Logo casa dos contos
Esqueceu a sua senha? Clique Aqui

Principal Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco
Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco Login

DBZ 2- Leitinho como creme de beleza

Por: Chronos - Categoria: Incesto

Bastante coisa mudou desde a minha primeira vez inesperada e maravilhosa com a minha mãe. Fui dormir aquela noite bem tarde, mas parecia que eu estava nas nuvens. Apesar de estar saciado e mais calmo, acabei sonhando fodendo com ela em várias posições e acordei Na manhã seguinte transformado em Super Saiyagin. Eram 8 da manhã, eu estava bem atrasado pra começar as tarefas do dia. Mas ao invés de ralhar comigo, seu rostinho estava mais corado, ela aguardava pacientemente eu abrir meus olhos. Sua mão pequena passeava pelo meu corpo.

Chi Chi: Pelo visto a noite do meu príncipe foi profunda como já não via há muito tempo, rsrsrs.Está se sentindo melhor, meu amor?

Eu: Uau, eu não me lembro de ser acordado assim com tanto carinho… dormi sim, Dona Chi Chi.Desculpe eu perder a hora, mas… você sabe, ontem você acabou com minhas energias, rsrsrsrs.E não sabia que você era tão…

Chi Chi: Ai, Gohan, você me deixa sem graça, mas… Fala! Eu gosto de ouvir de você! - ela ficou corada de novo.

Eu: Dona Chi Chi, você está muito longe de ser uma simples mulher do campo.Você é muito gostosa! Olha como você me deixou- levei a mão dela ao meu pau nu, que já se colocava em posição de batalha.

Durante alguns segundos, ficamos em silêncio. Seu rosto enrubesceu. Aposto que devia estar sentindo o mesmo que eu, louca pra dar umazinha. A ficha ainda não tinha caído.Era verdade mesmo que eu havia possuído aquela mulher? Quando eu me lembro de tudo como aconteceu, meu corpo reage violentamente.

Chi Chi: bem, filho, seu café está na mesa! E levanta logo, pois vai esfriar, viu?

Eu: Calma, Dona Chi Chi, por que a pressa? Curte o momento!

Chi Chi: ai, Gohan, o que você quer? Rsrsrs. Tem tanta coisa pra eu fazer a essa hora da manhã, e você tem seus…- não conseguiu terminar porque ganhou um beijo bem demorado. Mas ela não cedeu e cortou meu barato- com muito carinho, é claro- dizendo que eu não devia descuidar dos estudos, pois estavam próximas as provas.

Chi Chi: Eu prometo que quando as provas passarem, a gente vai ter uma comemoração especial.

Eu: Ok, minha lindona! - porra, só quando as provas passarem? É tempo demais, eu não ia aguentar isso tudo, não!

Durante todo o dia, minha rainha linda e maravilhosa parava várias vezes balançava seus cabelos em frente ao espelho, fazia um gesto de carinho para tentar me agradar, distraía com os serviços de casa e ficava horas me olhando.Tinha momentos que perguntava se ela tinha algo a me dizer, mas não.Ela não falava nada. Eu me sentia mais ligado a ela. Tava mais vaidosa, pesquisando tratamento de beleza pra poder ficar mais bonita. Ela tava mexida.Eu podia sentir que ela queria foder de novo mas ficou segurando a onda pra eu não poder relaxar.

Mesmo assim, ela não relaxou nos seus afazeres e pro almoço, ela preparou um super prato pra mim, caprichou no tempero e… para ela, somente algumas folhas de repolho e couve-flor.Mesmo para uma mulher de pequeno porte como ela, aquilo tava esquisito.Aí ela me disse que a Tia Bulma tinha começado uma dieta alimentar para deixar a pele mais bonita.

