Logo casa dos contos
Esqueceu a sua senha? Clique Aqui

Principal Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco
Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco Login

Demorou para experimentar, mas agora viciou...

Por: carlos1805 - Categoria: Cornos-Cuckold

Olá a todos,
Sou o Carlos, marido da Mara. Quem leu nossos relatos anteriores, sabe que ela sempre relutou em aceitar sair com outro homem, porem depois que a convenci, ela adorou. e acabou ficando viciada.
Mas vamos a esse outro relato. Como já relatado, costumo jogar futebol e sempre depois do banho acabo observando o tamanho dos paus dos amigos, e sempre comento com ela. Depois que ela começou a sair com nosso amigo Vagner, e volto a repetir, se empolgou com seu pau, que é bem maior e mais grosso que o meu, que mede 11 cm. de comprimento e relativamente fino, agora passado um ano de suas transas com ele, no último mês de agosto/17, ela pediu que lhe indicasse um novo amigo do futebol, pois estava com vontade de dar uma mudada e experimentar um outro, pois já que havia gostado, não tinha como deixar de curtir novas experiencias.
Falei a ela sobre o Arnaldo, um empregado nosso já a 15 anos, moreno, 52 anos, pessoa boa, casado, discreto, de confiança, e que tinha um belo pau, acredito que mais de 17 cm duro, bem grosso e cabeçudo. Ela ficou bem empolgada, pois conhecia o Arnaldo, e toda sua família. Combinamos que seria nos mesmos moldes que havíamos feito com o Vagner, que ela iria dar a ele, porem ele jamais deveria saber que eu estava ao par. Assim no final de agosto chamei o Arnaldo, e pedi que fosse em minha casa, já que era uma pessoa de confiança, e verificasse com a Mara o que seria necessário pra umas reformas que ela estava querendo fazer, e aproveitasse pra verificar um entupimento de esgoto que ela havia me falado. Cheguei em casa e disse a Mara, que no dia seguinte o Arnaldo viria logo cedo para verificar as reformas que ela queria fazer e também o entupimento que ela havia dito existir no sanitário. Na manhã seguinte, logo depois que sai ele apareceu. A Mara sabendo o esperou bem a vontade, com uma saia solta, que cobria até o meio de suas coxas, sem sutiã, cabelo molhado como tivesse saído do banho, e perfume gostoso e discreto. O recebeu, ofereceu-lhe café, depois deram uma volta pela casa, mostrando algumas coisas que ela queria que fossem feitas. Deixou o banheiro por último, e como parecia que havia saído do banho, deixou uma tanguinha vermelha usada sobre o assento do vaso sanitário. Entraram conversaram um pouco, ela desculpou-se pela pela peça esquecida sobre o vaso, e disse-lhe que acreditava ter sido uma dessas que havia entupido o vaso. Ele olhou e sorrindo disse que uma deste tamanho, dificilmente entupiria o vaso, pois mal cobria o que era necessário. Ela então respondeu sorrindo, que cobria sim e poderia provar, no que ele disse, então prove.
Ela então perguntou, que se provasse, e que se ele aprovasse, o sigilo seria mantido, pois seu marido jamais poderia ficar sabendo. Ele logicamente concordou. Ela então o chamou para o quarto, pois lá haveria mais espaço pra ela poder provar e ele poder ou não aprovar. Chagando ao quarto ela retirou o vestido, ficando apenas de tanguinha, e depois de dar umas voltas pergunto se cobria o que era necessário ou não? Ele respondeu que sim, que estava provado e aprovado. Ela então disse-lhe que acreditava em sua aprovação, pois pelo volume em sua calça tinha sido uma bela aprovação, e que agora ela queria ver o tamanho do julgador. Disse-me ela, que ele não perdeu tempo, soltou o cinto, abriu e retirou a calça, deixando à mostra um belo pau, bem como eu havia-lhe descrito. Ela aproveitou, pegou em seu pau para conferir, e depois de passar um tempo alisando, acabou abaixando e iniciando uma gostosa chupeta, que o fez gemer bem gostoso. Depois disso deitaram em nossa cama e foi a vez dele em chupa-la, e que fez com tamanha maestria, bem melhor que o próprio Vagner, seu amante. Depois que ele a fez gozar em sua língua, se posicionou e iniciou a penetração daquele monumento em sua bocetinha. Como era bem cabeçudo, disse-me que foi entrando aos poucos e que ela foi sentindo um prazer diferenciado, pois alem de tudo era grosso, deixando-a totalmente preenchida. Depois que sentiu estar tudo dentro, começaram realmente a trepar com vontade, ele entrando e saindo, e ela rebolando, acompanhando o ritmo dele, e apertando com sua vagina aquela maravilha de tora. Disse-me que teve orgasmos incríveis, e que quando percebeu que ele iria gozar, o agarrou com as mãos nas costas e as pernas em suas pernas na altura de sua nádega, e o fez gozar muito, o que lhe deixou com a vagina inundada de porra, que segundo ela gozou mais forte e em maior quantidade que eu e o Vagner juntos...rsss. Depois disso, ainda deram mais uma trepada bem gostosa, tomaram banho, e ela sempre pedindo sigilo. Resultado, já fazem quase dois meses que ele vai duas vezes por semana reformar a casa, aproveita e dá uma ajeitada na minha esposa, que depois me conta em detalhes como está indo a reforma com o Arnaldo, e suas saídas com o Vagner. O gostoso é que ambos conversam normalmente comigo, e eu com eles, sem perceberem que sei de tudo o que acontece, graças a minha maravilhosa esposinha Mara.

Comentarios
Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu voto junto com o meu comentario:


Ficha do conto

Avatar do perfil carlos1805
Por: carlos1805
Codigo do conto: 13299
Votos: 2
Categoria: Cornos-Cuckold
Publicado em: 19/11/2017

×

OPS! Para votar nesse conto voce precisa efetuar o login


Fotos do conto
Foto 1 do conto: Demorou para experimentar, mas agora viciou...

Foto 2 do conto: Demorou para experimentar, mas agora viciou...

Foto 3 do conto: Demorou para experimentar, mas agora viciou...

Mais contos desse usuario

Finalmente ela aceitou.

Finalmente ela aceitou...01

Agora foi com o primo.

Viagem a Natal.


Este site contém contos eroticos, fotos e videos destinados exclusivamente ao público adulto.
Ao acessá-lo, você declara que tem no mínimo 18 anos de idade e que no país onde você esta acessando esse conteúdo não é proibido.
© 2005-2019 - CasaDosContos.com - Todos os direitos reservados