TREPADA COM O PROFESSOR VALENDO NOTA!


BY: Caca
Olá delícias, vim contar pra vocês mais uma que me aconteceu
Como sempre a faculdade agente imagina mil maravilhas, mas com o passar do tempo a coisa vai ficando preta, as dificuldades com as matérias começam a aparecer e justamente com aquele professor fodão, que não dá moleza pra ninguém e trata todos os alunos com casca e nó independente de ser menino ou menina. Mas mesmo ele me deixando de DP no 1º semestre, eu ainda sentia uma mistura de desejo e raiva enorme. Passe raspando no 2ºsemestre, já no 3º que é justamente este que estou concluindo agora por pouco não me deixou de DP outra vez, Ahhhh que delícia, sempre fui louca pra dar pra ele, toda vez que era aula dele eu fazia questão de chegar atrasada, só pra ele me ver entrando, passava um batom bem vermelho e comprava vários pirulitos pra ficar me insinuando pra ele, eu chupava todos, as vezes eu fazia perguntas só pra ver ele perder o foco enquanto explicava olhando eu chupar o pirulito, era muito gostoso.

O safado é inteligente demais...1,70 de altura, cabelo castanho enroladinho, branquinho, parece ter as mão tão delicadas e suaves,bundinha gostosa bem dura, e o melhor aquela cara de nerd que dá a impressão de que nem sexo ele sabe fazer de tão bobinho que é, dá vontade pegar ele e falar "vem que eu vou te ensinar como faz".
Casou se no começo do ano, agente até achou que ele deu uma melhorada depois de ter casado, mas nem tanto assim, continua carrasco, aiiiii carrasco e nerd, todo certinho, bem católico por sinal , já estudou no Canadá, já foi pesquisador na USP, perfeito e cheio de regras que eu adoro quebrar.

Enfim...chegamos á época das provas, mesmo estudando muito quando se trata do Marcio a coisa fica muito séria. Fiz a primeira prova, pelo menos fiquei na média com 7,5, mas quando chegou na segunda parece que eu nunca tinha ido na aula dele, não sabia nada, mesmo tendo estudado tanto, fiquei preocupada mas esperei pra ver. Na semana que teria a próxima aula ele sempre faz vista de prova, agente olha a prova se concordar com a nota assina e devolve, se não fica esperando e conversa com ele.

Muito bem, quando peguei minha prova na mão quase enfartei, "NOTA 1,5", me deu uma vontade de chorar, mas esperei até o final da aula pra conversar se eu poderia fazer outra prova, todo mundo entregava a prova e saia, poxa só eu tinha me saído mal que raiva que fiquei, porque sou tão burra assim?

Enquanto isso, ele me viu sentada na cadeira esperando e perguntou:

-Tem algo errado com a sua prova?

-Não mas eu quero conversar uma coisa.

-tá bom, espera o pessoal terminar de entregar as provas aí conversamos.

-Tudo bem.

Esperei e fiquei pensando, "ai que delícia vai ficar só eu e ele aqui, já pensou se ele quiser me comer? A unica coisa que poderei fazer é dar gostoso se ele quiser".Eu já estava ficando excitada piscava a buceta olhado pra ele, desejando. Quando pensei que fosse ficar sozinha com ele, mais uma colega queria conversar com ele, mas foi rápido ela tirou uma duvida e saiu. Levantei da carteira e fui até ele enquanto ele juntava suas coisas pra ir embora, cheguei perto e ele levantou a cabeça:

-Pode falar. O que aconteceu?

-Ah professor eu estudei tanto e tirei 1,5 na prova e...

-Ué tem que ter paciência, agora você já viu que da próxima vez tem que estudar mais, eu bem vi que essa não é a nota que

você geralmente tira, mas...cada um sabe de suas dificuldades né, infelizmente não posso te ajudar.

-Poxa professor, deixa eu fazer outra prova por favor meu marido vai me matar se souber que eu tirei essa nota.