Tia Bulma nunca daria as fórmulas secretas de beleza dela.Eu sei porque quando viajamos para Namekusei ela não comia isso.Insisti um pouco mais com a minha mãe e ela disse que tinha lido num jornal científico da Internet que a Couve-Flor e o Repolho tinham propriedades nutritivas riquíssimas para a pele.E recebeu uma notificação via e-mail que o fígado cru era muito positivo no combate ao colesterol. Eu não me espantei pelo fato de ela ter parado para pesquisar na Internet.Mas fiquei surpreso com tanta ingenuidade.Que porra era essa dela agora? Aí ela disse que notou que precisava se cuidar mais, que tinha ficado muito desleixada consigo mesma, e que tudo que tinha rolado entre nós a fez repensar muita coisa, inclusive sobre sua auto-estima.Só pedi a ela pra não ficar fissurada em qualquer pesquisa feita porque muita coisa era publicada por gente sem-noção.Mas como a Dona Chi Chi era muito ingênua, parecia o meu pai, ainda me pediu para acessar mais a Internet para conseguir mais artigos pra ela. Com tanta coisa pra fazer, eu não iria perder meu tempo lendo tanta bobagem. Foi então,.rsrsrsrsrs, eu tive uma idéia sórdida, kkkkkkk: Aproveitei que ela tinha ido tomar um banho e mandei uma mensagem por e-mail a ela criando um artigo falso,kkkkkkkk! Nesse artigo, dizia que cientistas de Houston em intercâmbio na Inglaterra, publicaram na Revista Médica New England que através de experimentos com mais de 100 pacientes, das mais variadas etnias ao redor do mundo, descobriram que o sêmen humano teria propriedades riquíssimas para manutenção do colágeno da pele do rosto, com apenas 10 minutos de aplicação do tratamento. Gente, pra vocês que pensam que nós temos coração 100% puro, eu pelo menos sempre aprontei como qualquer garoto.Mas nem eu acreditei que uma idéia dessa tava saindo da minha cabeça. Eu coloquei tantos termos técnicos que a qualquer leigo convenceria logo no primeiro parágrafo. Acresci ainda que a ingestão regular de sêmen, de duas a três vezes ao dia provocava reações positivas à saúde, e ajudava na diminuição da ansiedade, controla o apetite, e que homens que moravam em regiões onde o solo era mais escuro ou vulcânico, as propriedades minerais presentes no sêmen eram 3 vezes mais ricas em magnésio, Ferro e Vitamina E.

Eu ria demais no meu quarto.Depois de uma merda dessas, eu tive que me segurar demais pra não falar a verdade pra ela, pois até a consciência pesou. Só um cadinho. Ela saiu do banho, por sinal muito cheirosa, deixou os cabelos soltos e esvoaçantes , passou uma leve maquiagem e vestiu somente o avental dela para terminar os trabalhos de casa.Isso mesmo, sem nada por baixo.Fiquei em silêncio o resto do dia me segurando pra não rir.Quando ela parou pra ler suas pesquisas idiotas, percebeu que havia a notificação no seu e-mail. Horas mais tarde, na janta, ela comendo fígado cru com repolho e couve-flor( aaarghhh! ), aí do nada parou, olhou pra mim por um tempo significativo e mandou essa:


Chi Chi: Gohan, quantas vezes você se masturba por dia?

Eu juro pra vocês que eu engasguei na hora, me veio a vontade de rir, mas mantive a postura e indaguei qual a razão daquela pergunta tão invasiva.

Chi Chi: Ah, Gohan, eu pensei que tivéssemos resolvido que nós estaríamos um do lado do outro!

Eu: Tá ok, mas eu não tava esperando uma pergunta dessas na hora do jantar! Pow, mãe!

Chi Chi: Ah, fala logo, Gohan! Você pensa que eu não sei que você passa , ou passava seu tempo no banheiro e pensa você que não sabia que você se acabava de tanto de masturbar? Aliás, eu joguei as revistas daquele velho pervertido do Kame fora.Queimei, não quero aquelas porcarias aqui!

Eu: Não precisava ter feito isso, caraca! Eu devolveria a ele!

Chi Chi: Gohaaaan , você sabe que um eremita tarado como ele não precisa dessas revistas de volta.Ele não pode ver um rabo de saia que sai até sangue das narinas dele! Mas você não me respondeu a pergunta!

Eu: Ah, mãe, sei lá… umas duas ou três vezes ao dia! Por quê?

Chi Chi: E depois?

Eu: Depois…? O quê?

Chi Chi: Ora, o que você faz com seu sêmen?

Eu: bem, normalmente ou tomo banho ou me limpo com papel. Mas aonde vamos chegar com isso?

Chi Chi: A partir de hoje, eu quero que você me dê seu sêmen!

