DE VOLTA A FAZENDA, AGORA COM O CAVALO


BY: betoleandro
OLÁ PESSOAL ESTOU DE VOLTA, OS ANOS PASSAM AS LEMBRANÇAS FICAM,MUITOS DE VOCES JA ME CONHECEM, SOU RITA, PARA QUEM JA LEU MEUS CONTOS, MEU AVÔ ESPECIAL 32 CM, JA SABEM QUE CARALHOS GRANDES SÃO MINHA OBSEÇÃO, TIVE A FELICIDADE DE ENCONTRAR EM MEU AVÔ O PRAZER SUPREMO DO SEXO, AGORA QUE JA ESTOU FORMADA EM VETERINARIA, RETORNEI A MINHA CIDADE, ONDE MONTEI MINHA CLÍNICA, MEU AVÔ FOI QUEM PAGOU TODAS AS DESPESAS E COMPRA DOS APARELHOS, ELE ME FALOU QUE ESTE FOI O MELHOR PRESENTE QUE EU PODIA RECEBER, POR LHE PROPORCIONAR MUITO TESÃO EM SUA VELHICE, EU NÃO TENHO PALAVRAS PRA AGRADECER POIS ELE É UM AMANTE INVEJAVEL ALEM DE TER UM CACETE QUE ME ALUCINA COM 32 CM DE PURA FELICIDADE, POIS BEM, MINHA VIDA AGORA ÉSTA MUITO OCUPADA, QUANDO NÃO ESTOU ATENDENDO NA CLÍNICA SOU CHAMADA A IR NAS FAZENDAS, PARA EXAMINAR OS ANIMAIS,QUASE NÃO TENDO MAIS TEMPO PARA ME DEDICAR AO MEU AVÔ QUE TANTO AMO, QUANDO TENHO UMA FOLGUINHA CORRO PARA JUNTO DELE, QUE SE DESMANCHA EM ALEGRIA AO ME VER, PRATICAMENTE QUASE JA VOU TIRANDO A ROUPA AO CHEGAR NO TERREIRO DA CASA, DE TANTA VONTADE DE TER AQUELES 32 CM DENTRO DE MIM, VOVÔ AGORA MAIS VELHO, JA NÃO CONSEGUE FICAR HORAS ME FUDENDO COMO ANTES, MAIS BOM AMANTE QUE SEMPRE FOI, AINDA CONSEGUE, DUAS OU TRES GOZADAS EM SUA NETINHA GOSTOSA, ESTES DIAS ELE ME CHAMOU PARA OLHAR UM DE SEUS CAVALOS QUE SE MOSTRAVA DOENTE, FUI ATE A FAZENDA, JA ERA FINAL DE TARDE, ELE ME ESPERAVA NA VARANDA DA CASA, MAL DESCI DO CARRO ELE JA FOI FALANDO QUE EU ESTAVA ATRAZADA, E O CAVALO AGORA JA NÃO QUERIA MAIS COMER, FOMOS AO GALPÃO ONDE ELE USA PARA ACOMODAR OS ANIMAIS, AINDA SE ENCONTRAVA TRABALHANDO O PEÃO PEDRO, QUE TEM UNS 38 ANOS ALTO BRAÇOS LONGOS, TRABALHAR COM MEU AVÔ DESDE PEQUENO, ELE ME COMPRIMENTOU E EM SUAS PALAVRAS SIMPLES ME PERGUNTA, AGORA A MOÇA É DOUTORA, SEU AVÔ ME FALA MUITO NA SENHORA, FALEI QUE ME FORMEI, NISSO PERCEBO QUE SEU OLHAR ESTAVA DIRECIONADO A MINHAS PERNAS, POIS TENHO AS COXAS BEM TORNEADAS, MINHA CALÇA JEANS DEIXA MUITO APARENTE, OLHEI PARA O MEIO DE SUAS PERNAS E PERCEBI QUE ELE ESTAVA DE PAU DURO, MOSTRANDO UM VOLUME ENORME, ACREDITO QUE ELE NÃO ESTAVA USANDO CUECAS, ELE PERCEBEU MEU OLHAR E TENTOU FICAR DE LADO PARA ESCONDER SUA EREÇÃO, MEU AVÔ PERCEBEU SUA INQUIETAÇÃO E PEDIU PARA ELE BUSCA AGUA PARA LAVAR O LOMBO DO CAVALO QUE TINHA SANGUE SECO, AO SAIR MEU AVÔ ME FALOU, ESTE POBRE RAPAZ NÃO ARRANJA NAMORADA, POIS TEM A FAMA DE NENHUM MULHER QUERER SE DEITAR COM ELE, POR CONTA DA GROSSURA DO SEU CACETE, LHE FALEI VÔ TA ME FALANDO QUE ELE TEM MAIS CACETE DO QUE O SEU, ELE