-Não posso é totalmente contra as regras da faculdade, se alguém descobre eu levo advertência, explica pro seu marido que você está com dificuldade, ele vai entender.

Pensei, "bem que eu podia tentar dar pra ele né, mas se ele não quiser, vou passar vergonha" mesmo assim arrisquei a ultima cartada que tinha pra passar o semestre sem DP, já logo dei uma investidona nele,joguei a prova sobre a mesa, ele estava no lado da mesa dele, sentei na mesa em cima dos papeis alguns até caíram no chão, abri as pernas colocando os pés em cima da cadeira dele, eu estava de calça leging bem fina e apertada, marcado bem minha piriquita na calça, percebi que ele olhou rápido e foi rude:

-Que isso? Não...não faz isso não que alguém pode ver e você me prejudica...

-Relaxa delícia aqui é 5º andar essa hora tem quase ninguém

Fiquei com um pouco de vergonha mas já tinha começado, então queria ver o final, deixei a alça da blusinha cair pelo ombro mostrando meu soutien rosa de lacinho de cetim nas alças e metade do meu peito, lambi meu ombro olhando pra ele com uma cara bem de safada e falei:

-Você tá me forçando a fazer isso, agora é minha única saída, única chance de ganhar uma nota melhor e te ensinar como se dá uma foda.

-E quem disse que eu não sei foder?

-Seu mau humor e sua cara feia todo os dias quando vem dar aula, típico de foda mal dada.
Coloquei o pé no peito dele e passei a mão na buceta , me inclinei pra frente puxei a blusa mostrando os dois seios pra ele, dei uma piscadinha e falei:

-E aí prof, vai resistir???

-Isso é muito indecente da sua parte sabia?
Levantei com tudo e encostei os peitos nele, uma mão peguei na bunda dele e a outra mão na rola que já estava durinha:

-É eu sei sim, e é disso que eu gosto.

-E aí? É pegar ou largar.

Ele rapidinho se afastou passou as duas mãos na cabeça fez uma cara de preocupação e juntou as coisas rapidamente.

- Eu preciso ir agora se não chego atrasado na outra faculdade.
Parei na frente dele bem pertinho segurando suas mãos.

-Ai você não vai me deixar aqui com vontade de você assim vai?

Ele não resistiu mais, avançou brutalmente, lambeu meus lábios bem devagar, enquanto eu levantava e pressionava a coxa entre suas pernas encostando naquela rola que parecia ser bem grossa, quando eu percebi que era hora de parar de apertar

-To saindo agora, vamos pro meu carro que agente conversa melhor.

-Até que enfim, achei que você resistiria, eu já estava ficando sem jogadas.

Mentira. A próxima jogada eu tiraria a blusa que na verdade eu já estava quase sem mesmo rsrsrs

-Duvido que com essa cara de safada você não teria mais nenhum movimento perigoso rsrsrsr...

- Não, por enquanto já chega.

-Ah por enquanto?

-Sim, o resto é surpresa

-Mas é uma putinha mesmo!

-É que você não viu na prática ainda, mas é só falar quando e onde.

-Então vamos pro carro acertar uns detalhes sobre a sua nota?

-Só se for agora.

Ele pegou o restante de suas coisas e saímos.

-Levanta a alça dessa blusa, se não vão desconfiar da gente, e se perguntarem fala que você está indo até meu carro pra pegar uma referencia bibliográfica.

Concordei e pegamos o elevador, como já passava do horário de saída os elevadores já estavam vazios e parados no andar, entramos ele ficou na frente próximo dos botões e eu no fundo do elevador pra se alguém entrar não desconfiar, fui comportada até o andar da garagem que fica no subterrâneo.Chegando no carro, um Audi A6 muito bonito com os vidros bem escuros, sentei no capô e esperei,ele abriu o porta malas e as portas de trás e começou a passar do banco de trás para o porta malas ,livros, jaleco, roupas, assim que terminou mandou eu entrar lá trás mesmo. Entrei e ele só foi na frente pra colocar um papel no para brisas, aqueles que usam pra proteger do sol, que usamos para outra finalidade rsrsrsrs ligou o som e percebi que era uma das minhas bandas preferidas The Cult - She Sells Sanctuary, era o CD que ele tinha colocado parece até que adivinhou que eu gostava, mas enfim não perdeu tempo e veio logo atrás de mim cheio de tesão.