Eu: (quase cuspindo a comida de tanto rir por dentro) exatamente o quê você pretende fazer com ele?

Chi Chi: Pra te mostrar como devemos a partir de hoje ser mais sinceros um com o outro, eu vou te dizer: eu preciso do seu leitinho para um tratamento especial para ficar mais bonita!

Eu não aguentei e caí pra trás rindo de chorar. Eu não podia acreditar que ela estava levando aquilo à sério!

Eu: Mãe, eu te falei que você não deve levar a sério o que essa gente sem noção escreve! Kkkkkkkkkkkkkkkk! O que mais dizia nessa pesquisa mirabolante?

Chi Chi: Essa pesquisa foi publicada pelo Jornal de Medicina New England, é uma conceituada instituição, Gohan! Sabe, desde que… rsrsrs, você sabe, tivemos...aquilo… eu me senti mais viva. É claro que na minha cabeça nunca imaginaria fazendo amor com meu próprio filho, mas ao mesmo tempo eu percebi que preciso me cuidar mais.

Eu: Mãe, desencana desse troço de querer ficar bonita, sério. Cada fase da vida tem sua beleza, e você é a mulher mais linda do mundo!

Chi Chi: Você diz isso porque é meu filho! E não custa nada você me ajudar. A quem eu pediria algo tão importante e tão íntimo. Você vai me ajudar, SIM OU NÃO!? Por favor, vê se não conte isso a ninguém, nem à Bulma! Eu sei que ela é uma pervertida e iria até querer me copiar, mas se alguém souber disso eu acho que eu morro!

Eu: Então é sério mesmo que você vai… usar como tratamento de beleza?

Chi Chi: Além disso, ele pode ser ingerido também, e...

Enquanto eu ouvia aquilo que eu havia escrito, minhas risadas deram lugar a uma fantasia devassa: imaginava o rostinho dela todo branquinho. E novamente, comecei a ficar bem excitado. Ela me deu um pequeno cálice de plástico para quando eu pensasse em bater uma bronha, o levasse para o banheiro. Comecei a tirar proveito dessa brincadeira e outros planinhos sórdidos brotaram na minha mente. Não iria esperar até o resultado do exame pra foder de novo, se ela me desse mole eu comeria naquele instante!

Disse para ela que seria ótimo que ela passasse no rosto antes de dormir e tomasse em jejum, antes do café da manhã.

Quando me levantei pra ir ao banheiro, o pau já tava no ponto e ela, reparou na hora. Como a minha linda mãezinha havia jogado fora todas as minhas revistinhas, peguei uma foto dela e imaginei uma cena bem sacana e sentei a mão na pica. A bem da verdade, eu queria era fazer aquilo na cara dela. Então me lembrei da noite anterior. A primeira vez tava viva em minha mente. A maneira como ela conduziu toda a transa me deixou com vontade de foder mais vezes com ela. Imaginei ela ajoelhada diante de mim como uma humilde e obediente gueixa e tomando um jato de porra lavando todo seu rostinho. Gozei tanto que o cálice encheu dois dedos.

Quando ela recebeu em mãos o meu gozo, me deu um beijo de boa noite e prometeu me compensar por isso. Eu a agarrei impulsivamente e dei um beijo bem demorado e molhadinho na sua boca. Despediu-se toda melosa e entrou em seu quarto.

Curioso, entrei em meu quarto mas pulei minha janela pra poder espiá-la do lado de fora da casa. Felizmente a janela dela estava ainda aberta. Observei ela olhar curiosa, reparar e pensar alto no seu aposento o quanto leite eu havia liberado no cálice, o quanto era quentinho e pegajoso e...kkkkkk, ela usou o sêmen quase todo no rosto! Eu quase pus tudo a perder , mas me segurei para vê-la tomar o cálice e dizer:

Chi Chi: Viscoso… mas é uma delícia!

Colocou sua camisola de algodão para dormir, prendeu o cabelo pra não sujar com a porra… e ficou durante os 10 minutos de repouso se tocando. Safada! Ela estava mesmo precisando de uma foda, mas se segurava pra não me atrapalhar na concentração!

