Logo casa dos contos
Esqueceu a sua senha? Clique Aqui

Principal Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco
Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco Login

SURPRESAS!!!

Por: EUELA - Categoria: Cornos-Cuckold

" Minha mulher - que usarei o nome fictício de Mara - e eu sempre tivemos uma relaçao muito aberta, e sempre tivemos muito claro a diferença entre sexo e amor. Toas nossas fantasias sempre foram discutidas e sempre que possível realizadas. Numa dessas ela disse que havia um caro no trabalho que era um tesao!! Um cara de uma filial da empresa, que pouco vinha a matriz - o que facilitava as coisas no que diz respeito a futuro envolvimento - e que estava muito a fim de trepar com ele. Não tive dúvida, falei para que ela armar e sair com o cara - que chamarei Roberto. Ocorre que ela gostaria que eu estivesse junto!! Sendo bem sincero, sempre aceitei as escapulidas da Mara. Eu também dava as minhas e afinal de contas o que os olhos não veem o coração na sente. Porém, agora era diferente. Eu teria que estar junto, ver e quem sabe participar!! Fiquei meio sem saber o que dizer e fiquei alguns dias pensando na ideia. Pensei em como seria? Que faria? Qual seria minha reaçao? No fim a ideia começou a me agradar. Li alguns relatos a respeito e o tesao começou a crescer!! Afinal, estava pronto para entregar minha mulher a outro cara!! Só impus uma condiçao, já queria participar de tudo!! Do começo ao fim!!! Acordo feito, maos a obra. Havia um encontro rotineiro do pessoal da empresa e como ela sabia que o Roberto estaria, apareci também e começamos. Sentados na mesma mesa, fomos apresentados e logo começou entre os três um papo muito agradável. Roberto era um homem muito bonito, com traços e jeitos rústicos mas muito másculos. Era alto, tipo 1.90m, corpo bonito, moreno e queimado do sol. No começo ficou meio sem graça da minha presença, imagino que gostaria de estar só com ela, mas logo quebrou-se o gelo. A Mara estava visivelmente excitada. Num vestidinho, de verao muito sensual, se podia sentir o cheiro a sexo, de femea no cio, que exalava. Como estava entre Roberto e eu, enquanto falava, deixava por vezes que ele visse seus peitos, suas coxas... Discretamente, enquanto falava, colocava a mao em sua perna apertando sensualmente. O ambiente já estava ficando bem quente e excitante e o chamei para que fossemos em casa. Podiamos jantar e continuar o papo que estava muito agradável. Já no carro, eu a deixei dirigir e fui. Ela continuava se insinuando e do banco de tras comecei a acaricia-la e beija-la enquanto dirigia. Já se podia notar o pau do Roberto, que se fazia saliente sobre a calça. Num momento, parados en um semáforo, enquanto eu a beijava ela acariciou a perna de Roberto declarando definitivamente nossas intençoes. Então, começamos um papo mais sensual preparando Roberto para a noitada!! Já em casa, estávamos muito descontraídos e intimos. Falavamos e riamos muito, sentados no tapete da sala. Num momento de silencio, tomei a Mara nos braços e comecei a beija-la e acaricia-la até que quando busquei seu seio, encontrei a mao de Roberto. Olhei e ele estava meio sem saber o que fazer, havia acariciado o peito de Mara por instinto e queria voltar atrás. Não sabia qual seria minha reaçao. Eu estava sentindo algo insólito. Um mixto de ciúmes, tesao, raiva, desejo e curiosidade!! Creio que se Mara tocasse meu pau, gozaria!!! Para quebrar o gelo do momento, levemente levei a cabeca de Mara, que ainda tinha nas maos proximo a Roberto. Rapidamente ela percebeu e o agarrou para um longo beijo! Enquanto isso, eu comecei a beijar-lhe o pescoço, acariciar-lhe o seio, a bunda, desabotoando