pimentinha: a primeira vez... de muitas


BY: pimentinha
oiii. vou me apresentar aki como "pimentinha". tenho 1,53 de altura,hoje tenho 54 kg, cabelos castanhos quase pretos, bundao e pernao, seios pequenos,sintura fina. sempre fui muito muleca, brincava mais com os meninos do que com meninas,pq gostava mais das brincadeiras e do jeito que os meninos eram. mais com o passar do tempo eu fui crescendo e os meninos tambem... fui me desenvolvendo e chamando a atençao, muita atençao. varias vezes fiquei com vergonha, constrangida e com raiva. mais enfim, a genetica estava ao meu lado.
na adolecencia eu comecei a ficar com os meninos e sempre rolava um sarro gostoso (ohhh epoca boa). ia pra algum lugar escuro e começa nos beijinhos, de repente ja estava grudada na parede com o carinha esfregando o pau em mim (por cima da calça viu). e passava a mao de cima a baixo, eu ate tentava controlar mais nao conseguia por muito tempo, parecia um polvo. e nao tinha jeito eu ficava toda molhada e com as pernas moles. sarrava o pau ... apertava a bunda com uma mao e com a outra brincava nos meus seios... a boca descia e subia entre a boca o pescoço e o colo e algumas vezes no seio. depois de um tempo ja nao estava mais me aguentando de tanto tesao. ja estava a ponto de agarrar algum cara na rua e perder a virgindade rsrsrs. mais eu era muito sismada: e se ele so me comer e nunca mais me procurar e ainda sair contando pra todo mundo que ele era o cara que conseguiu finalmente me comer.quem mora em cidade pequena sabe como funciona e eu ja nao tinha uma fama muito boa.rsrsrs
ate que arrumei um namorado logo depois do meu aniversario, ele era mais velho que eu uns cinco anos, passavamos o tempo inteiro juntos eu ia pro trabalho dele e passava o dia todo la, quando ele terminava ele me levava pra casa, ele trabalhava como treinador em um haras proximo da minha casa. gente imagina a pegada do piao rsrsrs. eu decidi ... era pra ele que eu ia me entregar por completo. estavamos namorando a tres semanas e entao falei com ele que eu queria ele por inteiro. o queria todo dentro de mim... esse homem quase morreu, todo o sangue do corpo dele deve ter subido pro rosto dele nessa hora, ele quase me devorou, me beijava me agarrava me apertava... ate que ele lembrou que estavamos no meio da rua, e apesar de ser bem tranquilo ainda podia passar alguem. eu fiquei com a boca ardendo por causa do beijo. quando chegamos na minha casa ele tentava se controlar mais ele estava agitado e inquieto.quando deu o horario ele se despediu da minha familia, e fomos em direçao ao portao, como sempre faziamos, era a hora em que realmente ficavamos juntos e com mais liberdade. ele me disse que ele passou mal a noite td, que nunca uma noite tinha demorado tanto pra passar, e que ficou de pau duro a noite toda...
ele me pegou pela mao e me levou pra tras de um banheiro que tinha ducha e ficava mais afastada da casa, ele me disse que ia ser carinhoso e que quando doesse era pra falar que ele parava, e que primeiro ele ia me preparar.como assim me preperar? eu perguntei. entao ele respondeu: vou te fazer gozar na minha boca.. no meu dedo e na cabecinha do meu pau. nossaaaa, quando ele falou isso eu quase desmaei de tesao, ja estava toda molhada e mole, a ponto de ter vertigem, e entao ele fez tudo o que tinha prometido. ele me agarrou.. beijou... mordiscava os seios e ia descendo pra barriga (como ja estava bem intencionada fui de short largo e blusinha de malha) e ele foi passando os dedos na minha pepeka por cima da roupa e aos poucos foi colocando por dentro, eu nao sei quando foi que ele colocou o pau pra fora da calça jeans de tanto tesao que estava sentindo, eu nao vi. ate as minhas coxas estavam molhadas, ele colocou a boca nela e olhou pra mim.... nossa nossa nossaaaa. ele tirou a mao que estava no meu seio e colocou na minha boca, e falou shiiiiii gostosa vc ta gemendo auto. bambiei de novo. e so entao vi que ele estava ajuelhado no chao com a minha perna direita no seu ombro. 
eu pedi pra ele por favor me come eu nao to mais aguentando... mais ele continuava a tortura, eu me contorcia, puxava ele pelos cabelos, pela orelha, arranhava suas costas, ja estava tremendo a ponto de nao conseguir ficar em pe, implorava: por favor ... por favor eu nao to conseguindo mais... me come... gostoso.... tudo entre muitos gemidos. quando eu ja estava caindo ele se levantou e me beijou, senti o meu gosto. ele: como vc e gostosa.. sente o seu gostinho na minha boca , delicia.quando me recuperei um pouco ele pegou a jaqueta e estendeu no chao e me deitou e entao começou a pincelar o pau na minha pepeka. e aos poucos foi empurrando ate que eu senti dor e me contrair, ele parou de empurrar e ficou me beijando, quando voltei a relaxar ele empurrou mais um pouco, soltei aiiiiiiiii e ele me olhou preoculpado. quer que eu pare? perguntou. eu: nao... so dueu um pouquinho mais continua por favor...doeu mais ta gostoso. e ficamos assim mais um tempo ele me fez gozar de novo na cabecinha de seu pau. entao eu falei: enfia ele... ele empurrou e entao eu senti o meu imem se rompendo e uma dor com ardencia, ele parou e me beijava como louco, meu amor quer que eu pare? voce esta bem? ta doendo? quando a dorsinha passou eu  falei que estava bem e pedi pra ele continuar. entao ele começou a se mexer devagarzinho. eu comecei a gostar, o tesao foi voltando com tudo. e me remexia de baixo dele e fui falando pra ele aumentar o ritimo. se eu estava com muito tesao ele estava com mil vezes mais, e mesmo assim foi respeitando o meu corpo( mais do que eu , por mim ele ja estaria socando tudo dentro de mim) entao foi minha vez de torturar ele. eu gemia e falava "isso... maissss.... quero vc todo dentro de mim.... deliciaaa gostoso...  ele: amor eu nao vou aguentar vou gozarrrr.....entao saiu de dentro de mim e gozou na minha perna. nos beijamos e ficamos esperando as respiraçoes voltarem ao normal. entao escutei minha mae me chamando eu gritei de volta falando que ja ia. com muita tristeza nos despedimos. queriamos ficar mais tempo abraçados, absorvendo a magia daquele momento.  bjsss gente espero que gostemmm.





Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu vonto junto com o meu comentario:

Outros contos publicados desse mesmo autor
 


Próximo Conto

Minha primeira vez( verídico)