DISSE, EM COMPRIMENTO NÃO, MAIS EM GROSSURA É UM CAVALO, CERTA VÊS VI ELE AQUI FUDENDO UMA EGUA, SEU CACETE ENCHIA A VAGINA DA EGUA, SENTI UMA PONTADA NA VAGINA, SINAL DE QUE QUERIA AVERIGUAR AQUELA HISTORIA COM DETALHES, FALEI AO MEU AVÔ QUE O CAVALO, DEVIA TER SIDO MORDIDO POR MORCEGOS, E COMO ESTES BICHOS TRANSMITEM DOENÇAS, UMA DELA E A RAIVA, POR ISSO O CAVALO ESTAVA INDISPOSTO, IRIA LHE APLICAR UMA INJEÇÃO E LOGO ELE ESTARIA BEM, O PEDRO VOLTA COM UM BALDE DAGUA, PEDI PARA ELE LAVAR O SANGUE QUE TINHA SECADO NO LOMBO DO CAVALO, ENQUANTO ELE FAZIA O TRABALHO FIQUEI EXPLICANDO A VOVÔ QUE O CAVALO IA PRECISAR DE UM TEMPO ATE A INJEÇÃO FAZER EFEITO, POIS DO CONTRARIO TERIA QUE ISOLAR ELE DOS DEMAIS, POIS EM CASO DE RAIVA ELE PODERIA MORDER OS DEMAIS, TERMINADA A LIMPESA DO SANGUE PELO PEDRO, EXAMINEI O LOCAL E TINHA REALMENTE A MARCA DOS FUROS DOS DENTES DO MORCEGO, ESTERELIZEI COM ALCOOL E IODO, APLIQUEI A INJEÇÃO E SENTEI NUM TRONCO DE MADEIRA QUE TINHA AO LADO, AO ME SENTAR, FIQUEI COM AS PERNAS SEMI ABERTAS, QUE DELINEAVA O FORMATO DA MINHA BUCETA, O PEDRO NÃO TIRAVA OS OLHOS DE MIM, ESTAVA HIPINOTIZADO, VOVÔ SE DIRIGIU PRA ONDE EU ESTAVA, ME OLHOU TAMBEM NO MEIO DA MINHAS PERNAS SEUS OLHOS BRILHARAM, AO SENTAR-SE A MEU LADO PERCEBEU QUE O PEDRO ESTAVA PARALIZADO OLHANDO PRA MIM, TOSSIU E FALOU, PEDRO PODE LEVAR O RESTO DAGUA E JOGAR FORA, APROVEITE E VEJA SE PRECISA COLOCAR MAIS RAÇÃO PARA OS ANIMAIS, HOJE ELES QUASE NÃO SAIRAM DO GALPÃO, AO SAIR O PEDRO AINDA OLHOU PARA MIM, COMO QUEM PEDIA ALGUMA COISA, DE ONDE ESTAVAMOS VIMOS QUE ELE COLOCAVA RAÇÃO NAS COCHEIRAS DE CADA ANIMAL, ALI MEU AVÔ TEM UMA VARIEDADE , CAVALOS, EGUAS, MULAS E ATE UM JEGUE MUITO GRANDE, QUE ELE COMPROU NA BAHIA DE UMA RAÇA ESPECIAL, QUE USA PARA CRUZAR COM AS EGUAS PARA PRODUZIR OS BURROS QUE SÃO FRUTOS DESTE CRUZAMENTO, FICAMOS OBSERVANDO A REAÇÃO DA INJEÇÃO NO CAVALO, FALEI PRA MEU AVÔ QUE IA DEMORAR UM POUCO, NISSO O PEDRO VEM ATE NÓS E INFORMA QUE JA VAI PRA SUA CASA, QUE NÃO FICA MUITO LONGE DO GALPÃO, PERGUNTA SE AINDA PRECISA DELE, VOVÔ FALOU QUE PODI IR, POIS IA FICAR COMIGO MAIS UM POUCO OBSERVANDO O CAVALO, E ELE SAIU, NÃO DEMOROU MUITO VOVÔ FALOU QUE ESTAVA COM SAUDADES, QUE EU AGORA ESTAVA DEMORANDO A VIR LHE VISITAR, FOI LOGO ALISANDO MINHAS COXAS,COMO UM MENINO , NÃO PERDI TEMPO E PASSEI A MÃO SOBRE SEU CACETE, QUE JA ESTAVA FICANDO DURO, PDIU PARA EU ME LEVANTAR POIS QUERIA ME ABRAÇAR, LEVANTEI-ME JUNTO COM ELE, QUE JA FOI FICANDO PRO TRAZ ME ABRAÇANDO E ALISANDO MEUS PEITOS, PASSEI A MÃO PARA TRAZ E SEGUREI MEU LOCOLOSSO POR CIMA DA CALÇA, ESTA DURO COMO UMA