Hunter, acabou me traindo com a minha mãe


BY: sharon
Como vocês já sabem eu relatei a minha iniciação com o meu cachorro Hunter no meu conto Hunter mas que um cachorro meu homem. Depois desse dia a minha vida mudou radicalmente, pois minha vida sexual passor a ser muito intensa com o meu cachorro até hoje. O meu cachorro a cada dia que passa fica cada vez mais tarado e eu acabo não resistindo e fico louquinha com ele. Vou contar para vocês que um dia eu passei um apuro com ele vamos dizer que foi a minha transa em que eu tive mais medo de ser descoberta. Era um domingo eu acordei bem cedo e tomei café com meus pais até essa hora estava tudo bem, depois que tomei café fui para o meu quarto que fica ao lado do quarto de meus pais e eles fizera o mesmo. Eu estava vendo televisão que por sinal estava muito chato aí eu decidi ir nas bancas para comprar algumas revistas para passar o tempo. Quando chegei na banca não consegui tirar os olhos da seção erótica e para a seção de videos e como o vendedor viu que eu estava olhando muito para os filmes me perguntou seu eu não queria ver aqueles filmes e apontou aonde ficava outros filmes, tinha filme de tudo menos pornografia aí eu não resisti e perguntei se não tinha algum filme erótico e para minha surpresa dentre alguns eu achei um de zoofilia eu não tive dúvidas e comprei na hora e fui correndo para casa. Como era domingo meus pais ainda estavam no quarto eu fui direto para a sala de vídeo e coloquei o filme que por sinal era muito bom, eu não consegui parar de tocar uma siririca tive vários orgasmos mas minha xaninha estava latejando queria mesmo era sentir o pau bem gostoso do meu cachorro, eu sabia que o risco era grande pois se meus pais saissem do quarto me pegariam no ato. Mas eu não aguentei e chamei o hunter para dentro de casa, ela já veio correndo eu estava usando um vestidinho bem leve e curto quando sentei no sofá e abri as minhas pernas ele já sabia o que ia acontecer e veio direto no vale da minha xaninha seu pau nessa hora já começou a ficar em ponto de bala, até esse dia eu ainda não tinha experimentado chupar o pinto do meu cachorro pois tinha muito nojo, mas como o tesão era muito grande e vendo aquelas cenas do filme eu não resisti e resolvi fazer o mesmo, deitei o meu cachorro com a barriga para cima e meti a língua no seu pau, a cada minuto que passava mais excitada eu ficava pois sabia que meus pais estavam pertinho e qualquer barulhinho meu coração vinha na boca. Depois de ter chupado por quase uns quinze minutos fiquei mais decidia a dar para o meu cachorro eu levantei o vestido e tirei a calcinha e fiquei de quatro para o hunter que já foi direto na minha xaninha como sabia que era arriscado não deixei entrar o nó e fiquei controlando o meu cachorro até a hora que ele não aguentou e jogou um caminhão de esperma na minha xaninha que nessa hora estava pulsante e satisfeita quando ele terminou ele ainda lambeu tudinho, nessa hora eu percebi que meus pais tinha saído do quarto foi aquela correria desliguei o filme joguei a calcinha atrás da instante e saí correndo para o quintal e hunter veio atrás. Então entrei na cozinha e meus pais me perguntaram o que era aquela correria e eu respondi que estava brincando com o meu cachorro para variar o meu pai ficou furioso porque eu coloquei o meu cachorro para dentro de casa. Meu pai logo subiu e minha mãe ficou na cozinha para preparar o almoço como era domingo a empregada descansava nesse dia e minha mão pediu que eu ajudasse ela na cozinha eu tentei escapar falando que tinha que tomar banho, pois eu tinha que pegar o filme que estava dentro do video e também pegar a minha calcinha que estava atrás da instante, eu fazia de tudo para disfarçar o meu nevorsismo até que minha mãe deixou eu ir tomar banho, esse dia eu passei o maior apuro mas se tivesse que fazer de novo eu faria tudinho. Como eu relatei no meu outro conto no dia em