EXIBICIONISMO EM PUBLICO


BY: Marco
O que vou relatar aqui, foi a primeira experiencia que tivemos com exibicionismo em locais publicos, mas nao a ultima, ja fizemos muitas outras loucuras que relatarei depois. Era um sabado, estavamos eu e minha noiva, Sarah, decidindo o que fazer, para onde irmos naquela noite, entao um amigo meu me telefonou me chamando para uma cerveja, disse que a Sarah estava comigo, e como nao houve problemas para ambos, saimos os tres, nos encontramos em um bar na praia, em Santos, ficamos conversando e bebendo por mais de duas horas, ate que surgiu a ideia de tomarmos a ultima cerveja em uma boate, para dançarmos um pouco, fomos em tres, mas havia muita gente na fila para entrar e teriamos que esperar, entao surgiu a ideia de irmos a uma boate de stripers, como a Sarah aceitou fomos, chegamos e ao entrarmos encontramos o local com muitos homens e poucas mulheres, havia uma despedida de solteiro, a pista de dança estava lotada, a Sarah estava vestida com uma micro saia, calcinha fio dental, uma blusa fina de alças e bem decotada, sentamos e começamos e conversar, logo estavamos falando de nossas fantasias sexuais, disse que gostava de ver a Sarah com roupas curtas, ele nesse momento elogiou-a e disse que realmente ela estava bem naquelas poucas roupas, na pista uma mulher dançava e sua saia curta deixava um pouco da bunda de fora, com a bebida, fomos nos soltando mais, entao eu disse que gostaria de ve-la assim tambem, na pista com a bunda amostra, ela apenas sorriu, nao disse nem que sim nem que nao, em seguida, ela foi ao banheiro, no caminho, alguns caras tentaram para-la, mas ela seguiu, meu amigo me disse pq eu nao realizava a minha fantasia hoje, ele se prontificou a ajudar, combinamos um plano, para vermos ate onde ela deixaria irmos, fomos tb ao banheiro, qdo retornamos ela estava na mesa, e sentamos um em cada lado dela, começamos a elogiar os seios dela, eu dizia que eram bonitos e meu amigo disse que gostaria de ver tambem, ela sorriu, eu comecei a beija-la, e logo estavamos em um longo beijo, coloquei a mao dentro da blusa e fiquei tocando em seus seios, nesse momento, ele colocou a mao em uma das pernas da sarah, sua respiraçao mudou e seu beijo mais quente, entao ela me soltou e se virou para ele, e se beijaram tb, estava dado o sinal verde, ele empurrou uma das alças da blusa dela que caiu e deixou um seio nu, os caras de uma mesa ao nosso lado ficaram olhando, ele a chamou para a pista de dança, eu os segui depois, eles dançavam e ele passava a mao na bunda dela, se afastou e deixou-a sozinha na pista, ficamos a uns dois metros dela, percebemos que ela era a unica mulher na pista, e todos ficavam olhando para ela, entao resolvemos "atacar", ele foi dançar com ela e colocou a mao dentro da blusa dela, sua saia foi sendo lentamente levantada ate ficar no meio da bunda, vi que estavam todos olhando para ela, meu amigo a soltou e veio para perto de mim, ela se recompos de imediato, um cara perguntou se poderia dançar com ela, dissemos que sim, ele foi e logo estava passando a mao na bunda dela, que nao reclamou, um outro ficou atras dela e começaram a espreme-la e fizeram uma roda e eles ficaram no meio, eu e meu amigo apenas olhavamos, ela olhou para nos e perguntei se estava tudo bem, ela disse sorrindo que sim, aos poucos sua saia ia subindo cada vez mais, ate chegar a ficar toda na cintura, sua bunda toda de fora, um dos caras se afastou e o que ficou, a segurou pelas costas, dava para ver sua calcinha toda amostra, ele entao derrubou uma das alças da blusa, deixando o seio nu, um outro cara, retirou a outra alça tb, mas retirou por completo dos braços, deixando junto com a saia, ela sorria, estava praticamente so de calcinha fio dental em uma pista de dança, o cara tentou tirar sua calcinha, mas ela nao deixou, entao ele enfiou-a em sua bucetinha tb, deipois de uns cinco minutos assim, resolvemos retira-la e voltamos para a mesa, ela ja devidamente vestida, todos olhavam para ela, pagamos a conta e saimos, fomos ate a praia para pegar o carro do nosso amigo, na areia da praia, estacionamos a carro, e sentamos sobre o capo e conversamos sobre a boate, o clima foi esquentando e em poucos minutos, ela estava nua sobre o carro, e eu a fodendo, entao ela chupava o nosso amigo, revezamos varias vezes, ate que nos tres gozamos, primeiro eu a fudendo depois ele, percebemos que um casal assistiu a tudo entramos no carro e fomos embora, ela (eu tambem), gostou tanto que nao paramos mais de provocar exibicionismos, mesmo que "acidentais" ou ousados, hoje quando famos a essa boate, os garçoes brigam para vir nos atender, pois sabem que sempre pelo menos um peitinho eles vao ver, em breve, relato outras de nossas loucuras, quem curtir isso, pode entrar em contato conosco, quem sabe, nao realizamos juntos uma fantasia exibicionista sua, como um cara que quer que ela va comigo a um shopping, de micro saia e sem calcinhas, esperimentar um sapato, para deixar o vendedor louco, sair, transar comigo, para que eu goze dentro dela, para em seguida voltarmos a mesma saparia, com o mesmo vendedor, so que ela e o rapaz, testar outro sapato, e quando ela abrir as pernas, a porra fique escorrendo de dentro dela. Ainda nao fizemos isso, mas quem sabe logo logo, quem curtir o exibicionismo e sexo seguro, pode nos escrever, respondemos com certeza, em breve conto mais um relato veridico e exibicionista.






Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu vonto junto com o meu comentario:

 


Próximo Conto

A noite da amiga