Chi Chi: a porra desse garoto… tá me deixando deixando louca! - pensava “sozinha” em seu aposento. Eu assistia tudo do lado de fora louco pra invadir aquele quarto e cair de boca naquela xaninha apertada. Comecei a tocar uma punhetinha básica do lado de fora pra pelo menos dormir mais calmo. Eu gozei primeiro. Dona Chi Chi, quase logo depois de mim. Sem fazer nenhum barulho, lentamente fui me afastando enquanto ela apagava as luzes para dormir...

No dia seguinte, ela fez questão de me acordar cedo e antes do café pedir mais uma dose de sêmen. Dessa vez custei a gozar, viu. Tava pagando caro já pela mentira. Saiu quase nada perto da noite anterior. Bater punheta é gostoso, mas nem sempre. Eu queria era fuder, mas tava com vergonha de pedir. Dei a ela tudo que eu consegui tirar. Ela olhou, achou até estranho.

Chi Chi: Gohan, ontem tinha pra caramba, tinha o suficiente até pra…

Eu:( quase ri de novo) pra quê?

Chi Chi:( enrolou pra dar a resposta ) ah… pra usar no dia seguinte! Mas usei tudo mesmo no rosto!

Eu: Bem, mãe, os homens não gozam fartamente todos os dias, além disso eu acabei de acordar.

Chi Chi: ah, tá bom. Isso aqui deve dar.

Eu: A propósito, sentiu alguma diferença?

Chi Chi: como é o primeiro dia, não dá pra notar nada. Mas vou continuar tentando. Métodos naturais devem levar um pouco mais de tempo.

Aí passei as costas da mão sobre a face. Ela nem havia notado, mas realmente estava até mais macia. Ela retribuiu o carinho e mandou eu arrumar a cama, indo logo em seguida ao banheiro aplicar o novo creme de beleza. Eu não sei por quanto tempo iria sustentar a mentira, tava já pesando na consciência, porém ao voltar pro meu quarto, e perceber que a porta do banheiro estava encostada, pude flagrar ela com o rostinho todo branco, sentada no vaso com a tampa fechada e… nossa, ela tava tocando uma siririca e pensando em mim! A safadinha queria pica mas não assumia! Aquilo me deixou muito excitado. Sem que ela percebesse, afastei-me e terminei de arrumar a cama, para depois tomar o meu café.

Na hora do almoço, ela pediu de novo. Dessa vez, disse que iria tomá-lo. A única coisa que me deixava excitado era a idéia de poder novamente meter na bucetinha da Dona Chi Chi outra vez. Mas o tempo para gozar tava ficando mais longo. E saindo menos ainda.

Eu: Olha, você jogou minhas revistas fora, e aquilo era minha única diversão nas horas vagas. Eu não tenho um filme pornô em casa pra ver. Fico o dia inteiro debruçado nos livros ou ajudando você. Preciso de inspiração! Será que você pode fazer uma coisa por mim, então?

Chi Chi: Claro, meu príncipe!

Eu: Bate umazinha pra mim?

Chi Chi: Quer que eu te masturbe?

Eu: é. Acho que uma mão feminina , ainda mais de uma delícia de mulher como você, vai me animar mais!

Chi Chi: Humm… tá. O que eu não faço pra ficar mais linda, né!

Então fomos para o seu quarto e lá ela sentou-se na cama, prendeu os cabelos e puxou meu mastro para fora. Começou lentamente o vai e vem, mas o que me deixava mais excitado com tudo era ela mordendo os lábios louca pra poder cair de boca nele. Minha glande estava tão inchada com aquelas mãos macias me massageando, nossa… Eu tava sentindo que estava próximo o meu orgasmo, mas mesmo assim pedi a ela que mamasse um pouco. Quando ela o tomou, peguei-a pela nuca e comecei um vai e vem delicioso na boquinha apertada da Dona Chi Chi. Quase dois dias sem meter já tinha sido tempo demais pra esperar. Mesmo com o orgasmo às portas, me segurei. Curti aquele boquete delicioso dela por mais uns intantes. Tirei a mão dela do meu pau e comecei a meter freneticamente até ele tirar o fôlego dela. A bem da verdade, ele mal cabia naquela boquinha. Quando vi que não dava mais para segurar o tesão, tirei meu membro rijo de sua boca e anunciei o gozo.

Chi Chi: calma, deixa eu pegar o cálice!

Eu: Não dá, mãe! Não dá tempo!