que eu dei pela primeira vez para o meu cachorro eu estava usando a calcinha da minha mãe e como eu queria guardar de recordação eu não joguei fora escondi ela e depois coloquei o filme junto também. Mas para minha infelicidade não é que minha mãe sem querer acabou achando, eu estava na faculdade quando ela me telefonou e me mandou ir para casa na mesma hora eu não tinha nem noção do que ia surgir. Quando chegou lá ela me chamou no quarto dela e trancou a porta e jogou em cima da cama a calcinha e o video e me pergunto quero saber de tudo não adinta me enrolar. Aí eu falei que o vídeo era de uma amiga minha que me emprestou e como eu fiquei curiosa acabei aceitando para ver como era aquilo aí ela me perguntou e a esta calcinha que era minha aí eu falei que certo dia estava brincando com o meu cachorro no quintal e de repente caiu do varal a sua calcinha e o hunter na mesma hora começou a mastigar e como eu fiquei com medo de você me chingar eu escondi a calcinha para jogar fora e acabei não jogando. Minha mãe não engoliu muito a história e me perguntou se eu não tinha feito nada com o hunter eu respondi na lata que não. Depois disso eu fiquei um pouco com medo da minha mãe contar para o meu pai, só que eu acabei ficando sem o vídeo e a calcinha. Depois desse ocorrido eu fique uns tempos sem fazer nada com o meu cachorro, para falar a verdade nem via ele. Passado uns três meses minha empregada tinha tirado férias e minha mãe resolveu tirar férias também para cuidar da casa, certo dia cheguei mais cedo da faculdade e logo quando entrei grite pela minha mãe mas não a encontrei verifiquei em vários comodos da casa e de repente ela surge na cozinha vindo do quintal com os olhos arregalados aí eu perguntei se tinha acontecido alguma coisa e ela me respondeu que não, eu sabia que tinha alguma coisa estranha pois sei quando minha mãe está mentindo ou não e logo reparei que escorria alguma coisa de sua perna quando reparei melhor vi que era esperma e não pensei outra coisa fui direta para o quintal e logo constatei que o meu cachorro estava com pinto duro. Na hora eu não sabia o que fazer pois não sabia se chorava por ter sido traída pela minha mãe ou pelo meu cachorro. Então resolvi voltar e nada a comentei com a minha mãe. Na manhã seguinte despedi da minha mãe falando que ia para a faculdade e saí mas naquele dia eu já tinho decidido que não iria na faculdada queria constatar com os meus olhos o que estava acontecendo. Depois de uma meia hora eu voltei para a casa e entrei bem quietinha se fazer qualquer barulho e fui direto para o meu quarto e entrei de baixo da minha cama, minha mãe já tinha arrumado o meu quarto quando escutei a porta da cozinha abrir pude ver minha mãe brincando com o meu cachorro no quintal, ela pegou a coleira dele e colocou nele e levou ele para debaixo da lavanderia. Minha mãe para quem não sabe é loira cabelos curto e liso tem 49 anos um corpão muito bem distribuído tem uma bunda que eu fico louca de inveja tem1.68 de altura e deve pesar 64 kg. Nessa hora que ela levou o cachorro para lavanderia eu começei a me excitar só de curiosidade do que iria acontecer. Então deci nas pontas dos pés e escondi atrás da janela da cozinha ainda não conseguia ver nada mais já estava escutando o gemido da minha mãe nessa hora minha calcinha estava ensopada. Então coloquei a cabeça na janela e ví minha mãe de quatro e meu cachorro estava lambenbdo sua bucetona que é loira e muito cabeluda e não demorou muito para o hunter subir nela, eu já estava com os dedinhos na minha buceta, o hunter como estava bem treinado nisso foi certeiro e acertou bem o cuzinho da minha mãe que nessa hora já estava muito molhada e com a fúria e o impeto do meu cachorro logo já estava preechendo toda as entranhas do rabinho de minha mãe, ela gemia muito alto aquilo me dava mais prazer, ela ainda falava palavras obcenas come mete gostoso – come a mamãe – fode