquela noite ainda aconteceu muita coisa, foi uma noite inesqueciavel.
Essa é uma fantasia que eu gostaria muito de ter realizado…. espero que gostem até mais

Comentarios
Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu voto junto com o meu comentario:


Ficha do conto

foto avatar usuario Lesthatsp
Por: Lesthatsp
Codigo do conto: 16897
Votos: 1
Categoria: Bisexuais
Publicado em: 11/05/2019

×

OPS! Para votar nesse conto voce precisa efetuar o login


Fotos do conto
Foto 1 do conto: Agora real

Mais contos desse usuario

Tara realizada eu e minha esposa

Nosso 1 gang bang

Indo até o nosso limite

Minha esposa me fazendo de puta

Esposa me fudendo forte

Ela viciou me foder

Sendo muito bom ser fodido

Sendo fodido pelo um pau verdadeiro

Ela viciou me foder

Agora ela só quer saber em me foder

Ela só quer me foder

Virei a puta da minha mulher

Tomei no cu também


Este site contém contos eroticos, fotos e videos destinados exclusivamente ao público adulto.
Ao acessá-lo, você declara que tem no mínimo 18 anos de idade e que no país onde você esta acessando esse conteúdo não é proibido.
© 2005-2019 - CasaDosContos.com - Todos os direitos reservados