Chi Chi: ai, por favor, não suje meu cabelo! É só no rosto, tá!

Nem terminou de falar, meu gozo veio abundante, mas tão abundante, que o primeiro jato foi dentro dos olhos dela! O rostinho ficou todo branquinho, e quando ela tirou a porra dos olhos levou o dedo a boca e lambeu-o até a última gota.

Chi Chi: Uau, que delícia, meu gostoso! Quer dizer que a mamãe ainda causa um estrago!

Eu: Se faz… sua boca me deixou louco. Lembrei na nossa primeira vez!

Chi Chi: Ah, é? Rsrsrs… Eu também penso naquela noite o tempo todo! - e terminou chupando a cabeça do pau sugando o restante que havia sobrado.

Eu fui pro banheiro e tomei um banho. Mas a experiência tinha sido tão boa que ainda bati mais uma. Ele continuava duro como pedra. Não era a mesma coisa que foder, depois de uma mamada quentinha e molhada, eu queria era arrepiar aquela delícia carente… mas me deixou na greve, fazer o quê? Não entrega o osso, fica se fazendo de difícil, mas tava louca pra ser arregaçada!

Fui dormir, bem contrariado com aquela situação. Mas na manhã do terceiro dia… eu fui deliciosamente acordado por uma sessão de punheta com boquete da minha rainha!

Chi Chi: Vim buscar meu leitinho, delícia, desculpe atrapalhar no seu soninho profundo, mas…

Eu: Ai, papai, assim ela me mata! Vai, gostosa, chupa mais!

Como eu tava de pijama, e a calça abaixada até a altura do joelho, ela terminou de arrancá-la do meu corpo e seu boquete ficou ainda mais voluptuoso. Engoliu- o até ele sumir, fez um vai e vem lento e marcante. Ela não estava mais fazendo aquilo por necessidade de ficar mais bonita. Ela tava assumindo seu lado puta. Chupou com tanta vontade, que antes que eu pudesse reagir e colocar a minha mão por trás do pescoço dela pra poder meter até o fundo da garganta, o orgasmo veio tão alucinante que eu me senti indo junto com ele pra boca da Dona Chi Chi. E ela não deixou cair uma gota. E não parou de punhetar enquanto saboreava cada gota de porra. Engoliu paulatinamente, e massageava o pau com uma das mãos e minhas bolas e meu períneo. Em alguns instantes, minha potência foi restaurada.

Quando meu membro saiyagin voltou aos 100%, retribui o delicioso gesto da minha amante e a fiz ficar em cima de mim, com minha cabeça entre suas pernas. Sua buceta estava encharcada. Agora, parecia que eu sabia chupar um grelo há anos. Ataquei seu clitóris com sucções ainda mais devassas que da primeira vez. D. Chi Chi rebolou, esfregou seus lábios no meu rosto e seu melzinho inundou meu rosto inteiro.

Chi Chi: isso, meu amor, ssssssss… esse é o melhor desjejum da minha vida! Não tava aguentando mais! Meu macho, me possui agora, vai!

Seu desejo é um ordem que quero cumprir com prazer. Mas dessa vez eu a tirei de cima e a coloquei de 4. Lambi desde a xaninha até a entrada do seu cuzinho, mais apertadinho ainda. Eu até pensei em meter na vagina, mas a curiosidade… tava demais! Apontei minha glande e fiquei brincando na portinha do rabo da minha putinha.

Chichi: Ai, Gohan, nunca fiz sexo por aí. Será que não dá pra tentarmos dep...aaaaaaaaaaaieeeennnnn!- eu já tava metendo!

Chi Chi: Ai, Gohan, devagar, lindo, seu pau é enormeeee… nossa, dói mas é um tesão! Isso, gostoso, vai mexendo devagarinho, vai… vocês saiyagins são tudo de bom!

A minha vontade era de bombar minha mãe, mas segurei a onda. Quando a dor passou, ela começou a sincronizar a penetração junto comigo. Quando ela relaxou de vez, aí ficou uma delícia pra ela. Enquanto tomava por trás, Chi Chi se masturbava. Então fui aumentando o ritmo até chegar ao clímax!

Chi Chi: Vai, Gohanzinho, fode sua putinha com força, fode! Me dá mais pica, dá, meu gostoso!