a mamãe – minha mãe estava delirando de prazer e eu também. Até que não resisti e dei o flagrante na minha mãe, abri a porta da cozinha que fazia o maior barulho, minha mãe ficou perplexa na hora que me viu sem ação e se levantou tetando se compor. Aí eu falei calma mãe eu também quero participar dessa brincadeira gostosa, para o hunter foi a glória pois agora ia poder ter as suas duas cadelas juntinhas. Falei para minha mãe vamos terminar o que vc começou agora mesmo e falei para ela ficar de quatro de novo, ela falou coloca na minha buceta que o meu cuzinho já está doendo, mas eu muito sacana queria ver ela urrando e direcionei o pinto do nosso dog para o cuzinho dela, ela deu um grito alto de dor e tentou sair mais eu segurei e hunter estocou forte no seu rabinho, nesse dia também não pude deixar de notar como minha mãe era gostosa, depois de uns três minutos ela começou a falar que estava uma delícia o pau do meu cachorro não parava de crecer no seu rabinho, ela gritou não vou aguentar muito tempo vou gozar, nessa hora maravilhosa não pensei duas vezes e deitei debaio da minha mãe e enfiei três dedos na bucetona da minha mãe que estava ensopada, ela fala muita sacangem o que me excitava ainda mais, ela falava que delícia sendo comida pelo meu filho e minha filhinha e mandou eu enfiar bem gostoso quando de repente ela falou que ia gozar quando ela falou isso eu cai de boca na sua xana e veio tudo na minha boca foi uma das coisa mais gosotoasa que eu já tinha preesenciada na minha vida. Depois que ela gozou ela mandou eu tira o meu cachorro de cima dela, foi exatamente o que eu fiz. Ela falou agora vai ser a sua vez, mas mandou eu esperar um minuto ela foi lá dentro de casa e veio com a sua calcinha que eu tinha usado na primeira vez e falou que queria ver eu sendo fudida com sua calcinha. Eu prontamente atendi coloquei sua calcinha e ela falou que queria que eu chupasse o pau do hunter e eu prontamente atendi enquanto eu chupava o pinto do meu cachorro ela começou a lamber minha chaninha que estava pingando de tanto tesão, ela enfiava dedinho na minha bucetinha e continuava a falar palavras que me excitavam muito, nossa essa putinha além de chupar bem gostoso uma vara tem um bucetinha muito gostosa, quando eu escutava isso eu chupava com mais vontade de tanto tesão, de repente minha mãe colocou dois dedinho no meu rabinho eu senti a dor na hora e falei para ela aí não dói muito, isso foi a glória para ela que na mesma hora chamou o meu cachorro e falou agora você vai ver o que é bom e meu cachorro já subiu em cima de mim e ela direcionou bem para o meu rabinho que nessa hora não parava de piscar. Hunter estocava muito forte no meu rabinho e sua vara foi logo inchando e intupindo meu cú, doia demais e ele bombava cada vez mais rápido até que eu senti sua porra jorrar preenchendo todas entranha do um cú de porra. Quando Hunter saiu minha mãe ficou impressionada pois jorrou jato de emperma do meu cú de tanta porra que ele havia gozada, meu cuzinho dessa vez estava arregaçado eu não aguentava nem me sentar de tanta dor mas esse dia foi maravilhoso pois além de dar pela primeira vez para o meu cachorro acabei descobrino outra opção sexual que é fazer amor com mulheres, hoje sou apaixonada no meu cachorro e principalmente na minha mãe que é uma delícia entre quatro paredes, mas isso é outra história. Queria relaciona com mulheres que passaram pela mesma situação ( zoofilia ) para quem sabe no futuro fazermos uma transa muito louca... também adoro receber fotos de zoofilia e lésbica e se alguma mulher se interessar em me conhecer é só me escrever que eu responderei o mais rápido possível. Um super beijo para quem gostou do meu conto... sharon....




Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu vonto junto com o meu comentario:

Outros contos publicados desse mesmo autor
 


Próximo Conto

MINHA MULHER TREPOU COM O GINECOLOGISTA