ROCHA, ELE BEIJOU MEU PESCOÇO, ME CAUSANDO UM ARREPIO QUE TODOS OS PELOS DO CORPO SE ERGUERAM, SUBIA MINHA BLUSA E ALISOU MEUS PEITINHO QUE ESTAVAM DURINHOS, COMENTOU SAUDADES DE VOCE MINHA QUERIDA, PASSO AS NOITES DESEJANDO VOCE COMIGO, JA NÃO É MAIS COMO ANTIGAMENTE, QUE VOCE CORRIA PRA FICAR COMIGO, VÔ NEM SEMPRE POSSO SAIR COMO ANTES, AS VESES FICO NA CLINICA ATE TARDE DA NOITE, QUANDO SAIO, ESTOU EXAUSTA, MAIS SAIBA QUE TAMBEM SINTO MUITO SUA FALTA, FOI DESAFIVELANDO O CINTO DA MINHA CALÇA, ENTÃO LHE DISSE, VÔ O PEDRO PODE ESTA AINDA AI FORA, VAMOS DEIXAR PARA QUANDO CHEGAR EM CASA, ELE ME DISSE, TA NADA, COM CERTESA ESTA EM CASA TOCANDO PUNHETA PENSANDO EM VOCE, VI COMO ELE TE OLHAVA, VÔ NÃO ME DIGA QUE ESTA COM CIUMES, SO ESTOU DEFENDENDO MINHA PRINCESA DE QUALQUER, INTRUSO, NISSO ELE FOI ARRIANDO MINHA CALÇA, QUE JA DESCEU JUNTO COM A CALÇINHA, SENTI MINHA VAGINA UMIDA, PASSEI MÃO E ESTAVA JA TODA ENSOPADA, PEDI PARA CHUPAR SEU CACETE. ELE ARRIOU A CALÇA, MOSTRANDO SEU CACETÃO BEM DURO, ME ABAIXEI E COLOQUEI NA BOCA, NÃO MUITO PORQUE É MUITO GROSSO E GRANDE, MANTIVE NA BOCA SUGANDO O QUE PODIA, TIREI DA BOCA MEU CARALHO PREFERIDO, FIQUEI PASSANDO A LINGUA NO CANAL DA URETA,SAIA UM LIQUIDO FININHO ADOÇICADO QUE TANTO GOSTO, LEVANTEI-ME E PEDI PARA A GENTE ENTRAR NA COCHEIRA DO CAVALO, POIS ASSSIM SE ALGUEM ENTRASSE NO GALPÃO NÃO IA NOS VER, , ELE CONCENTIU, ABRIMOS A CANCELA E ENTRAMOS, O CAVALO JA DEMOSNTRAVA ESTA MELHORANDO COM A NOSSA PRESENÇA AFASTOU-SE UM POUCO DE NÓS FICANDO NO CANTO DA COCHEIRA, APROVEITEI O ESPAÇO E ESTENDI MINHA MÃOS NA PAREDE, VOVÔ MESEGUROU PELOS QUADRIS, ME PUXANDO PARA JUNTO DELE, O CONTATO DO SEU CACETE EM MINHAS COXAS ME FEZ GEMER, AAANNNN , AAAANNNNNN, ELE PASSOU CUSPE EM SEU CARALHO E FOI GUIANDO PARA A ENTRADA NA MINHA BUCETA, QUE A ESTA ALTURA, SE CONTRAIA E DEIXAVA ESCORRER MEU LIQUIDO, PINCELOU PRA CIMA E PRA BAIXO, ME DEIXANDO LOUCA, DEI UM GRITINHA, AI VOZINHO, NÃO ME TORTURA ELE DEIXOU O CACETE PRESO EM MINHAS COXAS, ME DEU UM ABRAÇO FORTE, SEU CACETÃO ATRAVESSOU MINHA COXAS, FICANDO A CABEÇONA EXPOSTA ENTRE MEUS LABIOS DA VAGINA, BEIJOU E DEU UMA MORDINHA DE LEVE EM MEU OMBRO, AQUILO FEZ EU TREMER, EMPURREI A BUNDA PARA TRAZ E PEDI, VAI ,VAI VOZINHO ME COME TO ARDENDO POR DENTRO DE TANTO DESEJO, NISSO ELE SE AFASTOU DE MIM, E SENTI SEU CACETÃO NA ENTRADINHA DA MINHA BUCETA, PELA QUANTIDADE DE LIQUIDO QUE EU EXPELIA, ELE NÃO TEVE DIFICULDADE DE ENFIAR SEU CACETE, SENTI MINHA COXAS SE ABRIR PARA DAR PASSAGEM AO SEU CACETÃO, OI ENFIANDO SEM PARAR ATE QUE SENTI SEUS PETELHOS ENCOSTAR EM MINHA BUNDA, AI MEU DEUS, QUE