o vestido, logo a deixei só de calcinha e finalmente em pelo. Eles ainda contiuavam se beijando. Quando quis começar a despir-me, ela não deixou, e começou a tirar nossa roupa. Uma peça de cada um, sem pressa e sempre som muitos carinhos juntos. Ao ver Roberto nú entendi porque ela queria tanto dar para ele. Posso te dizer que ele era quase anormal!! Não evia ter mais de 19cm mas tinha pelo menos uns 7 cm de diametro. Nesse momento senti ciumes, vergonha, diminuído, enfim, estava em posiçao inferior!!! Que cacete lindo!!! Mara foi muito habil, imediatamente me beijou e falou no meu ouvido que eu era o maior!!! Que isto tudo era só sexo, no final ficaria só comigo e começou a gemer, e não flava mais... Roberto a estava chupando, e acariciando por tras. Ela começou a me chupar também. Estava para explodir e o Roberto também!! A situaçao era demais!! A Mara nos colocou juntos e começou a chupar-nos alternadamente. Rapidamente Roberto começou a gozar na cara dela. Não aguentei e gozei junto!! Ela aproveitou tudo, claro!! O gozo, nos acalmou um pouco. Mara se deitou no tapete e disse que não faria nada mais. O "trabalho" dela tinha terminado. Que agora era conosco!!! Não tivemos dúvida!!! Chupavamos seus peitos um cada um. Acariciavamos a xoxota e o cuzinho. Ela já estava no ponto!!! Então foi o teste de ferro. A coloquei de quatro, abri bem suas pernas e peguei no pau do Roberto, trazendo-o bem de vagar até sua xoxota!!! Ela estava gemendo e se mexia com tesao, sem nem entrar. Coloquei na portinha, soltei e Roberto colocou de uma só vez. Ela gritou como se a estivessem machucando. Até ele se assustou, ameaçou de tirar e ela gritou que se tirasse o mataria, para que começasse a foder!!! Ele começou um vai e vem vigoroso, cadenciado. Ela gemia muito, me apertava o braço, comecei a chupar-lhe os peitos ela mandou que os mordesse. Roberto a segurava pelos cabelos da nuca a trazia. A cena estava muito erótica. Eu nunca a tinha visto tao puta, tao tarada. Dei-lhe meu pau para chuapar e ela o sugava com tanta força que as vezes doia. Não demorou muito para que ambos gozassem. Ela urrava, rebolava e ele já quase sem forças se soltou no tapete. Eu vendo tudo e ela me chupando gozei de novo. Ficamos os três deitados por um instante recuperando energia. Não precisou muito tempo para começarmos de novo. Uma caricia aquí, outra ali, e já estávamos loucos de novo, desta vez, ela foi por cima dele, sentou em seu cacete e começou a cavalgar. Eu fui por tras e comecei a roçar seu cu. Ela deu um jeitinho e colocou meu pau para dentro, ficando então comigo en seu cú e Roberto em sua xoxota. Cavalgou um pouco mais e gozou!!! Nós nem tivemos tempo de fazer nada!! Aí ficamos os dois com um puta tesao e ela queria descanso. Mandou que nos acariciassemos!! Eu tomei como brincadeira e fui por cima dela, procurando seus peitos e sua bureta, que já estava cheia de porra minha e dele! Ela se abriu, toda me colocou entre suas pernas e entrei em sua xoxota com uma facilidade incrível. Também, depois de receber o do Roberto o meu não passava de um dedo!! Enquanto a fodia, ela passou as pernas por tras de minhas costas, se pendurando em mim e expondo toda sua bunda por baixo de nós. Roberto veio por tras e a chupava o cú. Senti sua cabeça por tras e não me sentia a vontade, afinal estava de quatro um tanto exposto. Tentei trocar de posiçao e ela não deixou, estava muito bom assim. Ao tentar de novo ela percebeu o que acontecia e me susurrou no ouvido, para relaxar que seria algo inexquecível!!! Não entendi, até que senti ela puxando o Roberto por cima de nós. Na verdade por cima de mim!!! Tentei sair e dizer que não topava, mas ela