Eu: Quer mais pica, sua vadia? Agora, você é minha ! Toma, gostosa, quer mais?

Chi Chi: Quero, quero toda essa pica! Não tava mais aguentando esperar pra foder com você!

Eu: Eu sei, sua tarada! Você ficava fazendo papel de durona na minha frente e depois se masturbava na hora do banho, e quando ia dormir pensando em mim, assume agora!

Chi Chi : seu cafajeste! Ficou me espiando, é? Hahahaha! Você vai ter o castigo que merece, garoto!

Cara, ela fechou o cu em volta do meu pau com uma pressão que me levou as estrelas e voltei.

Eu: Aaaaah! Assim você me enlouquece, dona Chi Chi! Tá mastigando literalmente! Não vou aguentar!- meu ki oscilava entre a forma normal e o Super Saiyagin.

Chi Chi : Segura, não goza, Eu quero tudo no meu rosto e nos meus peitos!

Meu orgasmo estava às portas. Tirei rapidamente do cuzinho dela, já pingando, e apontei na direção do seu rosto. Ela ficou toda branca! Desabei exausto na cama. E quer saber? Liguei o botão do foda-se e nem estudei nesse dia.

Resumindo pra vocês o resultado dos exames para a Escola Laranja: passei, óbvio. E até lá não peguei nos livros um dia a mais. Adivinhem o que fiquei fazendo? Hein!? Isso foi porque ainda não contei a vocês o seguinte :

A Bulma soube da minha travessura. A minha mãe não segurou a língua e contou pra ela por conversa de vídeo. Bulma, segundo a minha mãe, fez caras e bocas durante a conversa. Jamais imaginaria que alguém tão recatada como a D. Chi Chi fosse capaz de uma putaria daquelas. Além de ingênua demais, teve língua solta.

Não demorou muito, a Bulma me ligou.

Bulma: Gohan, eu estou boquiaberta com a história que ela me contou de você! COMO VOCÊ FOI CAPAZ DE FAZER ISSO COM ELA, SEU SACANA!?

Eu : Tia Bulma, pelo amor de Deus, não conta nada pra minha mãe! Eu…

Bulma: Olha, se eu não te conhecesse como conheço, diria que isso foi um conselho do tarado do Kame!

Eu: Não, Tia Bulma! A idéia foi minha e…

Bulma: E foi uma idéia Ma-ra-vi-lho-sa! Nunca me passou pela cabeça que essa descoberta científica fosse tão inovadora!

Eu: O QUÊ?

Bulma: Olha, apesar da sua fonte ser um belo de um fake, seu sem-vergonha, eu descobri que é verdade a partir de um blog de uma garota de Nevada, Estados Unidos, e até em livros de sexo tântrico!

Eu: Não acredito…

Bulma: Poxa, sua mãe está muito mais radiante, quem olha pra ela pensa até que andou tirando o atraso, hehehehehehehe! As rugas de expressão dela sumiram! Ai, eu vou pedir um pouco pro Vegeta!

Eu: Tia Bulma, cuidado, ele pode achar isso repugnante!

Bulma: Ai, é verdade! Humm… então será que você não pode dar um pouquinho pra mim?

Eu: VOCÊ FICOU MALUCA? EU NÃO VOU ARRISCAR MEU PESCOÇO AÍ DE JEITO NENHUM !


E não pensem que a história terminou, gente! Eu vou encerrar por aqui pois ficou grande demais. A gente se vê!

Comentarios
Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu voto junto com o meu comentario:


Ficha do conto

foto avatar usuario Chronos
Por: Chronos
Codigo do conto: 15708
Votos: 0
Categoria: Incesto
Publicado em: 08/02/2019

×

OPS! Para votar nesse conto voce precisa efetuar o login

Mais contos desse usuario

DBZ- Iniciado pela minha mãe

DBZ 3- Fodi com força a Tia Bulma

Marido corno estava doido pra eu comer a esposa dele pt.1

Marido corno doido para eu comer a esposa- Desejo saciado (final)


Este site contém contos eroticos, fotos e videos destinados exclusivamente ao público adulto.
Ao acessá-lo, você declara que tem no mínimo 18 anos de idade e que no país onde você esta acessando esse conteúdo não é proibido.
© 2005-2019 - CasaDosContos.com - Todos os direitos reservados