Logo casa dos contos
Esqueceu a sua senha? Clique Aqui

Principal Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco
Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco Login

Meu caso com um Guru (parte 1)

Por: casauser6655 - Categoria: Gays

Essa história se passou quando eu tinha 19 anos, ainda estava cursando o 3º ano do segundo grau. Essa foi minha primeira experiência homosexual que tive. Tinha muitas duvidas na cabeça, que carreira seguir, minha namorada reclamava que eu nao tinha muito tempo para ela, tinha que estudar, meus pais me cobravam muito que eu me engresasse na faculdade, …, até que um dia uma amigo me falou de um vidente, um Guru, desse que colocam cartas, leem as maos, poderia me ajudar a resolver alguns desses meus problemas. Eu nao era muito de acreditar nessas coisas, mas como esta precisando anotei o telefone e liguei e me atendeu um cara, Carlos, pela voz deveria ter uns 30 e poucos anos, falei que tinha sido uma amiga que tinha me dado o telefone dele e queria marcar uma consulta, ele foi muito condial ao telefone e disse que poderia me atender dois dias depois as 19:00 hs. Combinado tudo, me disse quanto cobrava e eu falei que naquela hora estaria lá. No dia marcado, nao comentei nada com ninguém onde iria aquela noite, somente minha amiga estava sabendo de tudo. Peguei o carro e fui ao tal endereço, que mais ou menos sabia onde estava. Chegando lá, tinha umas duas mulheres esperando antes de mim, sentei e fiquei esperando ser atendido. Me senti assim meio que constrangido mas pensei, ja que estou aquí vou esperar para ver no que da. Carlos atendeu as duas mulheres primeiro e logo veio e me mandou passar. Era uma edicula no fundo da casa, onde tinha uma mesa e cadeiras e ele estava vestido como um pai de santo. Mandou eu sentar e começou a cortar o barralho e puxando as cartas me disse que tinha uma mulher que tinha feito um feitiço para mim e que eu iria precisar fazer um trabalho para desmanchar aquilo e se eu queria fazer agora, já que nao tinha mais ninguém para ser atendido. Eu perguntei quanto iria me custar e ele falou que depois a gente falava de dinheiro, e eu topei na hora. Ele me mandou passar para um outro comodo todo escuro e que tirasse a roupa, assim o fiz, ficando só de cuecas. Tinha algumas velas no chao, e ele me fez entrar em um circulo feito com giz, fiquei em pé e logo me cobriu com um lençou branco. Nao via muito bem o que se passava pois nao tinha luz(somente uma vela acesa). Senti que ele começava o ritual. Ele me mandou tirar a cueca e ficou passando uma vela na minha cabeça por cima do lençou e fazendo como se estivesse medando um passe. Logo senti sua mao nas minhas pernas por baixo do lençou que foram subindo por entre as coxas ate chegar no meu pau. Eu levei um susto, depois ele entrou embaixo do lençou e começou a me chupar as pernas e meteu meu pau na sua boca, na hora fiquei a mil, dei uma olhada para baixo e vi que ele também estava pelado, isso me deixou louco. Ele ficouum bom tempo me chupando e passava a mao no meu cu, depois ele me virou e começou a me lamber o cu e a me masturbar, eu nao acreditava no que estava sentindo, era uma sensaçao muito boa. Logo ele tirou o lençou e começou a me morder no pescoço e a esfregar o pau dele, que estava duro na minha bunda, eu fiquei sem reaçao, somente saboreando aquele momento. Foi quando ele mesmo em pé, me inclinou um pouco para frente e começou a tentar me penetrar. Como meu cu ja estava cheio de saliva dele, e o pau dele nao era muito grande, a coisa fácil para entrar a cabeça, mas mesmo assim senti um pouco de dor. Ele seguiu metendo tudo dentro do meu rabo até o final, ate sentir os pentelhos dele encontarem na minha bunda. Eu estava sentindo um tesao tao grande que nunca tinha sentido. Me agarrou pela cintura e logo ele começou a entrar e sair e com a outra mao me batia uma punheta e roçava a barba mal feita no meu pescoso, quando em vez dava umas mordidinhas na nuca e orelhas. Eu me sentia uma vendadeira puta, cheia de tesao e dava umas reboladas para ajudar na tarefa dele. Que gostoso estava, sentia arrepios, eu ali em pé levando uma pica bem dura no rabo, eu nao queria que o tempo pasasse, eu adorei ate que ele foi aumentando o ritimo das estocadas e nao aguentou mais, gozou muito dentro do meu cu e eu também gozei na mao dele. Coloquei minha roupa e na hora que estava saindo ele me disse te espero para a próxima, mas a próxima conto depois. Beijos a todos.

Comentarios
Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu voto junto com o meu comentario:


Ficha do conto

foto avatar usuario casauser6655
Por: casauser6655
Codigo do conto: 1002
Votos: 0
Categoria: Gays
Publicado em: 12/08/2014

×

OPS! Para votar nesse conto voce precisa efetuar o login

Mais contos desse usuario

Meu caso com o Guru (parte 2)


Este site contém contos eroticos, fotos e videos destinados exclusivamente ao público adulto.
Ao acessá-lo, você declara que tem no mínimo 18 anos de idade e que no país onde você esta acessando esse conteúdo não é proibido.
© 2005-2018 - CasaDosContos.com - Todos os direitos reservados