O sogro e vovô


BY: Incestuosa Mãe
Aqui estou eu para contar mais uma que aconteceu nesse mundo excitante e gostoso que é o incesto. Dessa vez foi com uma família amiga minha, que vou chamá-los por nome fictícios, o casal (Celina e Pedro), as filhas (Camilla e Monique) e o sogro e vovô (Bruno).
Celina e Pedro, assim como as filhas gostosinhas deles foram iniciados no incesto por mim e meus filhos, e já fazia um bom tempo que sempre estamos juntos participando de deliciosas orgias familiares, somente com pessoas ligadas ao incesto. Até que um dia, o pai de Pedro viria passar uns tempos na casa do filho (mal imaginava ele o que iria presenciar e participar também) e à partir daí, entrar para o mundo do incesto.
Eu e meus filhos que sempre estamos na casa da Celina, nesse dia, eu pude perceber que o Bruno sentia um tremendo tesão pela gostosa nora, a Celina. Também pudera, aquele mulherão loiro com um corpo de enlouquecer qualquer um, seja homem ou mulher, seria difícil que Bruno ficasse imune. Numa tarde, em que eu tinha ido à casa de Celina, logo que entrei pela cozinha (já que a porta estava como sempre, encostada) percebí os gemidos da safada e logo pensei que ela estivesse dando uma trepada gostosa com o Pedro e o que de fato acontecia mesmo, só que os dois estavam acompanhados da filha mais nova deles, a Monique...sim, os três estavam numa foda incestuosa pra lá de gostosa e adivinhem quem espiava por trás da porta e ainda batendo uma punheta violenta?
Sim, o pai do Pedro...o Bruno! Assistindo a foda do filho com a nora e a neta dele. Fui chegando mais perto e sem fazer barulho, ví que o Pedro fodia Monique no cuzinho e Celina lambia o grelinho da filha e ela estava numa posição que fazia o Bruno ficar enlouquecido de tesão, Celina estava deliciosamente de quatro, deixando aparecer a deliciosa buceta e o cuzinho piscante.
Eu já doida de tesão e vendo o Bruno batendo uma punheta naquele pau grande e grosso dele, fui chegando mais perto dele até que coloquei a mão naquele pau duríssimo...ele se assustou mas nem por isso o pau broxou, ficou ainda mais duro na minha mão. Falei de imediato para ele, se não queria participar daquela foda com a nora e a neta, ele completamente espantado me disse que morria de tesão pela nora e que faria tudo para comer aquele pedaço de mulher, mas que tinha receio do filho. Eu disse à ele, que o Pedro iria adorar ver o pai comendo a mulher dele e fiz ele ficar esperando atrás da porta, enquanto eu entrava no quarto para falar com o Pedro e Celina, já que os três estavam agora descansando para mais uma foda.
Ao me ver entrar no quarto e eu já tirando toda minha roupa, pergunta- ram se eu ia participar da foda deles e eu respondí que sim, mas que outra pessoa também queria participar daquela foda, perguntaram quem era, eu respondí: Pedro, o teu pai tem um baita tesão pela Celina...os dois, Pedro e Celina logo ficaram empolgados com a possibilidade de mais um membro da família entrar para o incesto. E assim, eu fiz o Bruno entrar no quarto...ele devorava a Celina com os olhos e ao mesmo tempo, não deixava de olhar a Monique, a neta dele.
Eu, Celina e Monique ficamos bem perto do Bruno...podia se sentir o respirar ofegante de tanto tesão que ele estava e nós três fomos tirando a roupa dele, deixando-o nu e logo despontava aquele pau grande e grosso...eu abaixei em sua frente e com as mãos fui tocando aquele cacete, logo a seguir, Celina estava junto comigo tocando o pau do sogro...ela não resistiu muito e já metia todo ele dentro da boca...Bruno chegou a urrar quando sentiu a boca daquela mulher que ele tinha tanto tesão e Celina muito safada fazia um boquete divino, quando Bruno já estava quase para gozar, ela deitou-se com a buceta toda aberta e chamou ele para devorá-la. Vimos o Bruno ir penetrando com seu pau grosso aquela buceta gostosa enquanto ia mamando os seios da nora tesuda. Pedro via o pai fodendo a sua mulher, enquanto ele fodia a Monique por trás e eu sentada na cama, me masturbando vendo aquela foda incestuosa na minha frente...e Pedro enlouquecido de tanto tesão, dizia para o pai: Fode a minha mulher...fode essa safada que gosta de dar gostoso...depois eu quero ver você fodendo as tuas netas.
E Bruno sabia comer uma mulher...ele fez Celina gozar diversas vezes e ainda comeu o cuzinho dela, já que ela implorava para que ele a fodesse. Quando Bruno estava fodendo a nora no cuzinho, Pedro fez questão que a mulher chupasse o pau dele todo cheio da porra e do gozo da filha e Celina bem safada fazia um boquete que aumentava ainda mais o tesão de Bruno. E os dois encheram a Celina de porra...eu e Monique fomos lamber ela todinha e eu chupei a buceta e o cuzinho de Celina ainda com o resto do gozo de Bruno. Um pouco depois, ví o Bruno chupando a Monique, neta dele...como o safado sabia chupar gostoso, tinha uma língua muito tarada. Ficamos a tarde toda numa foda muito doida, em que ainda assistimos, eu e Monique, a dupla penetração que o Bruno e o Pedro fizeram em Celina...Pedro fodia a buceta da mulher e o Bruno, comia o cuzinho da nora. Eu chupava a bucetinha da Monique.
E foi assim que Bruno, entrou para o incesto e desse esse dia, ele tem fodido a nora e as netas, além de mim e a Patty também, já que eles sempre estão aqui em casa fodendo todos juntos. E é uma delícia ver o Bruno fodendo as netas. Assim, famílias inteiras estão sendo iniciadas no incesto, lógico que se tem que ter uma boa cabeça para encarar isso com um mínimo de naturalidade e ter muito tesão para aproveitar ao máximo.
Logo contarei mais do que já tem acontecido por aqui...beijos molhadinhos nas bucetinhas e nos cacetes gostosos que ficarão molhadinhos ao lerem mais esse fato verídico vivido por mim e meus filhos,
Marianne




Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu vonto junto com o meu comentario:

 


Próximo Conto

papa anjo