DELICIA VOZINHO TER VOCE DENTRO DA MINHA BUCETA, ELE COMESSOU A SOCAR FORTE, NÃO ESSISTI E COMESSEI A REBOLAR, CADA SOCADA QUE ELE DAVA EU ACOMPANHAVA SEU MOVIMENTO, MINHAS PERNAS SE ABRIA CADA VES MAIS, MEUS PÉS SAIAM DO CHÃO, COMESSEIA GRITAR, AAIII, AAAI VOZINHO, UUUIIIII UUUUIIII, QUERO TUDO VOZINHO, ELE MEDISSE JA ENTROU TUDINHO QUERIA, ENTÃO FALEI TIRA E ENFIAR NOVAMENTE, ASSIM NUNCA VAI FALTAR PICA ENTRANDO E SAINDO, ELE ME ENTNDIA, TIRAVA ATE A CABEÇONA E ENFIAVA NOVAMENTE, OLHEI E VI QUE O CAVALO, PARECIA ESTA GOSTANDO DE NOS VER TREPAR, SEU CACETÃO COMESSOU A SAIR DA CAPA, FICANDO TOTALMENTE EXPOSTO, ALI SIM, SERIA PAREIA PRA VOVÔ, ELE ME PUXAVA COM TANTO FORÇA QUE EU FICAVA SUSPENSA DO CHÃO, COMESSEI A GOZAR E GRITAVA FEITO .LOUCA, VOZINHO TO GOZANDO, AAAIIII, UUUUUI, AAAAAIIIII, AAAAAIIII, UUUIIIIII HO,HO,HOOO,LEVANTEI UM POUCO A CABEÇA, E VI QUE NA JANELA QUE TINHA A NOSSA FRENTE A CABEÇA DO PEDRO QUE NOS OLHAVA, SEUS OLHOS ESTAVAM VIDRADOS EM NÓS, QUIS FALAR PARA VOVÔ MAIS DEIXEI ELE APROVEITAR NOSSA FODA, O CAVALO ESTAVA IMPACIENTE, SEU PENIS AGORA SE LEVANTAVA INDO DE ENCONTRO A SUA BARRIGA, FAZIA UM BARULHO QUANDO TOCAVA A SUA BARRIGA, MEU GOZO CHEGOU COMO NUNCA, ACHO QUE PELO FATO ESTA SENDO FUDIDA PELO MEU VOVÔ CACETUDO E SENDO OBSERVADA, PR DOIS MACHOS, O CAVALO E PEDRO, NISSO VOVÔ AVISOU, QUERIDA VOU GOZAR, HOJE VOU DEIXAR VOCE CHEIA DE MINHA PORRA, FALEI QUE QUERIA TODA SUA PORRA DENTRO ME MIM, SENTI OS JATOS QUENTES, EU ESTAVA COM AS PERNAS BAMBAS, TREPAR COM VOVÔ DE DEIXA TODA MOLE, VOVÔ TIROU SEU CACETE QUE AINDA ESTAVA DURO, APROVEITEI PARA LIMPAR OS NOSSOS SEMEM, ELE MAU SE SEGURAVA EM PÉ, PEDIU PRA GENTE VOLTAR PARA O TROCO DE MADEIRA E NOS SENTAR, LEVANTEI MINHA CALÇA E SAIMOS DA COCHEIRA, OLHEI NOVAMENTE PARA A JANELA, NÃO VI O ROSTO DO PEDRO, COMO JA ESTAVA ESCURECENDO PEDI PRA VOVÔ ACENDER UMA LUZ, ELE ACENDEU E FALOU QUE PRECISAVA IR PRA CASA, PARA LIBERAR A EMPREGADA, POIS JA ESTAVA FICANDO TARDE, ENTÃO LHE FALEI QUE IA FICAR UM POUCO MAIS OBSERVANDO O ESTADO DO CAVALO, ELE PEDIU PARA QUE EU NÃO DEMORASSE MUITO, QUALQUER COISA ELE VINHA COMIGO MAIS TARDE, QUANDO ELE SAIU, PASSADO UNS MINUTOS, ENTRO NA COCHEIRA, EU ESTAVA ALISANDO O DORSO DO CAVALO QUANDO PERCEBO A PRESENÇA DE ALGUEM, ERA O PEDRO, FALEI NÃO VI VOCE CHEGAR, ME FIZ DE BOBA, E FALEI, VOCE NÃO TINHA IDO PRA CASA, ELE RESPONDEU, NÃO FUI, AINDA ESTAVA AÍ FORA, QUANDO VOCE DEIXOU SEU AVÔ TIRAR SUA ROUPA, NUNCA PENSEI QUE O VELHO AINDA DESSE NO COURO, RESPONDI, MELHOR QUE MUITOS GAROTÕES, E O CACETE QUE ELE TEM NÃO E PRA QUALQUER UM. ELE ME OLHOU E FALOU, VERDADE MOÇA, PELO