Desejo de um corno


BY: contosclassicos
Sempre tive uma vontade escondida, um tesão louco de ver minha esposa sendo possuída por outro homem, assistir ela sendo fudida por outro era uma vontade que me consumia incontrolavelmente. As vezes que trepamos sempre vem isso na minha cabeça e nós fantasiávamos, ela demonstrava sentir tesão com essa idéia, mas nunca chegamos aos finalmente, e quando terminávamos de transar e ela ia tomar banho só me restava bater uma punheta para completar a dose, nessa fantasia louca e deliciosa.

Queria muito ver minha mulher dando para outro homem, deslizando no pau, subindo e descendo, deixando o pau do cara lustrado, tipo envernizado com a bucetinha bem molhadinha. Eu esperava que ela também desse a bunda para outro, sentando até entrar tudo no meio daquela bunda perfeitinha, até ver o piscar do cuzinho na hora que gozasse. Alguns podem não entender o prazer observatório do corno, mas ser consumido pelo prazer de ver minha mulher trepar numa rola diferente, gozando para meu gozo, uma satisfação de ouvir, sentir e ver a cena erótica e excitante.

Esperava assim, que depois ela voltasse e me mostrasse e contasse como fez, como gozou, assim eu ia chupar aquela bucetinha com maior dedicação do mundo, olhar com orgulho para seu cuzinho arrombado, gozado, toda cheia de creme para eu deslizar os dedos, e assim sentir seu cuzinho esporrado com meu dedo certificando como ficou, e tocar na textura da porra que lá foi depositada. Nos meu sonhos, nas horas que fazíamos sexo era tudo que eu sonhava, desejava: ver minha gatona atolada, completamente atolada por uma pirocona dura e vigorosa para dar conta daquela buceta que eu via como insaciável, mas que não compreendia que eu queria apenas lhe dar mais prazer. E assim eu persistia naquela fixa idéia de vê-la molhando, derretendo e fazendo um cacetão derreter em gozo.

Quando eu encontro alguma calcinha que minha mulher usou, ou mesmo quando ela volta da rua corra para em busca de evidências que ela tenha se aventurado a dar para alguém, uma manchinha sequer, com isso dou olho, cheiro, beijo e etc. Quem sabe um dia me realizo.

Abaixo um video que achei na internet que gostei muito e compartilho com voces.






Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu vonto junto com o meu comentario:

Outros contos publicados desse mesmo autor
6809 - Ele desejou
 


Próximo Conto

Fodi gostoso com o amigo do meu marido