Corno assumido


BY: gatadanoite
Somos um casal de 42/38 , eu claro , 1,69 85 kg , e ela 1,66, morena , cabelos castanhos com 52 kg . Quando a conheci era só mais uma para eu comer , e ela como sabia que eu nada queria de sério vivia dando para seus outros namorados e para mim, com o tempo fomos nos apaixonandos e acabamos casando .Ela me deu três lindas crianças e como conseqüência sua xoxota ficou maior e mais larga do que já era , pois ela namorou um cara que foi quem tirou seu cabaço que tinha uma pica enorme ( segundo ela me conta ) e como ela "deu" muito experimentou diversos " calibres e tamanhos " . Depois de casados ela não deu mais , mais eu tenho o maior tesão quando a estou fodendo que ela conte como ela dava , como era sentir o caralhos entrando na buceta , etc. , no início ela não gostava muito , mas hoje ela conta cada coisa que é um loucura e eu gozo como nunca . Vamos contar uma história que aconteceu na realidade e que quando ela conta eu gozo muito . " Quando namorávamos , ela tinha outros cara com quem ela saía , e as sextas a noite nos no encontrávamos num clube no Rio de Janeiro onde rolava um pagode muito bom , numa destas sextas ela chegou mais tarde do que de costume mais nada notei de estranho dançávamos e eu tirando aquele sarro da bunda dela , roçando em sua xoxota e de vez em quando passando aquela mão boba e ela aceitando tudo , no final da noite ou melhor já pelas 4:00h da manhã eu a chamei para irmos ao motel e ela se mostrou um tanto quanto arredia mas eu estava com um puta tesão e queria come-la de qualquer jeito , ela acabou cedendo . Quando lá chegamos eu a despi e quando fui tirar a calcinha ela estava com um pedaço de papel higiênico eu achei estranho e ela me falou que estava terminando sua menstruação e não queria usar absorvente , não vi problema nenhum e caí de boca , chupei aquela buceta com uma vontade tremenda e a fia gozar , quando preparava para comê-la! meu pau não entrava e eu já sabia que ela tinha uma xoxota grande , e ela ajudava mas não entrava de jeito nenhum , ela com a xoxota toda molhada e com meu pau estourando mas não conseguia meter , depois de muito sacrifício consegui botar e ela falava para eu ver como ela apertada , que eu tinha um caralho muito grosso , etc , meti nela até ficar com o caralho todo machucado . Depois de alguns anos , quando confessei a ela que gostava de saber como ela fazia , que eu gostava de ser corno ela me revelou que naquela Sexta saiu com um dos namorados que tinha o pau mais grosso e que tinha metido pelo menos umas três vezes , que o papel higiênico era para a porra não escorrer e sujar sua calcinha , e que a xoxota estava apertada , porque o cara fudeu com ela de tudo que era maneira , teve que sentar , levar de quatro e tudo que era posição e que sua xoxota estava toda assada , por isto ela teve tanta dificuldade de engolir minha vara mesmo sendo bem menor do que a do outro . Resumindo fiquei sabendo que naquela tarde chupei pão por tabela e que meu caralho não era aquele ferro que entrou com tanta dificuldade . Se por acaso você tenha gostado deste relato , me envie um e-mail contando suas transas e poderemos manter contato e quem sabe algo mais , adoro saber que sou corno e que minha mulher é uma puta .



Foto 1 do conto: Corno assumido



Comentarios
Parabéns! Relato excitante e gostoso!! Nota 10. Comentado por:jaquelinecesar em 20/09/2014 04:16
relato excelente,gostaria de comer tua mulher na tua frente,posso receber em búzios Rj total conforto Comentado por:carloslorran em 23/04/2015 06:29
carlos.lorranbol faça contato tenhoa algo apara vc abraços carlos Comentado por:carloslorran em 14/12/2015 05:42
parabéns. lindo conto. isso é maravilhoso. ser corno e gostar de ser... puta tesão Comentado por:carloshidrele em 11/06/2016 06:03
Excelente conto, querida Gata da noite. Agradeço sua visita à minha pagina. Beijinhos Comentado por:HelgaShagger em 02/08/2016 12:18
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu vonto junto com o meu comentario:

Outros contos publicados desse mesmo autor
4 - Champagne
5 - A praia
 


Próximo Conto

Casamento em crise