QUE VI VOCE AGUENTA PICA COM VONTADE, NISSO ELE ALISA SEU CARALHO, QUE JA FAZIA VOLUME EMBAIXO DA CALÇA, PENSEI COMIGO NÃO POSSO PERDER ESTA OPORTUNIDADE DE VER O CARALHO DESTE HOMEM QUE AS MULHERES FOGEM DELE CONFORME FALOU MEU AVÔ, ME APROXIMEI DELE E FALEI, VOCE QUER ME FUDER, SEU PAU ESTA DURO, COITADO NÃO ESPERAVA ESTA PERGUNTA, FICOU SEM FALA, PEGUEI EM SUA MÃO QUE SEGURAVA O CACETE E AFASTEI DE LEVE, DEIXA EU VER O QUE VOCE TEM AÍ, ELA NADA FALOU, NÃO TIRAVA OS OLHOS DE MIM, COMO ELE E BEM MAIS ALTO DO QUE EU SUA CINTURA FICAVA QUASE QUE ALTURA DOS MEUS PEITOS ABAIXEI SUA CALÇA DEIXANDO A MOSTRA UM SENHOR CARALHO, NÃO ERA TÃO GRANDE QUANTO DE VOVÔ, MAIS EM COMPENSAÇÃO ERA GROSSO COMO UMA COCA COLA DE LITRO, SEGUREI COM AS DUAS MÃOS PARA PODER FEXAR OS DEDOS EM SUA SIRCUNFERENCIA, DAÍ PENSEI, REALMENTE UMA MULHER QUE DEIXAR ELE ENFIAR ESTE CACETE BAI PRECISAR FAZER PERINHO PRA FEIXAR SUA BUCETA NOVAMENTE, COMO ESTA COM AQUILO PERTO DO MEU NARIZ DAVA PRA SENTIR SEU XERO DE SEXO MAL LAVADO, ARREGAÇEI O PREPUCIO DESCOBRINDO A CABEÇA, NOSSA COMO ERA GRANDE, MAIS PARECIA UMA LARANJA MIMO, ELE ESTAVA MUITO TENSO, E FALOU, MOÇA SEU RUI PODE VOLTAR, SE ELE ME ENCONTRA ASSIM, PERCO MEU EMPREGO, ESTOU AQUI DESDE CRIANÇA, LHE FALEI FICA CALMO ELE FOI PRA CASA, AVISEI QUE IA DEMORAR, NISSO SENTI QUE ELE GANHOU CORAGEM, SEGUROU MINHA CABEÇA E FALOU, A MOÇA DEIXA EU FAZER IGUAL A SEU RUI, SEGUREI EM SUA MÃOE O LEVEI PARA ONDE TINHA UNS FARDOS DE FENOS, PEDI PARA ELE SEGURAR MEUS PEITOS, ELE PASSOU A MÃO SOBRE O TECIDO DA BLUSA, SEGUROU FIRME, GEMI COM O APERTO QUE ELE DEU, CHEGANDO A DOER, ERGUI A BLUSA DEIXANDO OS PEITOS LIVRES, ELE SE CURVOU E COLOCOU UM DOS MEUS PEITOS EM SUA BOCA, SENTI SEU ÁLITO QUENTE, GEMI BAIXINHO, ELE ALISOU MINHA BUCETA, SENTI A QUENTURA SE SUA MÃO, PRENDI SUA MÃO COM AS COXAS, OLHAVA PRA SEU CACETE QUE AGORA SE INCLINAVA PARA CIMA, ERA GROSSO DEMAIS, COMO EU IA CONSEGUIR DEIXAR ELE ENFIAR AQUELA ROLONA EM MINHA BUCETA, IA PRECISAR DE MUITA VONTADE, NISSO ELE PEDE PARA ARRIAR MINHA CALÇA, COMO ESTAVA SENTAVA SOBRE DOIS FARDOS DE FENO, FICAVA A ALTURA DE SUA CINTURA, LEVANTEI A BUNDA DO FENO PARA FACILITAR SEU MOVIMENTO E ELE PUXOU TUDO DE UMA VÊS, AO VER MINHA BUCETA CABELUDA PASSOU A MÃO E XEROU, SEUS DEDOS TOCARAM A ENTRADA DA MINHA BUCETA SAIRAM MOLHADOS, ENTÃO ELE ME DIZ, MOÇA QUERO COMER SUA BUCETA, GELEI , E FALEI, SEU PAU E MUITO GROSSO PEDRO, NÃO VAI ENTRAR, ELE DIZ ENTRA SIM, SE ENTROU DO SEU RUI , VAI ENTRAR O MEU TAMBEM. NISSO VEIO EM MINHA DIREÇÃO, EU ESTAVA COM AS COSTAS ENCOSTADO NA PAREDE, ELE AFASTOU MINHA COXAS, VI SEU PAU