Logo casa dos contos
Esqueceu a sua senha? Clique Aqui

Principal Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco
Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco Login

Fui viajar e ela deu na nossa cama para o garoto

Por: Marcos1001 - Categoria: Fantasias

Já contei várias histórias aqui, e hje resolvi contar mais de uma. Essa foi do último feriado prolongado. Tínhamos um feriado na quinta e resolvemos esticar até domingo, mas minha esposa disse que tinha um concurso no sábado e domingo e teria que voltar na sexta à noite. Como iríamos para um sítio perto da nossa cidade, disse que ela poderia ir e voltar nomesmo dia, mas ela insistiu que não, que seria cansativo e poderia acontecer algum imprevisto que fizesse perder a hora.
Achei estranho e perguntei o que ela tinha planejado. Ela apenas disse que filmaria e depois me entregaria. Eu sabia que ela queria ficar com o garoto dela, e por mais tempo que o normal.
Viajamos e no sábado pela manhã ela voltou, sozinha. Depois ela me explicou qual foi a armação. Ela marcou com o garoto dela, de 20 anos, o tal Rick, que depois da prova ela iria buscá-lo e que passariam a noite juntos. Para ficar bastante tempo, já que a prova acabaria umas 5 horas da tarde, ela iria levá-lo para casa, onde dormiriam juntos até o outro dia, e na hora do almoço, antes que eu chegasse com todos, ela levaria ele embora. Mas tinha um detalhe. Ela filmaria tudo escondido dele para eu ver.
Voltamos de viagem, e dias depois ela me contou como foi e assisti a 2 vídeos. Segundo ela, foi buscar o garoto e pegou ele num local às 6 da tarde. Ele estava eufórico, primeiro por ficar com ela até o outro dia, depois por conhecer a nossa casa, a nossa cama, aquele fdp, ia trepar com ela lá. Foram para casa e como ela tem o carro bem filmado, ninguém percebeu que estava acompanhada, e o portão automático tb ajuda. Entraram na garagem e foram para a sala. Ela disse que mau tirou a bolsa no ombro e ele já agarrou ela por trás e começou a beijar o pescoço, com o pau muito duro. Já foi arrancando a calça e tirou a calcinha junto. Ela pediu calma mas ele sem responder já tirou o pau pra fora e abriu as pernas dela, e por trás mesmo buscava sua xana. Ela estava molhadinha já, e se posicionou pra ele enfiar gostoso. Apoiada no sofá, pelo lado de trás, no encosto, ele começou a meter com socada fundas, com vontade, nem desabotou a camisa dela, apenas puxou e arrancou todos os botões. Com força ainda arrancou-lhe o sutião e passou a segurar nos dois peitos e metendo forte. Ela enlouquecida gozou forte e ele pediu pra gozar tb. Ela disse que sim e ele encheu a bucetona dela de porra, parecia que dava pra encher um copo. Turou o pau dele e deu a volta no sofá e se sentou. ela acabou de tirar a camisa e ele disse: vem meu amor, hj vou te amar como nunca mais vou poder de novo. Ela sentou na pica dele e cavalgou forte, pulava insanamente e ele chupando os peitos dela, forte, dava umas mordidinhas que pareciam que ligavam o biquinho com o grelo e ela gozava.
Gozou mais duas vezes até que ele disse que iria de ovo. Ela saltou de cima do pau dele o foi chupar, aquele pinto moreno, gostoso, novinho, que era só dela. Chupou com força, com vontade e ele gozou na boca dela. Mas o pau do menino não amolecia. Ele deitou ela no sofá e colocou uma perna dela no encosto, deixando bem aberta a buceta dela. Deitou em cima e começou a enfiar devagarinho. Sussurrava no ouvido dela que ela era a melhor mulher do mundo, que jamais conseguiria ter uma como ela, que sentia muito ciúme do marido dela, mas hoje ia comer ela direto, sem parar. Essas palavras sussurradas no ouvido, misturada com gemidos fez ela gozar e el também, juntos.
