Minha primeira transa com Júlio


BY: Rocha
Conheci Júlio num bate papo da internet, e ficamos combinados que assim que fosse à Goiânia, ligaria para ele. Eu sou branco, 46 anos, 1,80 m, 79 kg, casado, nível superior, cabelos e barba grisalhos, ativo/passivo, topo tudo na cama, tenho ereção prolongada e muito tesão; e Júlio é branco, tem 36 anos e muito gostoso. Fui a Goiânia (07/04), telefonei, e nos encontramos em seu apartamento. Assim que chegamos começamos a conversar, para quebrar o gelo, e logo fomos para o quarto, nos despimos e começamos a nos masturbarmos mutuamente, e caímos na cama, e ficamos nos abraçando e beijando, depois Júlio deu um banho de língua em mim, começou pelo pescoço, mordiscou meus peitos e foi descendo até meu pau, e começou a chupar, e como chupava bem, e enquanto me chupava me virei na cama e abocanhei seu cacete e fizemos um gostoso 69, e ficamos bastante tempo um chupando o outro, mas queria sua pica e pedi para ele me enrabar, ele veio por trás e começou a forçar a cabeça de seu pau em meu cu, e como é gostosa essa sensação, e a cada estocada sentia que sua pica ia entrando cada vez mais, até que senti meu cuzinho totalmente preenchido, e eu dizia: ai que vara gostosa, rasga minhas pregas e Júlio continuava a estocar meu cu e dizia: Ai que cuzinho gostoso, vou enche-lo de porra quentinha, e como era gostoso. Depois ficamos na posição frango assado e Júlio colocou todo seu cacete e meu cuzinho e dava estocadas cada vez mais fortes e profundas, depois mudamos de posição e cavalguei seu cacete, subia e descia em seu mastro, subia e ficava só com a cabeça de seu cacete em meu cuzinho e depois descia com tudo até seu cacete ficar todinho dentro de meu rabo. Depois foi a minha vez de enfiar meu cacete em seu rabo, mas Júlio gemeu, gemeu e não conseguiu agasalhar minha pica. Então voltamos a nos chupar e nos masturbarmos até que não agüentei e comecei a gozar em seu peito e Júlio disse: deixe beber seu leitinho, e chupou a cabeça de meu pau e sugou o restante de minha porra, e em seguida gozou também lambuzando todo seu peito, mas depois tive que ir embora, pois naquele dia tinha pouco tempo disponível. Essa é uma das muitas transas que aconteceram comigo (verídica) ao longo de minha trajetória bissexual, e espero que tenham gostado e se deliciado e se alguém quiser se aventurar comigo ou só bater um papo é só votar neste conto e entrar em contato, um abraço a todos, com tesão Rocha.

                                



Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu vonto junto com o meu comentario:

 


Próximo Conto

Minha Tia Puta no Chuveiro - Recife