SE APROXIMANDO DA MINHA BUCETINHA, PEDI PARA ELE TER CALMA, NÃO QUERIA ME MACHUCAR, ELE NADA FALOU, DEU UMA CUSPIDA ENORME NA PALMA DA MÃO E PASSOU NAQUELE CABEÇÃO, FIQUEI COM MEDO, NÃO SABIA SE CONSEGUIA AGUENTAR UMA PICA TÃO GROSSA, ELE ENCAIXOU E SEGUROU MINHA CINTURA, DEU UM EMPURRADA E SEU CARALHÃO FICOU NA ENTRADA DA MINHA BUCETA, ABRI MAIS AS COXAS, SEU CORPO FICOU MAIS LIVRE, ELE PERGUNTOU SE PODIA CONTINAR, FALEI QUE FOSSE DEVAGARINHO, SENTI MEU CORAÇÃO ACELERAR, ESTAVA PRESTEA SER ARROMBADA, MESMO TENDO TRANZADO ANTES COM VOVÔ A CABEÇONA NÃO ENTROU, ELE ME PUXOU COM MAIS FORÇA, AI ENTROU, DEI UM GRITO AAAAAIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII, PARA,PARA, ESTA ME RASGANDO, QUE DOR, PARECIA SER MINHA PRIMEIRA VÊS, ME AGARREI A SEU PESCOÇO, ELE ENTENDEU COMO UM CONVITE, ENFIOU MAIS UM PEDAÇO, QUASE DESFALECI, TENTEI EMPURRAR ELE, NÃO TIVE COMO, SEUS BRAÇOS LONGOS ME SEGURAVA FORTE, ELE DEU MAIS UMA SOCADA, E VI TODO AQUELE MONSTRO DESAPARECER DENTRO NA MINHA BUCETA, GRITEI UI,UI,AI,AI,AI, AGORA JA NÃO SENTIA MAIS DOR, TRANSFORMOU-SE EM PRAZER MORDI SEU OMBRO, CRUZEI MINHA PERNAS EM SUA CINTURA, MAL ELE CONSEGUIA DE MEXER DENTRO DA MINHA BUCETA, ESTAVA PRESO PELAS MINHAS PERNAS, AI,MEU DEUS, VOU MORRER PEDRO, SOCA MAIS, AI,AI,AI,UI,UI,UI, NISSO ALIVIEI A PRESSÃO DE MINHAS PERNAS,AGORA ELE SE MOVIMENTAVA COM MAIS FACILIDADE, ENFIAVA E TIRAVA SEU CACETÃO, ATE SAIR A CABEÇONA QUE AGORA PARECIA ESTA MAIS, ESTAVA TODA ALARGADA, MINHA BUCETA OS LABIOS DA VAGINA FORMAVA UM ANEL EM VOLTA DO SEU CARALHO, MAIS PARECIA UMA LUVA QUE SE PRENDIA EM SEU MONSTRO, MEU GOZO SE APROXIMOU, QUERIA PROLONGAR O MAXIMO POSSIVEL, MAIS NÃO CONSEGUIA MAIS, POIS A SENSAÇÃO ERA INDESCRITIVEL, ELE ACELEROU, TUDO QUE EIU CONGUIA AGORA EM GEMER, AAAANNNNNN, AAANNNNNN, AAAANNNNN, ME FALTAVA FOLEGO, MINHA BOCA ESTA SECA, GRITEI PEDRO TO GOZANDO, GOZA COMIGO, VAI,VAI, UI,UI,UI, AAIII,AAIII,AAAIII, SENTIA SEUS CULHÕES ENCOSTADO EM MINHA BUNDA, NISSO ELE TIRA O CACETE, E GOZA, MOLANDO COM MUITA PORRA MEU UMBICO QUE ESCORREU ATE A BUCETA, AO TIRAR SEU CACETE SENTI A NECESSIDADE DE CONTINUAR A TREPADA, QUERIA MAIS, E MAIS, VI SEU PAU AMOLECENDO ELE TINHA GOZADO COMO UM CAVALO, ME DANDO UM BANHO DE PORRA, OLHO PARA O CAVALO E VEJO QUE ELE TAMBEM ESTAVA DE CACETE DURO, FOI QUE PENSEI, SE ENTROU O CARALHO DO PEDRO, TAMBEM ENTRA DO CAVALO, EM GROSSURA SÃO BEM SEMELHANTES, ENTÃO LHE FALEI, QUERO FUDER ESTE CAVALO, ELE ARREGALHOU UM OLHOS E DISSE, VOCE E DOIDA, ELE VAI TE ARROMBAR TODA, DESCI DOS FARDOS DE FENOS EME DIRIGI AONDE ESTAVA O CAVALO, ALISEI SEU PESCOÇO ELE ROSNAVA