Logo casa dos contos
Esqueceu a sua senha? Clique Aqui

Principal Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco
Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco Login

O pedreiro 2

Por: JucaMaluquinho - Categoria: Gays
Pau Cavalo

No dia seguinte, o Marcelo(nome fictício) chegou cedo para continuar o serviço. Deixei ele ficar a vontade e fui para o meu quarto. Já era meio dia quando ele chamou e tive que descer. Perguntou como eu estava e falei que estava melhorando. Realmente ainda doía e não queria ter contato naquele momento. Ficou perguntando bastante coisa e fui respondendo.

No fundo, eu havia gostado e queria sentir novamente mas meu cu não ajudava. Por fim, ele pediu para que eu mamasse e fiz. Passei minha língua em volta do caralho moreno dele e chupei. Levei umas toradas na boca, meu cu voltou a piscar e aquela excitação voltou a rondar minha cabeça. Se desse eu corria o risco de ficar mais arregaçado e se não ficaria na vontade.

Acabei ficando bem excitado e cedi. A dor não era tanta assim como na segunda vez mas doía. O pau perfurou meu anel novamente e logo senti a pressão, a sensação do dia anterior, meu rosto voltou a corar e esquentar e meu corpo por dentro era fogo. Levando pintada forte daquele pau moreno, tive que acostumar! Ele comia com força e vontade! Não perdoava meu rabo branco e liso.

- Tá gostando de dar o cu, tá?

- Ohhh...tô!

Eu realmente estava adorando aquela loucura, promiscuidade, trocamos olhares e desta vez ele sorriu. Comeu com mais gosto e tesão porque já sabia onde percorrer bem com sua tora! Segurando na pia da cozinha, eu era bem surrado e gemia. Ficou ali, no vai e vem um tempinho bom! Aquilo estava me excitando fazendo eu soltar calafrios de prazer! Segurava minha pica para não gozar!

Estava gostoso e rebolei algumas vezes! Seu pau passava fácil, sua intensidade era boa! Não podia reclamar, afinal, aquilo dava prazer! Meu cu era alvo de enterradas! Estava ali, servindo para ele, o meu rabo! Não demorou e tirou. Mandou eu virar e botar na boca!

- Engole que vai beber leitinho!

Coloquei na boca e após umas estocadas senti o seu sêmen percorrer minha língua. Acabei dissolvendo e engolindo um pouco. O quê não engoli ou dissolvi desceu pelas laterais da boca! Masturbei seu pau e ele guardou! Delícia! Aquela pica proporcionava tesão em mim! Fui lavar o rosto, a boca, escovar os dentes!

- Seu cu é gostoso. Não quer passar lá em casa no final de semana para bebermos alguma coisa?

- E sua mulher?

- Ela vai visitar uns parentes dela no interior.

- Pode ser.

Naquela altura, tudo que pudesse aproveitar deveria ser feito. Nada de perder tempo. Precisava ter mais experiências e começar a praticar cada vez mais. Ele daria momentos bons e eu só pensava no final de semana. Este dia era uma terça ainda!

Comentarios

Que tesão... Parabéns show...

Por:hsegredo em 07/04/2021 11:38
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu voto junto com o meu comentario:


Este site contém contos eroticos, fotos e videos destinados exclusivamente ao público adulto.
Ao acessá-lo, você declara que tem no mínimo 18 anos de idade e que no país onde você esta acessando esse conteúdo não é proibido.
© 2005-2021 - CasaDosContos.com - Todos os direitos reservados