Amigos


BY: Pedrofab
Olá, me chamo pedro, tenho 20 anos, olhos verdes, cabelo liso, castanho escuro, relativamente magro, as pessoas falam que eu sou bonito, mas particularmente, não acho isso, vou contar uma história de que me aconteceu aos 15 anos, um romançe, então se estiver aqui em busca de somente putaria, pode parar por ai, mas vamos lá, sou filho de pais separados, moro com minha mãe que trabalha fora, sou filho único, ao meu quinze anos não era assumido, mas ja sabia que eu era bi, estudava em uma escola proxima a minha casa, tinha me mudado de cidade  recente devido a separação dos meu pais, emfim, no meu primeiro dia de aula  cheguei na sala, fui apresentado pela professora e sentei logo na primeira carteira que estava vaga, abri meus materiais e comecei a estudar, quando um menino que estava atraz de mim me chama para se apresentar, seu nome era matheus, loiro, olhos castanhos claros, corpo definido, e lijeiramente mais baixo que eu, quando o vi tive um sentimento forte por ele, me apresentei e começamos a conversar, quando a aula acabou voltei para casa feliz por ter conhecido ele, e louco para voltar na escola no dia seguinte.
  Viramos amigos, os dias foram passando, e o ano ja estava perto de acabar, pois eu tinha entrado na escola no meio do ano.
No final do ano, fui morar com meu pai, em uma fazenda, por discussões com minha mãe, e minha história com matheus se dividiu, por um tempo....
Meu pai, era um cara muito festeiro, sempre que eu ia lá saia para festas com ele, como estava morando lá, ele me chamou para ir a uma festa, um show que iria ter lá, chegando lá começamos a enturmar, e chegou um velho amigo do meu pai , que eu não conhecia, em seguida chegaram sua esposa e sua filha: Gabriela  15 anos, 1,60,  cabelos loiros lisos, seios e bunda relativamente grandes, olhos verdes, achei ela bonita, como não tinha nada para fazer começamos a conversar, o pai dela, bem liberal do meu lado não importou, ela começou a falar de sua vida e a conversa começou a fluir, até que o pai dela teve que sair e ela foi atraz dele, começei a beber na festa, apesar de ter 15 anos meu pai não importava.
Umas 2 horas depois, sai do povo para tomar um ar, fui para o estacionamento, entrei no carro do meu pai, estava meio sonso e cansado, ja tinha bebido muito, foi quando eu ví a Gabriela andando sozinha no estacionamento, sai do carro e rápidamente fui questionar ela:
_Ei Gabriela!! Oque está fazendo aqui sozinha, é muito perigoso aqui a esta hora da noite!
Ela disse :_ fui procurar meu pai, ele desapareçeu.
Falei: _Espere, vou te ajudar, só vou trancar o carro do meu pai e pegar minha blusa de frio.
Entrei no carro, ela chegou perto e a convidei para entrar do outro lado, ela entrou sem falar nada, olhei pra ela, ela olhou para mim com um olhar safado, cheguei perto e sem pensar lhe dei um beijo quente e longo, tirei minha blusa, peguei uma camisinha que guardava na carteira, tirei sua blusa , começei a beijar cada parte do seu corpo, dando pequenas mordidas,em seguida ela colocou a mão sobre meu peito e foi deslizando até chegar na calça, eu ja estava exitado, louco para tirar aquela calça, ela desabotoou o cinto, abriu o ziper e tirou minha calça, meu pau, ainda sob a cueca totalmente duro, ela encostou a mão na minha cueca e foi massageando o meu pau, aquilo estava me torturando, em seguida ela colocou a mão por dentro da cueca e pegou meu pau que estava latejando, começou a bater uma punheta de leve para mim, eu ja estava louco para ela tirar aquela cueca de mim, quando tirou meu pau saltou, ela deu uma olhada com uma cara de aprovação( tinha 18 cm, para 15 anos) então ela começou a chupar em um ritmo torturante, enquanto batia para mim, quando ela acabou,eu peguei a camisinha e coloquei no meu pau, subi por cima dela, comecei a tirar sua calça apertada, quando vi sua calcinha toda molhadinha, coloquei a mão por cima e começei a massagea-la, ela começou a gemer baixinho, dando pequenos suspiros, tirei sua calcinha e rapidamente penetrei nela, ela começou a gemer mais alto, dei lhe um beijo quente, e começei um vai e vem gostoso, ficamos uns 2 minutos até ela atingir o orgasmo, depois ela tirou a camisinha do meu pau e começou a chupa-lo com toda vontade, ficou uns 5 minutos até eu gozar, enchendo a boca dela, depois nos vestimos correndo e fui ajuda-la a achar o pai, achamos ele em uma barraquinha de bebida, completamente bêbado, voltei para junto do meu pai, e ele ja estava cansado, fomos embora, depois de uns dias, eu e Gabriela nos encontramos denovo e começei a gostar dela...

                                CONTINUA...
Este é meu primeiro conto, não estou focado em putaria, mas em contar um romançe baseado no que aconteceu comigo, aceito críticas costrutivas


Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu vonto junto com o meu comentario:

 


Próximo Conto

realizei a fantasia do meu marido, mas eu adorei