Ela sugeriu um banho e foram tomar. No quarto ele perguntou se era a cama que ela dava pra mim, e lógico que era. Ela disse que ali ela já tinha chamado por ele, mas o marido que tinha comido. Depois disso ela pediu uma pizza e conversaram por umas 2 horas. Ela disse que estava exausta e foram para o quarto.
Enquanto ele tinha ido tomar banho ela ligou o notebook e deixou gravando, sem ele perceber. Quando ela se deitou, só de calcinha, ele veio por cima e disse que queria chupar aquela buceta, que ele não sabia muito bem como era, mas ela podia ensinar. Perguntou se eu chupava ela gostoso e ela disse que sim, muito e que sempre gozava na minha boca. Então ele queria aprender.
E o filme foi assim; vi ele descendo para a buceta dela, ela olhava para a cãmera que filmava e mandava ele ir devagar, com a ponta d alíngua no grelo. À medida que ele acertava ela falava isso, assim mesmo. Ele chupou e chupou até ela dizer que ia gozar. Com muitos gemidos e se contorcendo, ela gozou. Comoeu sempre fazia e ela gostava, ela abriu bem as pernas e pediu: mete, com força. Isso fazia ela gozar com 3 socadas fortes de novo. Ele meteu e ela gozou. Ficaram quase 2 horas trepando e o filme foi longo. Ela gemia e se contorcia, gozou muitas e muitas vezes, e ele também. Depois que ele deu a terceira gozada, caiu de lado e praticamente desmaiou, adormeceu. Ela levantou, foi até pertinho do notebook e disse: gostou. fechou o notebook e foi dormir.
Quando acordou logo cedo, foi fazer café e levou o notebook para a cozinha e falava comigo pela CAM. Ele chegou e não percebeu. Começou a beijá-la e disse que queria ela. Sem pestanejar, ele tirou o roupão dela e ela peladinha. Colocou ela em cima da mesa, segurou pelas pernas e começou a socar, e eu vendo tudo. Meteu gostos e ela se deitou na mesa e ele metia e chupava-lhe os peitos. Ela gozou algumas vezes e depois foi ele. Ele parecia exausto e largou ela ali em cima da mesa, aberta, gozada e se sentou, dizendo que precisava comer.
Ela levantou e colocou o café. Comeram e ela subiu para o banho, pois tinha que sair para levá-lo embora e deixar tudo arrumado.
Quando estava no banho, ele entrou no banheiro e começou a ensaboar o corpo dela. Passou nas costas, nas coxas, nos peitos e depois, com a mão cheia de sabã, lavou a xana dela. Ele passava a mão e o pau já duro (DE NOVO) roçava o rabo dela, mas ele não enfiou, tomou banho e ficou só nos carinhos. Quando ela desligou o chuveiro, ele puxou ela pela mão e mesmo molhados, ele colocou ela na cama, de quatro e começou tudo de novo. meteu, e socava forte até gozar. Ela estava exausta de rola, não gozou, apenas deixou o menino aproveitar. Ele tomou o banho, se trocaram e ela levou ele pra casa. Disse que ele estava exausto e perguntou quando seria a próxima vez. Ela me relatou tudo e me mostrou os vídeos. à noite, quando chegamos de viagem, ela dormia no sofá. Nos arrumamos e deitamos.
No outro dia bem cedo fomos conversar e ela me contou tudo e mostrou o vídeo. Logo depois foi a minha vez. O tesão era tanto que a loucura foi ao máximo, mas conto essa parte de outra vez. Agora vamos em uma casa de swing para conhecer.

Comentarios
Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu voto junto com o meu comentario:


Este site contém contos eroticos, fotos e videos destinados exclusivamente ao público adulto.
Ao acessá-lo, você declara que tem no mínimo 18 anos de idade e que no país onde você esta acessando esse conteúdo não é proibido.
© 2005-2018 - CasaDosContos.com - Todos os direitos reservados