Logo casa dos contos
Esqueceu a sua senha? Clique Aqui

Principal Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco
Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco Login

AVENTURAS DE MARI 2: A Gata e o Vigia Noturno...

Por: Denis - Categoria: Cornos-Cuckold

Aventuras de Mari 2: A GATA E O VIGIA NOTURNO

por: Denis


AVENTURAS DE MARI 2: A GATA E O VIGIA Mari,como eu já relatei no conto anterior(Fodida por um Caminhoneiro) é muito atraente e fogosa.Quando passeio com ela,vestindo principalmente aquela calca jeans desbotada e justinha(azul clara),não há homem que resista e sempre dá uma olhadinha babando por aquele corpo gostoso,que qualquer um gostaria de foder(eu particularmente adoro saber que minha gata está sendo observada e sendo objeto de fantasia para outros machos). Mas vamos ao que interessa,a estória de fato: Certa vez,propuz a seguinte fantasia para Mari.-Gostaria que voce trepasse com um vigia noturno,que tal,meu amor...Mari me respondeu:-Que idéia interesante e excitante,confesso que uma vez já pensei em fazer isso,mas nunca tive coragem de te pedir.Que bom que voce sabe perceber,sentir e entender os meus desejos,é claro que eu QUERO!!! Vale dizer que onde moramos há muitas firmas(pequenas empresas) e em quase todas fica sempre alguém para cuidar. Numa noite agradável de sábado,saímos com meu carro em busca do vigia para a Mari(é óbvio que teria que ser um macho do gosto dela).Rondamos em vários locais até que Mari me intervem e diz:-Olha aquele ali?! Topamos com uma firma de porte médio,meio isolada de qualquer avenida ou rua principal e com pouca iluminacão.O que chamou a atenção de Mari foi o perfil do vigia noturno (um rapaz castanho claro,encorpado e com cara de sem-vergonha).Fiz uma nova manobra com o meu carro,retornei a mesma rua e parei um pouco mais atrás a certa distancia do posto de observação do vigia.Mari desce do carro,segue em direção da guarita,passa lentamente a frente(sem parar),o vigia a percebe e não acredita no que ve:aquele monumento de mulher dando sopa no pedaço (com sua calca jeans coladinha e uma blusinha de alcinhas e curtinha onde sua barriguinha sexy fica a amostra)-Qualquer homem pensaria:-Era tudo que eu queria! Então ele sai para fora,comeca a mexer com ela(assobia) e diz:-Ei,gostosinha?! Mari se faz de difícil e não dá bola.Ele tenta de novo:-Oi gracinha?!Mari desta vez pára,dá uma olhada pra traz e pergunta(sinicamente): - O que voce quer? Vigia(disfarça): -Porquê voce está andando por este lado tão tarde da noite?(Já era quase uma hora da madruga).Ela chega perto dele e responde: - Estou procurando algo diferente pra fazer.Vigia:-Diferente,como assim?! Mari:- Voce já ouviu falar de aventuras sexuais?Vigia:-Eu já,porque...voce tem uma?Mari:- Sim,eu sempre tive vontade de saber de como é transar com um homem que trabalha como vigia noturno e que tal voce "matar" a minha curiosidade?Vigia:-Puxa,voce parece bem louquinha mesmo! Então venha,vamos entrar na guarita porque já estou com o pau duro e doido para realizar a sua fantasia. Já lá dentro,ficaram num quartinho(pequeno)de fundos.Mari como sempre com sua bolsa,tira a camisinha e aproveita para ligar o gravador(para que eu possa apreciar depois suas sacanagens). Os dois se iniciam com um beijo de língua ardente que sai da boca e percorre os rostos e pescoços de ambos,cada um chupa a língua do outro,lambem-se,se lambusam,mordem as orelhas.Mari começa a desabotoar a camisa do uniforme do vigia. Ela se depara com um peito musculoso e peludo,beija-o explorando e excitando cada vez mais aquele homem,descendo com sua ardil língua os veios do macho que ela escolheu para se dar.Ela com suas mãos já anciosas,está próxima daquilo que mais deseja: Sentir o volume do cacete flamejante pelo qual irá satisfaze-la e abrandar o fogo que advém dos orifícios de seu quadril gostoso.A calca do vigia estava abaixada,era só ela e uma cueca a desvendar.Delicadamente Mari puxa pelas bordas a cueca do vigia e desponta direto para sua boca um membro ereto e duro.Prontamente ela não resiste e começa a chupa-lo e mamar o sugo liquido e gosmento de um homem que só fala:-Vai sua safada ,chupa este cacete,engole ele é todo seu... Mari fica uns 20 minutos chupando-o,até que ela se levanta,fica de pé,vira de costas e pede:-Me enraba por traz!O vigia passa a sua mão na buceta dela e percebe:-Nossa,voce está com a sua xereca bem quentinha e toda melecada!!!To doidão para enfiar aqui dentro.Mari:-Então enfia,é o que mais eu quero!!(O vigia põe a camisinha rapidamente).Ele mete nela,ela geme e responde:-Ah!Que gostoso(de fato é um vai e vem alucinante para os dois).A buceta dela está tão molhada que o pal do vigia não pára dentro dela,até que sem querer,seu cacete naturalmente vai para um outro lugar(que também está bastante úmido e maleável para penetrar).E num só golpe ele a penetra violentamente no cú saliente da GATA. Mari grita:Aaahh!!!NÃO,Aaaaiiii!!!Assim Nãããoo!...Aos poucos ela vai cedendo,o não dela se torna em...- Ah...assim,vem...vem...mete mais...mete fundo...Vaaaaiii...!!! Cada vez mais rápido ele vai escavando o cú dela,fincando e ficando cada vez mais fácil de curra-la.Os dois chegam ao êxtase total e gozam juntos no anus (da bela Mari).Que delícia,que maravilha.Após este momento supremo,ambos ficam estáticos por um tempo,ele tira o seu cacete e neste momento,Mari dá um outro grito:-Aaaii!!! Mas só que desta vez ,de DOR! Ambos se ajeitam,se arrumam,colocam suas roupas e o vigia faz um comentário:-Olha gata,foi a transa mais gostosa e surpreendente que já tive! Logo após Mari se despede dele,volta ao carro(onde estou a esperando) e vamos para casa.Chegando em nosso lar desfrutamos de mais uma transa gozando juntos com o fundo sonoro da gravacão e a evidencia de nossa realizacão.Mari sabe me dar tesão,ela é demais... OBS. Não é ficção.

Denis e Mari(Curitiba).


Comentarios
Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu voto junto com o meu comentario:


Ficha do conto

foto avatar usuario Denis
Por: Denis
Codigo do conto: 114
Votos: 0
Categoria: Cornos-Cuckold
Publicado em: 04/08/2002

×

OPS! Para votar nesse conto voce precisa efetuar o login

Mais contos desse usuario

AVENTURAS DE MARI 1: Fodida por um Caminhoneiro.

AVENTURAS DE MARI 3: SURUBA NO GALPÃO...


Este site contém contos eroticos, fotos e videos destinados exclusivamente ao público adulto.
Ao acessá-lo, você declara que tem no mínimo 18 anos de idade e que no país onde você esta acessando esse conteúdo não é proibido.
© 2005-2019 - CasaDosContos.com - Todos os direitos reservados