ACHO QUE SOU CORNO MESMO


BY: claudiana
NO MEU PRIMEIRO CONTO, CONFESSEI QUE DESCONFIAVA QUE ERA CORNO. SEGUINDO ALGUNS CONSELHOS DE AMIGOS QUE POSTARAM, COMECEI A JOGAR INDIRETAS PRA MINHA MULHER.
DE TANDO EU FICAR PERGUNTANDO, E EU APROVEITAVA QUE ELA GOSTA QUE EU FAÇO MASSAGEM NOS PEZINHOS DELA DEPOIS DO BANHO, FAZIA ELA ME CONTAR ALGUMA COISA INTERESSANTE QUE ACONTECEU COM ELA. AÍ ELA ME DISSE:
VOCÊ QUE MESMO SABER? TÁ BEM, VOU TE CONTAR O QUE ACONTECEU COMIGO.
TINHA UM CARINHA NO SERVIÇO, ELA ERA ENFERMEIRA, QUE VIVIA ME CANTANDO, QUANDO ESTÁVAMOS SOZINHOS, ELE FICAVA ME PEGANDO POR TRÁS E ME APERTANDO, EU MANDAVA PARAR COM ISSO. UM DIA, VOCÊ CHEGOU EM CASA BÊBADO, BRIGANDO E XINGANDO A TOA SEM EU FAZER NADA, JÁ ERA 18 HORAS, E EU TINHA QUE TRABALHAR, POIS TRABALHAVA A NOITE NO HOSPITAL, SAÍ PUTA DA VIDA, PEGUEI CARONA COM UMA AMIGA, POIS ESTAVA ATRASADA.
ESSE MEU COLEGA, ASSIM QUE CHEGUEI, JÁ COMEÇOU A ME CANTAR, DIZENDO QUE ERA LOUCO POR MIM, QUE IA ME LEVAR PRA CAMA DE QUALQUER JEITO, NÃO SEI PORQUE, DEVIA SER A CARÊNCIA, NÃO ME IMPORTEI E APENAS SORRI. EU E ELE ESTÁVAMOS NO PREPARO DOS MEDICAMENTOS, E NÃO TINHA NINGUÉM POR PERTO, O SAFADO APROVEITOU QUE NÃO RETRUQUEI, ME PEGOU POR TRÁS, ENQUANTO EU ESTAVA OCUPADA E COMEÇOU A ME APERTAR. PUDE SENTIR O VOLUME DO CACETE DELA NA MINHA BUNDA E FIQUEI MOLHADINHA NA HORA. ELE VIROU DE FRENTE E DEU UM SELINHO NA MINHA BOCA, ESTAVA TÃO ZANGADA COM VOCÊ QUE NEM ME IMPORTEI.
LÁ PELAS QUATRO HORAS DA MADRUGADA, ERA HORA DO DESCANSO. A GENTE FICAVA EM UM QUARTINHO COM BELICHES. ESTAVA TÃO CANSADA, QUE DEITEI COMO UMA PEDRA. FOI QUANDO, DE REPENTE, SENTI ALGUMA COISA NA MINHA BOCA, ESTAVA ESCURO E NÃO DEU PRA VER DIREITO, MÁS DEU PRA NOTAR QUE ERA UMA PICA. NA CARÊNCIA E SONOLÊNCIA, ABRI A BOCA E DEIXEI ACONTECER. CONFESSO QUE ACORDEI PELA MANHÃ, E ESTAVA SOZINHA NO QUARTINHO, SENTI UM GOSTO DE QUIBOA NA BOCA E FIQUE ME LEMBRANDO DO OCORRIDO, ALGUÉM TINHA GOZADO NA MINHA BOCA ENQUANTO EU ESTAVA DORMINDO.
POIS É MEU AMORZINHO, SE VOCÊ QUERIA UM CHIFRINHO, EU TE DEI, MESMO SEM QUERER. AÍ EU PERGUNTEI SE O CARA CONTINUOU A CANTÁ-LA, FOI QUANDO ELA ME DISSE: CHEGA, JÁ FALEI DEMAIS.


Foto 1 do conto: ACHO QUE SOU CORNO MESMO



Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu vonto junto com o meu comentario:

 


Próximo Conto

exibicionismo de uma esposa recatada na praia