tapou minha boca com um beijo, segurando minha cabeça e ainda com as pernas cruzadas em minhas costas. Fiquei sem forma de sair e senti aquela anomalia do Roberto rondando meu cú! Estava assustado!! Nunca tinha dado antes, não fazia meu gosto. E sabia que para a bureta dela havia doido e muito, imagino no meu cú!! Virgem!! Roberto, lambuzou com porra e saliva que sobrava em Mara e começou a forçar. Eu me desvencilhei e disse que não!! Não estava a fim!! Ela me pediu, com jeitinho e com um olhar de cumplicidade, prometeu o que eu quizesse em troca. Ela sabia que o meu grande tesao era minha cunhadinha. A única fantasia que ela não permitia. Em troca da cunhadina?!?!? Só pedi para que fosse de uma vez. Como retirar esparadrapo de machucado!! Ela voltou a me susurrar no meu ouvido para relaxar, que me amava, que ir....Gritei feio um louco, urrei, tentei sair! Ele me segurou pela cintura e ameaçou que se escapasse iria colocar de novo!! A Mara voltou a me agarrar, colocou meu pau de volta em sua bureta, e pediu para fode-la!! Com força!!! Fazer vai e vem bem forte!!! Eu não podia, tinha um mastro no meu rabo me rasgando. Comecei bem devagar, fui relaxando e começou a ficar gostoso!! Rapidinho já estava muito gostoso, era uma sensaçao indescritivel. Entendi porque a Mara havia gemido tanto e havia pedido tanta violencia quando ele a comeu. Aquela posiçao, aquela dor, te faz senir tao possuido que tudo que você quer é continuar assim, ser cada vez mais dominado!! O Roberto já estava me fodendo com gosto e mais uma vez gozamos quase juntos. Desta vez fiquei largado. Estava todo mole. Meu cú ardia muito!!! Os dois estavam ao meu lado também deitados e descançando. De onde eu estava podia veu bem de frente, a bureta da Mara que estava cheia de porra. Não havia levantado nenhuma vez, desde que começamos. Já havia como três ou quatro gozadas ali. Escorria um pouco, e levei a mao para impedir. A Mara, que me conhecia bem, disse que havia guardado para mim! Puxou minha cabeça e me deixou chupa-la. Eu sempre gostava de chupa-la depois de gozar. Mas era a primeira vez que fazia com porra de outro. Nunca a havia visto tao molhada. Enquanto a chupava ela já tinha o cacete do Roberto na boca, que já estava por cima dela. Não tive dúvida. O agarrei por tras. Também queria enraba-lo. Meio que por vingança, por tesao, sei-la!!! A Mara estava adorando. Se colocou de quatro, e quiz fazer um trenzinho. Eu brinquei dizendo para relaxar, que eu a amava e.. Também gritou muito e pediu para tirar!!! O Roberto nem a escutava. Enquanto a prendia pela cintura, se arrumava porque eu já estava abrindo sua bunda. Entrei sem muito esforço. Creio que já estava meio acostumado. Nos fodemos mais uma vez!!! E pela derradeira vez nos largamos no tapete. Desta vez para dormir um pouco e levar Roberto ao Hotel. Nos despedimos e na semana seguinteMara saiu da empresa. Para evitar futuros envolvimentos ou situaçoes embaraçosas. Nos dois ficamos com o cú dolorido por uns dias mas tivemos momentos inesquecíveis. A história com a minha cunhadinha??? Fica para outra vez...


Comentarios
Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu voto junto com o meu comentario:


Ficha do conto

foto avatar usuario EUELA
Por: EUELA
Codigo do conto: 123
Votos: 0
Categoria: Cornos-Cuckold
Publicado em: 11/08/2002

×

OPS! Para votar nesse conto voce precisa efetuar o login


Este site contém contos eroticos, fotos e videos destinados exclusivamente ao público adulto.
Ao acessá-lo, você declara que tem no mínimo 18 anos de idade e que no país onde você esta acessando esse conteúdo não é proibido.
© 2005-2019 - CasaDosContos.com - Todos os direitos reservados