Flaguei minha mulher fudendo


BY: casauser8904
NO MEU TRABALHO EU SEMPRE VIAJAVA NAS SEGUNDAS E VOLTAVA NAS SEXTAS FEIRAS, UM CERTO DIA EU TIVE QUE RETORNAR NA QUINTA FEIRA MAS MINHA ESPOSA NÃO SABIA, QUANDO EU CHEGUEI EM CASA ERA QUASE 10 HORAS DA NOITE, ABRI A PORTA EU TINHA A MINHA CHAVE E AO ENTRA ESCUTEI UM CERTO BARULHINHO VINDO DO QUARTO, FIQUEI OBSERVANDO E ESCUTEI UNS GEMIDOS, ME APROXIMEI E ABRI UM POUCO A PORTA DEVAGARINHO E VI A MINHA MULHER TREPANDO COM O FILHO DE UM VIZINHO, UM GAROTO DE UNS 17 ANOS, VENDO AQUELA CENA FIQUEI UM POUCO SEM AÇÃO, MAS NOTEI QUE O MEU PAU FICOU UM POUCO DURO, FECHEI A PORTA E FUI PARA O OUTRO QUARTO ABRIE UM BASCULHANTE QUE DAVA PARA O MEU QUARTO E FIQUEI OLHANDO MINHA MULHER SENDO CHUPADA, NOTEI QUE PAU DO GAROTO ERA MUITO GRANDE E ELA CHUPAVA AQUELA PICA ENGULINDO TODA, LOGO EM SEGUIDA ELA VIROU-SE E O GAROTO COMEÇOU A ENFIAR AQUELE CACETE DENTRO DA BUCETA DELA E ELA GEMIA FEITO UMA CADELA VADIA, NA QUELAS ALTURA EU JÁ ESTAVA COM O MEU PAU DURO E CHEIO DE TESÃO E COMECEI A BATER UMA PUNHETA, NOTEI QUE A MINHA MULHER VIROU AS COSTA PARA O GAROTO E ELE PASSOU A LINGUA EM SEU CUZINHO LUBRIFICANDO O SE CU, ELA TREMIA DE TESÃO, ELE FOI COLOCANDO AQUELE CACETÃO EM SUA BUNDA ELA GEMIA FEITO LOUCA, E EU VENDO AQUILO FIQUE MAIS LOUCO DE TESÃO, COMECEI A TOCAR OUTRA PUNHETA, NOTEI QUE A MINHA MULHER ESTAVA GOSTANDO DE SER ENRRABADA ELA REBOLAVA E PEDIA QUE ELE EMPURRASSE MAIS. ELA GEMIA E PEDIA MAIS E O GAROTO TIRA E ENFIAVA COM FORÇA NOTEI QUE ELE IA GOSAR ELE TIROU O CACETE DE DENTRO DA BUNDA DELA E ESPORROU NA CARA DELA E ELA CHUPAVA AQUELE PAU FEITO UMA PUTA VADIA. NAQUELE MOMENTO EU TAMBEM COMECEI A GOSAR E GOSEI FEITO LOUCO. APROVEITEI QUE ELES FORAM PARA O BANHEIRO E SAIE FUI PARA UM BARZINHO PERTO DE CASA E FIQUEI TOMANDO UMA CERVEJA ESPERANDO O GAROTO SAIR DE MINHA CASA O QUE DEMOROU MAIS DE UMA HORA.




Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu vonto junto com o meu comentario:

Outros contos publicados desse mesmo autor
 


Próximo Conto

Festa na fazenda