Logo casa dos contos
Esqueceu a sua senha? Clique Aqui

Principal Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco
Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco Login

concordei em ser corno

Por: casauser829447 - Categoria: Traicao

estou casado a mais de 20 anos. Dois anos após o casamento, minha mulher começou a falar de um antigo namorado que ela tinha. Mesmo tendo casado virgem, falava que o cara tinha um pau enorme, que tentou comer ele diversas vezes, muitas vezes gozou nas pernas dela, que o pau dele era maior e bem mais grosso que o meu. Tenho 16 x 3,5 cm. Contava diversas estórias deste cara. Numa viagem que fiz a trabalho ao nordeste, ela me acompanhou, ficava passeando pela cidade durante o dia e a noite nos encontravamos no hotel. No segundo dia ela falou que ao ir ao banco retirar um dinheiro, encontrou com o ex namorado, que gerente daquela agencia, vivia lá a muitos anos. Ele continuava solteiro. Já tinha sido noivo,mas nao havia dado certo. Ela contou que o cara disse que ainda lembrava muito do tempo que namoraram. Disse que havia convidado ele pra jantar no hotel e que queria me apresentar a ele. Nos encontramos no restaurante do hotel, jantamos e a convite dele, fomos passear pela cidade. Já altas horas da noite, nos levou a um clube onde era sócio, havia show de um grupo de dança e depois os associados poderiam dançar na boate. Lá fomos nós. Como não sou de dançar, minha mulher acabou indo dançar com o ex. Ficaram dançando bastante tempo, conversaram bastante e depois nos deixou no hotel. No outro dia, feriado, nos levou a visitar as praias.Ficamos o dia todo juntos.Nos deixou no hotel. Fui trabalhar no outro dia como de costume. Perto do almoço, minha mulher ligou, falando que o cara tinha ligado,etc,etc,etc, e tentando me convercer a deixar ela sair com ele.......só uma vez ela dizia,.... depois vamos embora e tudo fica esquecido. Como sempre que falavamos destes assuntos e ela dizia que um dia queria transar com outro homem e eu havia dito que concordava por apenas uma vez,não consegui dizer que não. Mas coloquei a condição, de que teria que ser no hotel e que eu ficaria junto no apartamento. Já era tarde, já pensavamos que ele não ia aparecer, quando a campainha tocou. Abri a porta, lá estava o cara. Ficou meio sem jeito, mas entrou. Minha mulher tinha ido pro banho quando a campainha tocou. Eu disse a ele, ...ela esta no banho, pode ir se quizer. Ele deixou a porta entre aberta. Alguns minutos depois, fui espiar. O cara de pé, pelado no meio do banheiro, ela ajoelhada, segurando aquela enorme vara com as duas mãos, lambendo a cabeça. Logo tentou enfiar boca a dentro, mas era tão grossa que só entrou um pouco mais que a cabeça. Parou de chupar, pegou ele pela mão e foram em direção a cama. Passaram por mim como se eu não estivesse ali. O cara com o pau muito duro, muito grosso, apontava pro teto e tava todo babado. Ela fez ele deitar de barriga pra cima, chupou outra vez a cabeçona e com ela toda molhada, foi cavalgar. Ajeitou o pau dele na porta de bucetinha e foi sentando devagar. Deu pra ver quando a cabeça começou a entrar e logo trancou. Ela forçou, e começou a entrar bem devagar, ela gemia muito, logo havia entrado até o cabo. Nunca imaginei que podia entrar tudo aquilo. Ela começou a cavalgar, primeiro devagar, depois foi acelerando, até começar a gritar e gemer, gozou. Ficaram imóveis por algum tempo. Ela desceu, o cara ainda com aquele enorme pau muito duro, fez ela deitar de barriga pra cima, colocou o travesseiro por debaixo da bunda dela, ajeitou a cabeçona na porta da bucetinha e foi com tudo, de uma só vez e rápido, ela gritou o pau entrou até o saco. Ficaram paralizados por algum tempo, logo começou o vai vem, ele tirava quase todo o pau fora e enfiava tudo outra vez, os movimentos aceleraram, ela começou a gritar outra vez ele gemeu fundo e ví que gozaram juntos, ela cruzou as pernas sobre o corpo dele e ficou com ele preso por um bom tempo. Quando ele tirou de dentro, a porra escorreu no lençol. O cara levantou, passou por mim indo ao banheiro, parecia um jumento, com aquela enorme vara, mole e dependurada, toda melada e ainda muito grossa. Minha mulher puxou uma parte do lençol, se cobriu deitada de lado e ali ficou sem se mexer e sem falar nada. O cara saiu do banheiro, já vestido, me apertou a mão, e foi embora sem olhar para traz. Só falamos no café da manhã, sobre o assunto e rapidamente, estavamos sem jeito, meio envergonhados um com o outro. Mas ela disse que tava toda assada, se sentia mais larga, mas que esta tinha sido a melhor foda de toda a sua vida e que eu poderia tambem escolher alguem pra ficar, que ela deixaria e ficaria junto. Foi assim que a estória se repetiu muitas vezes com outros homens e mulheres.

Comentarios

Parabéns!!! Relato excitante e gostoso, enche a gente de tesão. Só quem já saiu com sua esposa em companhia de outro sabe o tesão que é uma transa a três e como esta cumplicidade aumenta a confiança, melhora e apimenta a relação do casal. Já experimentamos. Minha esposa já transou com outro em minha companhia. Nossas aventuras estão relatadas neste site. Leia e comente, ficaremos gratos. Nota 10!

Por:jaquelinecesar em 12/09/2014 06:05
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu voto junto com o meu comentario:


Ficha do conto

foto avatar usuario casauser829447
Por: casauser829447
Codigo do conto: 8734
Votos: 1
Categoria: Traicao
Publicado em: 12/08/2014

×

OPS! Para votar nesse conto voce precisa efetuar o login


Este site contém contos eroticos, fotos e videos destinados exclusivamente ao público adulto.
Ao acessá-lo, você declara que tem no mínimo 18 anos de idade e que no país onde você esta acessando esse conteúdo não é proibido.
© 2005-2018 - CasaDosContos.com - Todos os direitos reservados