MINHA AMIGA CASADA


BY: FANTASYRJ
Este relato é real e por isso um pouco grande.

Tenho 42 anos, atualmente moro no Estado de Goiás, sou casado há 17 anos. Minha amiga casada chamarei de Bela.
Sempre curti sexo em sua melhor forma e qualidade, sou um mulato bem apessoado e apesar de gordinho e uma barriguinha bem insinuante, sempre fiz muito sucesso com mulheres maduras. Há alguns anos e minha mulher decidimos penetrar no mundo swing, o que mudou bastante nosso casamento pra melhor. Saímos da mesmice da rotina do casamento e começamos a ter novas experiências sexuais – umas boas e outras nem tanto. Espero nos próximos relatos falar mais disso, pois o assunto de hoje é a Bela.
Bela é uma mulher por volta dos seus 45 anos, casada há uns 25 anos pelo menos e que até então, segundo ela mesmo me confidenciou, só havia tido relações sexuais com o marido.
Como sempre fui adepto de redes sociais e salas de bate-papo na internet à procura de sexo casual, foi numa dessas redes sociais que a conheci. A princípio para fazermos amizade e batermos um bom papo. Ela dizia que se sentia muito sozinha, sem atenção do marido, os filhos já criados e por isso queria fazer amizade. Bela é uma mulher linda, tímida e com um ar de mulher carente e mal comida. Iniciamos nossa amizade e através de aplicativo de mensagens de texto fomos nos tornando mais íntimos e falando de nossas vidas. Sempre que tinha uma brecha contava pra ela alguma experiência picante, onde percebia que ela se interessava e se excitava também, mesmo sem comentar nada comigo. E assim foi acontecendo durante alguns meses, conversas, trocas de vídeos, algumas fotos mais sensuais da internet. Tudo que achávamos interessante trocávamos.
Um certo dia falei que gostaria muito de conhecê-la, mas existia o problema da distância, pois moramos há umas quatro horas de viagem – ela numa cidade do interior e eu na capital. Não havia como arrumar uma desculpa para ir até sua cidade. Até que numa manhã dessas que acordamos cheios de tesão, começamos a conversar sobre sexo e para minha surpresa ela falou que queria me conhecer e que eu deveria ser um bom professor para ela. Quase não acreditei no que ela me falou. A partir daí começamos a fazer planos e falar muita sacanagem e preferências sexuais que ambos tínhamos. Do que gostávamos e das coisas que estávamos querendo encontrar no outro.
Como a cidade dela é pequena, dessas que todos na cidade se conhecem seria impossível eu ir até lá, como pra ela também seria muito complicado vir ao meu encontro. Tivemos a ideia então de nos encontrarmos numa cidade vizinha bem próximo a cidade dela durante o meio de semana pra não levantar suspeitas. Inventei uma desculpa no trabalho, disse a minha esposa que iria viajar a trabalho, como sempre faço e que só poderia voltar no dia seguinte. Resolvi pegar o ultimo ônibus da noite, que chegaria na tal cidade por volta das 04:00hs da manhã. Combinamos que eu iria reserva um quarto de hotel pra mim e e ela que chegaria por volta das 09:00 iria pedir um quarto no mesmo hotel, mas iria direto pro meu quarto. Tudo para não levantar suspeitas.
Enfim ela chegou. Eu mal havia dormido por causa da viagem e da expectativa de encontrá-la. Eu já estava louco de tesão não me aguentava mais. Deixei a porta do quarto destrancada, tomei um belo banho, me perfumei e fiquei esperando ela entrar no quarto.
Ao chegar, ela pulou na cama em que eu estava deitado e começamos nos beijar loucamente, a cada beijo ela deixava sua voz escapar como um sussurro tórrido, dizendo que estava louca de tesão, que me queria muito, não podia mais esperar. Eu já sem roupa nenhuma, senti quando ela sem nenhuma cerimônia buscou com avidez meu mastro enrijecido e pulsante. Ajudei-a a se despir e pude comtemplar toda a beleza daquela mulher que ansiava de desejo e paixão. Ela sussurrava coisas sem sentido. Comecei a deslizar minha mão pelo seu corpo até chegar naquela bocetinha linda, faminta que nesta altura estava fervendo de tão quente e tão molhada que chegava a ver escorrer seu suco pelas coxas grossas. Não perdi tempo e cai de boca naquele poço de desejo. Esqueci do mundo que havia lá fora e me concentrei naquele paraíso. Pude perceber que ela gozava a cada investida mais forte dos meus lábios em sua xaninha deliciosa. Quando de repente ela me empurrou e veio pra cima de mim como um faminto ataca um prato de comida e começou e me chupar e me masturbar como uma louca. Engolia todo o meu mastro de uma só vez e pedia para penetrá-la. Não perdi tempo e começamos um vai e vem bem gostoso com carinho com amor, pois ela sempre reclamava que o marido era muito bruto e as vezes até a machucava. Então prometi que faria amor com ela e que seria inesquecível. Ela se entregou a mim totalmente e perdemos a conta de quantas vezes ela gozou. Íamos alternando as posições e os locais dentro do quarto, até que a coloquei de quatro e comecei a chupar seu cuzinho, ela louca se revirava na cama e me dava ordens dizendo: - “come meu cuzinho, por favor! Eu preciso muito disso!
Lógico que não o fiz, ao invés disso comecei a penetrar aquela deliciosa buceta, bem devagar, com muito carinho e tesão e com meu dedo comecei a brincar com seu cuzinho e ela implorando pra eu comê-lo. Mas resisti incólume. Até que numa estocada mais forte e funda anunciei que ia gozar. Ela na mesma hora se virou abocanhou meu membro e sorveu todo meu liquido quente e bem grosso naquela boquinha linda. Gozei tanto que ela quase engasgou.
Exaustos caímos pelo chão e continuamos nossa sessão de beijos até recuperarmos nossas forças.
Fomos pro chuveiro. E ao voltarmos pra cama reiniciamos nossa sessão sexual
E dessa vez, chupei ela inteira até o dedinho dos pés, ao chegar no seu ouvido sussurrei bem baixinho e com requintes de crueldade: - “Agora só quero seu cuzinho!”
Comecei a penetrar aquele cuzinho melado e delicioso, que mesmo apertado não ofereceu nenhuma resistência. Foi mais de uma hora traçando aquele rabinho delicioso. Ela gozava como louca, falando que eu era o macho que ela precisava.
Nos despedimos, pois precisava voltar para minha esposa e ela pro marido e continuamos a nos falar até hoje, esperando uma nova oportunidade para repetir nossa maravilhosa aventura.






Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu vonto junto com o meu comentario:

 


Próximo Conto

kasadodotadoMG/GO