Logo casa dos contos
Esqueceu a sua senha? Clique Aqui

Principal Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco
Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco Login

A melhor amiga de minha filha - parte 1

Por: Coroa50tao - Categoria: Heterosexual

Minha filha tem uma amiga da mesma idade dela, 21 anos. Uma de suas características é de, alem de ser muito bonita e ter um corpo lindo quase perfeito, aparentar ter menos idade. Nesta fase, todas as meninas têm um corpo que chamam muito a atenção, Seios lindos, pequenos e durinhos, corpinho esbelto com uma silhueta muito bem definida, uma bundinha redondinha e empinada, alem de um rosto extremamente angelical. Sabia que ela tinha um namorado ja ha algum tempo, e apesar das liberdades que hoje em dia as meninas têm, achava que ela ainda se conservava virgem, engano meu.
Pra ser mais direto, não vou aqui relatar outras situações acontecidas anteriores que levaram a esse final, o importante é entender que algo ja estava acontecendo a algum tempo.
Mas, voltando ao assunto, dia desses elas estavam aqui em casa na piscina passando o dia, quando Keth (nome fictício lógico) se aproximou de mim na sala e me perguntou porque eu não aproveitava o dia e ia pra piscina também, que estava muito bom la e que todas estavam se divertindo muito. Eu agradeci o convite e disse em tom de brincadeira que la só tinha jovem e que lugar de velho era no sofá lendo alguma coisa ou no asilo. Ela riu bastante, pegou algo que não vi e me respondeu em tom bem sacana que de velho eu não tinha nada e que panela velha é que da uma comida boa. Isso mesmo, panela velha é que da uma comida boa e não que faz comida boa, entendeu? Pois é, depois de observar aquele corpinho delicioso de biquíni minusculo, todo enfiadinho no rego, uma bucetinha que cabia na palma de minha mão e um minusculo pedacinho de pano em cima daquele peito durinho, empinadinho, de sair do transe ao qual eu me encontrava, busquei entender o real sentido daquela resposta, daquela frase. Em vão, não cheguei a nenhuma conclusão que eu achava verdadeira. Voltei a minha leitura, tomei mais uma lata e assim passou dia.
Dia desses o telefone toca e eu fui atender, era ela procurando minha filha:
- Oi tio tudo bem? A Carla ta ai?
- Oi Keth tudo bem. Esta não, ela saiu faz um tempo. Deve ter ido curtir a Night, não é assim que voces falam?
- Kkkkkk e o tio vai ficar em casa numa noite linda dessas? Em plena sexta feira? Tambem não vai aproveitar a night?
- Eu? sair sem companhia? Sozinho melhor ficar em casa.
- Chama a tia (minha esposa assim que ela nos chamava) pra sair oras.
- Ixe, aquela ali so sabe ficar em casa, detesta sair ainda mais a noite. Ela prefere que eu saia sozinho do que perder as novelas dela e dormir cedo.
- Bom uai, assim o tio pode aproveitar a noite pra sair com as novinhas, ja que a tia não gosta de sair.
Antes que eu falasse alguma coisa, ela continuou:
- Bom vou desligar aqui e ligar pra Carla pra ve onde ela esta. Bjos tio, ate.
Pronto, cabeça a mil, pensamentos libidinosos, e lógico uma punha deliciosa antes do banho e de dormir.
Uma semana depois acontece a mesma coisa novamente. Só que desta vez eu fui mais esperto e ousado. Quando ela ligou eu fui logo dizendo que minha filha tinha saído com o namorado e que eu estava em casa sozinho, minha esposa tinha viajado pra casa de parentes e que estava tudo um tédio. Cansado de ficar em casa sem ter o que fazer em plena sexta feira, dia de aprontar e de sair com as novinhas. Dai, acho que ela caiu na isca e me disse:
- Ora tio, hoje voce ta com vontade de aprontar é? Só porque a tia te deixou sozinho né? Olha que vou contar pra ela quando ela voltar, que o senhor ta querendo sair com as novinhas em?
- Oras pois não foi voce mesma que me disse semana passada que era pra sair com as novinhas?
- KKKKKK foi mesmo. Mas hoje to igual ao senhor. Meu namorado viajou, as amigas saíram com os namorados e eu sobrando aqui igual feijão na janta. (rapidim aproveitei a deixa)
- Oras pra mim feijão não sobra, porque eu adoro feijão principalmente na janta.
Ela deu uma risada deliciosa, super sensual e me respondeu:
- Isso é uma cantada tio ou um convite?
- Uai, qualquer uma das formas que voce interpretar pra mim ta valendo.
- Hummmm, o tio hoje ta ousado em? Olha que eu acabo aceitando em.