HAAMM, HAAMMM, FUI EM DIREÇÕ AO SEU CARALHAO ELE LEVANTOU A PATA TRAZEIRA, COMO SE QUISESSE ME AFASTAR, ALCANÇEI SEU CARALHO E ALISEI DA CABEÇA ATE OS OVOS, ME AJOELHEI E TENTEI COLOCAR A CABEÇONA NA BOCA, ERA MUITO GRANDE A CHAPELETA QUE SE FORMAVA, PASSEI A LINGUA, SAIA GRANDE QUANTIDADE DE LIQUIDO, QUE LAMBUZOU TODO MEU ROSTO, PEDRO NADA FALAVA, PDI PARA ELE SEGURAR O CAVALO PELO CABRESTO, POIS IA FICAR POR DEBAIXO DELE, COMO O CAVALO E BEM GRANDTE TEM UMA ALTURA CONSIDERAVEL, ME ABAIXEI FICANDO ENTRE SUA PATAS DIANTEIRA E TRAZEIRA, MINHA COSTAS FICOU ENCOSTADA EM SUA BARRIGA, COLOQUEI A MÃO PARA TRAZ E SEGUREI SEU CACETE QUE DEVIA TER UNS 60 CM, CONTINUAVA SAINDO MUITA PORRA FINA DO SEU CARALHOR, COMO BEM VISCOSO APROVEITEIRA PARA PASSAR SOBRE MINHA BUCETA QUE FICOU ENCHARCADA JUNTANDO COM A MINHA LUBRICAÇÃO, GUIEI A CHAPELETA PARA ENTRADA DA MINHA, PEDRO SE ABAIXOU PARA ACOMPANHAR A ENTRADA DAQUELA CHEPELETONA EM MINA BUCETA, FUI FORÇANDO MAIS NÃO ENTRAVA, TENTEI COLOCAR A ENTRADA COM OS DEDOS, TAMBEM NÃO ENTRAVA, COMESSEI A RECLAMAR, AI, EU QUERO ESTE CAVALO ME COMENDO, NISSO O PEDRO ME FALA, ESPERA VOU PEGAR VASELINA, QUE USAMOS PARA LUBRIFICAR AS EGUAS NOVAS, SAIA DE ONDE ESTAVA, E FOI BUSCAR A VASELINA,AL VOLTAR TRAZIA UM POTE GRANDE, QUE DEVIA CABER UNS DOIS LITROS, TIROU A TAMPA E ME ENTREGOU, SAÍ DA POSIÇÃO QUE ESTAVA, TIREI UMA MÃO CHEIA DA VASELINA, PASSEI UMA BOA QUANTIDADE NA BUCETA, QUE FICOU COM UMA CAMADA BRANCA E O RESTANTE PASSEI EM TODO O CARALHO DO CAVALO, QUE AGORA BRILHAVA DA CHAPELETA ATE O MEIO, VOLTEI A POSIÇÃO QUE ESTAVA ENTRE SUAS PATAS, FIQUEI PINCELANDO A CHAPELETA EM MINHA BUCETA, QUE PELA SUA DIMENÇÃO COBRIA A ENTRADA DA BUCETA ATE O CUSINHO, ERA DEMAIS, NÃO SABIA COMO, MAIS QUERIA NO CACETE DO CAVALO, O CAVALO COMESSOU A SE MOVIMENTAR, E EU ACOMPANHANDO SEU MOVIMENTO GIRANDO O CORPO JUNTO COM ELE, NISSO ELE PAROU OS MOVIMENTOS, ACHO QUE POR INSTINTO DEU UMA GUINADA PARA FRENTE, NOSSA FOI TÃO BRUSCA QUE SUA CHAPELETA ENTROU EM MINHA BUCETA FAZENDO PLOC, GRITEI PEDRO ME AJUDA, AI,AI, TENTEI SAIR MAIS COM O IMPULSO FUI EMPURRADA PRA FRENTE,MINHA CABEÇA FICOU PRESA ENTRE AS PATAS DIANTEIRA,NÃO TINHA COMO SAIR, SE FOSSE PARA TRAZ IA ENTRAR AINDA MAIS, COM A SOCADA DEVE TER ENTRADO UM PEDAÇO CONSIDERAVEL, POIS SENTIA ALGO TOCANDO O COLO DO MEU UTERO, PEDRO SE APROXIMOU MAIS E COMENTOU, VOCE E LOUCA, ELE ESTA COM A MATADE DO CACETE ESTA DENTRO SUA BUCETA, ELA ESTA TODA ARREGAÇADA, A DOR JA NÃO ERA TÃO GRANDE ASSIM, ARDIA UM POUCO, MAIS EU ESTAVA GOSTANDO DE SENTIR UMA PICONA DENTRO DA BUCETA, SEGUREI COM AS DUAS MÃOS EM SUA PATAS, E