Logo casa dos contos
Esqueceu a sua senha? Clique Aqui

Principal Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco
Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco Login

Seduzido e comido por um coroa na fila do supermercado

Por: IvanSantos - Categoria: Gays

Sou Ivan, bissexual, alto 1.88m, pouco acima do peso 110kg, cabelos e olhos castanhos, pele branca, pernas grossas, bunda carnuda e gulosa. Contarei uma historia que aconteceu comigo há poucos dias num supermercado e que terminou numa tarde de sexo. Eu estava na fila do caixa e vi quando chegou atrás de mim um coroa baixo, bem feitinho de corpo, careca, olhos castanhos claros, camiseta, shortinho curto, usava um briquinho na orelha direita e tinha uma tatuagem de pimenta malagueta no braço esquerdo. Na hora, senti um desejo por aquele carinha que fez meu cuzinho piscar, pois nesse momento, senti a necessidade de ser a "putinha" da relacao, de ser o passivinho da historia. Entao, nessa hora, dei uma encarada meio timida nele, mas ele correspondeu com um sorrisinho maroto. No entanto, acontece fatos que acaba favorecendo o meu desejo, pois o caixa deu pane e demorou uns 10 minutos pra voltar ao normal e, nessa hora, começamos reclamar da situaçao e aproveitamos pra nos conhecer. Descobri que o nome dele é Sergio, solteiro, tinha 55 anos, aposentado como enfermeiro, super educado, e a melhor coincidencia: ele morava perto do supermercado, facilitando algo que já tava imaginando. O caixa voltou a funcionar, passei minhas compras, depois Sergio passou as dele e, de repente, ele diz: "vamos ate minha casa? Lá podemos conversar mais a vontade" Aceitei na hora e, depois de 5 minutinhos de caminhada, chegamos na casa de Sergio, ele me ofereceu agua e sentamos no sofá. Nessa hora, meu coracao palpitou mais forte, e ele percebendo meu desejo, falou: "Ivan, ta muito calor né? pode tirar a blusa, pois tb vou tirar a minha" Aí, ficamos sem blusa e Sergio começou a passar a mao no seu pau, que já marcava no short, e a outra mao alisava a minha perna e aquilo me deixava mais excitado: "pode pegar, é todo seu" Nessa hora enchi a mao, segurei, alisei, senti aquela rola dura só pra mim, nos beijamos ali mesmo, segurando e alisando o seu pau "Nossa que beijo gostoso, essa boca carnuda vai fazer td isso no meu pau" Ele ficou de pé, tirei o shortinho dele e vi o enorme mastro que saltou na minha frente. Era grande(20cm) , grosso, cabeçudo, suculento, delicioso: "Tá com água na boca é? Entao chupa, amorzinho, vai! Chupa essa vara com sua boca deliciosa, meu putinho safadinho" e chupei ele todo com gosto, até o talo. Chupei cada uma das suas bolas, chupei cada cm daquele cacetao gostoso por uns 10 minutos, foi quando ele falou: "Fica de 4 meu viadão safado vou enfiar minha rola todinha, nessa bunda carnuda" obedeci e fui devorado...hum que delícia!!! Senti o vai e vem daquele cacete em várias posicoes, até ele dizer: " Chupa meu pau de novo, quero gozar na sua boquinha, vem" Chupei de novo sua picona gostosa até gozar td na minha boca. Hummm....delicioso!!! Depois, tomamos banho, e nos vestimos e fui embora com minhas compras. E ainda ganhei uma bela tarde de "pau" de troco

Comentarios
Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu voto junto com o meu comentario:


Ficha do conto

foto avatar usuario IvanSantos
Por: IvanSantos
Codigo do conto: 15597
Votos: 1
Categoria: Gays
Publicado em: 10/01/2019

×

OPS! Para votar nesse conto voce precisa efetuar o login

Mais contos desse usuario

Devorado por um coroa tarado

Aventura com travesti na madruga

Virei putinha de um gayzinho ativo

Dei pro gostosinho dono do trailer

Devorei a vendedora por causa dos seus pezinhos

O malhação da academia virou minha mocinha


Este site contém contos eroticos, fotos e videos destinados exclusivamente ao público adulto.
Ao acessá-lo, você declara que tem no mínimo 18 anos de idade e que no país onde você esta acessando esse conteúdo não é proibido.
© 2005-2019 - CasaDosContos.com - Todos os direitos reservados