Logo casa dos contos
Esqueceu a sua senha? Clique Aqui

Principal Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco
Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco Login

Corno do Caseiro

Por: Marcioanjoamigo - Categoria: Cornos-Cuckold

Ola a todos, esse e um conto de uma amiga, estou publicando a pedido dela.....
Em julho, eu estava de folga na escola, sou professora, e o meu marido resolveu tirar uns dias de folga do banco de horas dele na empresa,
liguei para os meus tios e perguntei se podíamos ficar no sítio por uns dois dias, só para ficar longe da cidade grande e relaxar, obviamente eles deixaram. Pegamos as chaves e partimos para a cidade, depois de 2 horas de viagem de carro chegamos no sitio que fica no interior de SP.
Bem, tenho 40 anos, sou casada e meu marido gosta de saber o que eu faço com os outros homens quando saio e um fetiche de saber o que eles fazem e falam comigo. O caseiro, um senhor de uns 50 e poucos anos, abriu a porteira para nós e foi super gentil e atencioso. Fomos para a casa principal e nos alojamos por lá. Depois de tudo ajeitado, o caseiro nos convidou para dar um pequeno passeio e conhecer melhor o sitio; fomos e vimos como o lugar era calmo e bem bonito. Como estava um belo dia de sol e estava quente, resolvi ir para a piscina e coloquei um biquini fio dental pequeno, preto, liso, com lacinhos nas laterais e o sutia do biquini era pequeno, desses que cobrem apenas os mamilos.
Como estava um belo lindo dia de sol, fui para a piscina, enquanto eu estava na piscina meu marido foi no banheiro e nisso notei o caseiro me olhando. Sabe aquele olhar de desejo ? Então, era esse. Me fiz de boba e fiquei na minha, mas confesso que gostei de me sentir desejada.
Quando meu marido voltou do banheiro eu me levantei da cadeira e fiquei de costas para o caseiro, assim ele poderia ver melhor a minha bunda, entao comentei com o meu marido que o caseiro estava de olho em mim. Ele espiou por cima do meu ombro discretamente e disse, Ah, sim, ele está olhando a sua bunda enquanto está com a mão dele encima da bermunda, bem na altura do pau." Depois de umas rápidas olhadas, meu marido foi para a cozinha e ficou um tempo lá, o caseiro rapidamente se aproximou de mim mas não falou e nem fez nada. Meu marido voltou com as chaves do carro na mão e disse "querida, vou procurar um mercado para comprar carne para o churrasco, já volto.". O caseiro, no alto de sua gentileza e amabilidade, se ofereceu para ir com ele. Meu marido disse que não era necessário, que ele podia ficar. Então fiquei sozinha com o caseiro, Era a minha chance. Falei para o caseiro que estava amando estar ali, que adorei a volta que demos no sítio. Então ele disse "ah, tem uma parte que eu não mostrei para vocês, quer ir lá ou quer esperar o senhor seu marido ?" e eu respondi "Ah, vamos !". Então ele me levou, eu de biquini, para um local atrás da casa do caseiro, onde tinha um canil antigo e uma mesa com alguns objetos antigos jogados por lá mas, em contra partida, tinha um lindo canteiro de mini rosas. Achei as rosas lindas, me abaixei sem dobrar muito os joelhos para cheirá-las e notei que o caseiro volta e meia encostava a mão na minha bunda, aquilo me deixou excitada. Ele tentando me bulinar mas se segurando então, em um ato mais do que involuntário do que premeditado, dei uma enpinadinha. Na primeira empinada ele sentiu a minha bunda mas não fez nada, deve ter achado que foi um acidente, mas na segunda empinada ele foi mais ousado, apalpou a minha bunda e disse "que bela bunda a senhora tem ein" e eu sorrindo perguntei "Gostou ?", ele apenas acenou com a cabeça e se abaixou e começou a beijar a minha bunda, ali mesmo e começou a lamber pedi para mamar a rola dele, ele prontamente se levantou e abaixou as calças e pude ver aquela rola. Era uma rola que, mesmo mole, era grande e grossa, peguei e comecei a beijar.. Beijei com muito carinho, fui nas bolas e coloquei uma das bolas em minha boca, babei bastante. Ele segurava a minha cabeça, fazendo um leve carinho em meus cabelos e eu o olhava com meus grandes olhos castanhos.
Depois de chupar aquelas bolas grandes e carregadas, coloquei a rola dele na boca. Comecei a mamar levemente, sem encostar os dentes, passando a língua na saída da rola dele, ele gemia e dizia que eu sabia mamar.
Chegou um momento que a rola dele não cabia totalmente na minha boca, tirei fora para admirar aquela rola. Era grande, cabeça rosada e mais grossa do que o resto da rola, como um belo e suculento cogumelo; era possível ver as veias saltadas rodeando aquela bela rola.
O caseiro pegou na base da rola e bateu com a rola na minha cara dizendo "Vou comer uma cadelinha da cidade, que sorte !! Aquilo me excitou e sorri, ele disse "gosta de ser tratada como vadia ?" eu disse que sim. Então ele mudou radicalmente, me levantou e puxou a parte de cima do biquini para baixo e começou a mamar vigorosamente os meus seios, as vezes doía mas eu estava gostando, então não reclamei.
Depois ele me segurou pelos braços e me prensou no fundo do canil abandonado e se abaixou, puxou o meu biquini para o lado e começou a chupar a minha xoxota enquanto eu estava de pé.
Ele estava me chupando enquanto alisava aquela tora que já estava pingando.
Então ele levantou e quis colocar a rola dele na minha xoxota, do jeito que estava. Eu neguei, disse "só com camisinha" e ele insistiu mas, nesse momento, ouvimos o carro do meu marido. Saímos de lá, o caseiro correu para dentro da casa dele enquanto eu me arrumava e voltava para a piscina.
Meu marido me chamou e perguntou o que rolou, contei tudo e ele ficou excitado, demais, dava para ver a rola dele dura por baixo da bermuda.
Ele me levou na cozinha e me mostrou as camisinhas que ele comprou no caminho, combinamos que eu daria essa noite para o caseiro. Então o resto do dia foi normal, o caseiro se recompôs e voltou a nos fazer companhia, comemos e bebemos.
Então até que chegou a noite, dei um beijo em meu marido e fui para fora procurar o caseiro, pois encontrei ele, mostrei a camisinha para ele e logo veio me seguindo, fomos para o canil novamente, pois era lá que eu queria transar, ele chegou me agarrou, e logo foi tirando o pau para fora, já estava dura mais do que antes, ele me falou que estava me esperando e se preparava, dias" eu sabia dona que viria me procurar, a senhora e puta e gosta de tomar rola" eu disse " Você acertou meu caseiro então toma sua buceta e arromba ela" pós assim ele fez, me pegou de quatro e meteu aquela rola dentro de mim, senti tudo abrir, foi ótimo e gozamos muito, detalhe..sem camisinha mesmo....que tesão.
Obrigado pelas mensagens de todos, quem quiser me ajudar em um novo conto com uma ideia nova, por favor mandem mensagem, aceito críticas e elogios.

Comentarios
Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu voto junto com o meu comentario:


Este site contém contos eroticos, fotos e videos destinados exclusivamente ao público adulto.
Ao acessá-lo, você declara que tem no mínimo 18 anos de idade e que no país onde você esta acessando esse conteúdo não é proibido.
© 2005-2020 - CasaDosContos.com - Todos os direitos reservados