COMESSEI A FAZER MOVIMENTOS LENTOS, PRA FRENTE E PRA TRAZ, ME SENTIA TODA ALARADA POR DENTRO O CAVALO POR SUA VES MOVIA O CORPO COM SE ESTIVESSE FAZENDO FLEXIÇÕES, SEU CACETE SE MEXIA DENTRO DE MIM, COMESSEI A GEMER, GEMIA ALTO, PEDRO ME PERGUNTOU SE ESTAVA DOENDO, FALEI QUE NÃO, ERA O GOZO QUE ESTAVA SE APROXIMANDO, ELE NÃO TIRAVA OS OLHOS DA MINHA BUCETA, PELA POSIÇÃO QUE ESTAVA TINHA UMA VISÃO MARAVILHOSA DO CACETÃO DENTRO, NISSO COMESSO A GOZAR, PERDO TO GOZANDO, ISSO E DEMAIS, AAAAIIIII, AAAAIIII, AAAAAAIII    UUUUUIIIIII UUUUUIIIIIIIIIIII, HO, COMO É DELICIOSO, HO,HO,HO, NISSO MEU MACHO TENTA ENFIAR MAIS, TENTOU SE ABAIXAR, COMO QUE PRESENTINDO QUE ASSIM, SUAS PATAS TRAZEIRA SE CURVARAM COMO SE FOSSE SE ACOCORAR, AI MEU ESTOMO DOEU, ELE ENVIOU MAIS UNS 20 CM GRITEI AI,AI,AI,UI,UI,UI, HO HO,HO, PEDRO TEM DÓ DE MIM, ELE NADA FAZIA, APENAS OLHAVA COM ADMIRAÇÃO, O CAVALO GOZOU DENTRO DE MIM, FOI TIRANDO SEU CACETÃO QUE NÃO PARAVA DE SAIR, PARECE QUE TINHA CESCIDO MAIS AINDA, AO SAIR POR COMPLETO FEZ PLOF, TRAZENDO JUNTO UMA GRANDE QUANTIDADE DE ESPERMA, ARRIEI PARA O CHÃO , MINHA PERNAS NÃO AGUENTAVA O PESO DO MEU CORPO, O PEDRO ME FALOU, MOÇA DAQUI PRA FRENTE VOCE SO TER CONDIÇÃO DE TREPAR E GOZAR, COM O CAVALO,SEU AVÔ E EU, PASSEI A MÃO EM MINHA BUCETA ESTAVA ABERTA ESCORRENDO PORRA, NÃO ACREDITA QUE TINHA CONSEGUIDO ENFIAR O CACETE DO CAVALO QUASE TODO EM MIM, PASSADO UM TEMPO RECOBREI MINHAS FORÇAS, LEVANTEI E PEDI MINHA CALÇA A PEDRO, ME VESTI, NÃO DEMOROU MUITO VOVÔ CHEGOU, ALEGANDO JA ERAM QUASE NOVE HORAS DA NOITE, E EU NÃO TINHA VOLTADO, FALEI QUE ESTAVA A OBSERVAR O CAVALO, QUE AGORA A GENTE PODIA IR, POIS ESTAVA TODO BEM COM O CAVALO, PERGUNTOU O QUE O PEDRO FAZIA ALI, FALEI QUE ELE TINHA VOLTADO PARA NOS AJUDAR, AGRADECEU E SEGUIMOS PARA CASA, QUASE NÃO CONSEGUIA ANDAR DIREITO, VOVÔ ME PERGUNTOU PORQUE ESTAVA ANDANDO COM AS PERNAS BAMBA, FALEI QUE ERA FRUTO DA FODA QUE DEMOS, NÃO SEI SE ELE ACREDITOU, SEGUROU MINHA MÃO E FOMOS PARA CASA. BEIJOS A TODOS, ATE BREVE


Foto 1 do conto: DE VOLTA A FAZENDA, AGORA COM O CAVALO

Foto 2 do conto: DE VOLTA A FAZENDA, AGORA COM O CAVALO

Foto 3 do conto: DE VOLTA A FAZENDA, AGORA COM O CAVALO



Comentarios
O relato é muito bom com muito tesão, as fotos são show, ver a xana da moça com a roa do avô e exibindo o cuzão, é demais, lembro logo a minha esposa l levando uma pica dessa no tabaco. Parabéns, pelo conto Comentado por:dicod05 em 01/03/2016 03:12
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu vonto junto com o meu comentario:

Outros contos publicados desse mesmo autor
 


Próximo Conto

CARRO USADO