Logo casa dos contos
Esqueceu a sua senha? Clique Aqui

Principal Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco
Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco Login

Fantasia que se tornou real

Por: Casalsafados - Categoria: Fantasias

Olá meu no é Ana mas todos me chamam de Aninha, sou morena tenho 1,65 de altura, 36 anos, cabelos cacheado, olhos escuros como uma jabuticaba, pernas bem torneadas é uma bunda bem impinadinha pois sou amante de esporte. Sou casada com o Carlos a 6 anos, ele é um homem muito bonito, de cor de pele branca, olhos puxados mas não é japonês, boca bem avermelhada, forte pois também prática academia assim como eu.
Desde o namoro sempre fomos muito fogosos, transavamos muito, fazíamos muitas loucuras teve uma vez que transamos do lado da minha mãe mais isso é uma outra história. Mas bem, depois que casamos continuamos no mesmo fogo o Carlos como sempre muito tarado é a qualidade que eu mais gosto nele, porém nós últimos anos as coisas ficar um pouco frias ainda mais depois tive um bebê.
Conforme o tempo foi passando nada mais esquentava o nosso relacionamento, tudo estava estacionado nem para um lado e nem para o outro. mas eu como uma mulher fogosa que sou não podia ver um homem me olhar que me sentia o máximo e logo a minha temperatura subia, mas nunca trai o meu marido. Sempre que dizia a ele que tinha alguém me olhando sentia que ao mesmo tempo uma pontinha de ciúmes via que ele fica exitado, pois sempre acabava em transa. Eu trabalho em uma agência de publicidade, é um belo de um dia fui convocada pra ir até São Paulo encontrar com um cliente para fechar um negócio. Minha passagem foi comprada para o domingo pois tinha que estar lá para a reunião na segunda a noite.
Pensei que essa viagem tinha chega na hora mais oportuna, pois sei que a saudade faz esquentar o relacionamento. Fui viajar bem avontade, estava de tênis, um vestido babado curto e um decote que valorizava bem os meus seios fartos, calcinha minúscula e como os meu lindos cachos soltos, levei pouca coisa pra viagem, um média mala de mãos mesmo até porque não iria ficar muitos dias. Logo que entrei no ônibus um cara branco de olhos verdes e bem forte me olhou da cabeça aos pés como se me comesse com os.olhos, olhei para ele sem graça e ele mais que depressa desviou o olhar todo envergonhado. Eu tentando colocar a mala no alto toda desajeitada e sem conseguir, ele levantou para me ajudar encostou atrás de mim e me ajudou, senti o seu membro que parecia grande encosta no meio da minha bunda, nossa me tremi toda. A minha poltrona ficou ao lado da ele, eu estava um pouco cansada e resolvi tirar um cochilo mas com o passar do tempo senti uma coisa estranha abri os olhos bem devagar e que estava com as pernas abertas deixando amostra toda a minha xoxota carnuda o rapaz ao lado olhando e batendo uma punheta pra mim, nossa a cara de safado que ele estava me deixou louca e o pau dele era enorme e grosso do geito que eu gosto. Pra provocar ele abri mais ainda as pernas fazendo com que minha calcinha ficasse no meio da minha buceta que já estava molhada. Senti que a respiração dele era cada vez mais interessa e eu com o dedinho do meio comecei a cossar a minha xaninha molhada, e ele percebendo toda cena chegou mais perto e levemente tocou na minha bucetinha nossa eu respirei fundo e dei um gemido bem gostoso e baixinho, elencolou os dois dedos lá dentro rodando bem gostoso comecei a me contorcer de tanto tesão. E foi aí que não me segurei e falei baixinho pra ele me comer, o rapaz safado não titubiou e colocou aquele cacete enorme e grosso na minha buceta. Derrepente ele gemeu gostoso e falou que sempre teve vontade de comer uma morena gostosa como eu. Eu fiquei louca ele me pegava com força e muita vontade, puxava meu cabelo me chamando de cachorra gostosa, e eu me sentir uma puta bem safada com as estocadas daquele pau gostoso dentro de mim. Quando virei a bunda pra ele senti que ele ficou mais louco ainda o nosso tesão estava a flor da pele nunca tinha sentido algo parecido, aquelas mãos grande apertando os meus seios enquanto me enrrabada por trás a sua pica ia fundo e me rasgando toda. Não demorou muito para que ele gozasse, ele tirou o seu canudo e gozou todo bancom nunca tinha visto alguém gozar tanto. Quando tudo acabou nos apresentamos ele foi para o lado dele eu fiquei no meu, e eu fiquei pensando por que trai o Carlos como iria contar pra ele e claro se ria contar. Mas ao voltar da viagem fui jantar com meu marido e contei tudo, mas com muito medo do que poderia acontecer contei tudo nos mínimos detalhes e para minha surpresa Carlo ficou exitado com um pouco de ciumes, em seguida ele me levou para um motel e me comeu como se fosse uma vadia e claro eu adorei. E vocês podem ter certeza o nosso relacionamento melhorou Por completo e depois disso tivemos outras aventuras. Mas fica para próximos contos.


Fatos reais.

Comentarios
Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu voto junto com o meu comentario:


Ficha do conto

foto avatar usuario Casalsafados
Por: Casalsafados
Codigo do conto: 13676
Votos: 1
Categoria: Fantasias
Publicado em: 20/03/2018

×

OPS! Para votar nesse conto voce precisa efetuar o login

Mais contos desse usuario

Minha esposa é uma puta - somos felizes

Festa de arromba


Este site contém contos eroticos, fotos e videos destinados exclusivamente ao público adulto.
Ao acessá-lo, você declara que tem no mínimo 18 anos de idade e que no país onde você esta acessando esse conteúdo não é proibido.
© 2005-2018 - CasaDosContos.com - Todos os direitos reservados