- Uai, o não eu ja tenho, vou correr o risco de um sim entao uai.
- Mas tipo, caso eu tope sair com o senhor pra gente beber umas e curtir a night, como faremos.
Eu mais que depressa respondi na giria delas:
- Vamos deixar rolar, o tempo nos diz o que fazer.
- Hummm o tio ta que ta hoje viu. Então ta, o senhor me pega aqui na esquina perto de casa então pra ninguém desconfiar, senão meu namorado me mata.
- Marcado então.
Na hora marcada, eu estava no local e hora marcado, igual um adolescente quando vai sair com a primeira mina. O coração a mil, a língua seca, as pernas bambas, quando de repente ela surge mais linda que nunca, com uma blusa coladinha ao corpo mostrando o quão lindo ele era, uma saia minuscula quase aparecendo a calcinha, abre a porta, entra e senta no poltrona do carro e eu, eu bem, fiquei paralisado de boca aberta. Quando ela me tira do transe falando que era pra eu parar de ficar desejando o corpo dela e sair dali antes que alguém nos visse, o que fiz de imediato.
Já com o carro em movimento, recomposto de meu transe, perguntei a ela onde iriamos, e ela simplesmente me responde: onde o senhor quiser me levar hoje eu vou. Desde que seja num lugar onde ninguém nos descubra, senão to frita com meu namorado. Eu respondi que so conhecia um lugar assim, foi quando ela disse pode ser ai mesmo onde o senhor ta pensando. Não quis estender o assunto e ja fui pro motel mais próximo que encontrei. A partir deste momento ela não disse mais nada, chegamos e entramos no quarto com ela muda, calada.
Depois de instalados, ela parada próximo da parede, cheguei próximo e perguntei:
- Arrependida? Não e isso que queria? Fui muito apressado? ela me interrompeu dizendo
- Não, nada disso, não to arrependida, muito pelo contrario, ha muito tempo esperava por esse momento, sempre fui louca pra ficar com alguem mais velho, mais experiente, e a tempos tinha escolhido o tio pra isso, so tava esperando o tio fazer a parte dele, mas..
- Mas?
- É que agora me bateu uma sensação de traição, de desonestidade tanto com meu namorado quanto com minha melhor amiga.
- Olha, se quiser podemos parar por aqui e voltarmos pra casa da mesma forma que viemos (e pra apimentar e ao mesmo tempo dar uma forçada na situação, ja que não podia perder aquela oportunidade). Por mim ta de boa, vou chegar em casa, ja que estou sozinho mesmo, vou tirar toda a minha roupa, deitar na cama, me masturbar mais uma vez pensando em voce, e depois tomar um banho e dormir. (ela como um raio)
- Sério? O tio se masturba pensando em mim? desde quando? (seus olhos brilhavam, pareciam duas estrelas no ceu)
- A desde muito tempo, pelo menos ja ha uns dois anos, principalmente quando voce ia tomar banho de piscina la em casa (ela me interrompe)
- Então por isso que o senhor sempre sumia, eu ficava te procurando pela casa, sensualizando, pra ve se o senhor me cantava, e o senhor tava no banheiro de masturbando né?
- A maioria das vezes no quarto te olhando pela janela
- Safado o senhor em tio.
- Voce que é muito safada, gostosa, deliciosa, a bucetinha mais linda e mais gostosa que ja vi na minha vida.
- Como o senhor sabe se nunca experimentou. Pra saber se algo é gostoso temos que experimentar, saborear pra sentir o gosto.
- É tudo o que mais quero fazer com voce.
Ela simplesmente pulou no meu pescoço me dando um dos beijos mais longos e gostosos da minha vida, que boca, que gosto, que cheiro, que corpo ela tinha viu.

Comentarios
Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu voto junto com o meu comentario:


Ficha do conto

foto avatar usuario Coroa50tao
Por: Coroa50tao
Codigo do conto: 13643
Votos: 0
Categoria: Heterosexual
Publicado em: 08/03/2018

×

OPS! Para votar nesse conto voce precisa efetuar o login


Fotos do conto
Mais contos desse usuario

O estudante hétero e o tiozão

Uma linda historia de amor que parece ainda nao ter acabado - 1° parte

Uma linda historia de amor que parece ainda nao ter acabado - 2° parte

O hetero que pediu carona.

O filho do meu melhor amigo

O hétero que se entregou ao tiozao


Este site contém contos eroticos, fotos e videos destinados exclusivamente ao público adulto.
Ao acessá-lo, você declara que tem no mínimo 18 anos de idade e que no país onde você esta acessando esse conteúdo não é proibido.
© 2005-2018 - CasaDosContos.com - Todos os direitos reservados