-Pronto! Agora podemos conversar sobre a sua nota, agora que você já me fez cair em pecado, o que você me propõe?

Fui pra cima dele com tudo naquele banco de couro preto tão macio,montei em cima dele peguei no colarinho da camisa e rasguei ela toda até em baixo, os botões sumiram entre o banco.

-Ah não...você rasgou minha camisa...e agora??

Lancei um tapão na cara dele e disse:

-Cala boca seu nerd, me deixou de DP no primeiro semestre, quase me deixou no segundo, e no terceiro não vai deixar mesmo! Não resiste não que eu fico mais louca ainda, quem manda aqui sou eu, então relaxa, obedece, aproveita e aprende como se dá uma foda de verdade.

-Nunca mais vou te deixar de DP...eu prometo.

Peguei naquele cabelinho enrolado que a esposa dele deve ter passado ativador de cachos Johnson antes dele sair de casa, puxava e mordia o queixo dele, lambia o peito e a barriga, mordia os mamilos dele, ele se contorcia e esfregava o pau duro na minha bucetinha por cima da calça segurando na minha bunda, dava pra sentir ele ofegante de tesão, isso porque eu nem tinha começado ainda.
Desci a calça dele...que cuequinha linda, rasguei toda, ele levantou a cabeça só olhou e deitou . Quando eu vi...até a rola dele era delicada cheirosa, era bem branquinha com a cabeça rosa,babava de tesão, fiquei louca lambi e enfiei tudo na boca porque não era muito grande, mas dava pro gasto. Chupava enlouquecida e ele gemia e empurrava a minha cabeça no pau dele:

-Chupa....aiii chupa safada...vai chupa gostoso...hummm...

-Tá gostoso tá delicia? É só uma amostra!

Levantei passando a língua no corpo todo até na boca e beijei sua boca babando ele todo, ele segurou meu rosto e disse:

-Agora vou te ensinar fisiologia na prática...

-Manda ver que nessa eu garanto um 10...

Sentou e mandou eu ficar de quatro, me deu um tapa na bunda:

-Vou te mostrar que pra mim você não precisa ensinar nada!

-Mostra que eu to louca pra ver rsrsr...

Ele cuspiu na mão, passou na rola, punhetou e foi enfiando na minha buceta, deu uma socada de repente que gritei segurando na maçaneta da porta.

-Vai safada não aguenta?

Dei um meio sorriso bem safado, e ele começou a meter, eu gemia e as vezes gritava, ele me batia e mandava eu calar a boca se não quem tivesse do lado de fora no estacionamento iria ouvir, quando ele me batia... aí que eu me apaixonava e pedia pra bater mais. Mandei ele me encochar e mudei de posição, montei nele novamente e sentava enquanto ele batia na minha cara:

-Isso vagabunda, senta no meu pau...senta...isso...

-É assim que a sonsa da sua esposa faz?

-Não...ela não é puta gostosa que nem você assim não.

-Então realiza comigo vai delicinha, fico aqui metendo com você a noite toda, faço tudo o que a sonsa da sua esposa não faz com você.

E ele ficava louco, e eu sentava com tanta força que o carro balançava rsrsrs

-Vai mais devagar se não eu gozo.

-Pode gozar, to louca pra sentir seu pau pulsando na minha buceta.

-Para...para...para

-Por que delicia, deixa eu continuar não tá gostoso?

-Então mete pra mim gozar mete...

-Não..gozar ainda não, é serviço completo, agora vai comer meu cusinho!

-Ai que delícia...você vai me dar até seu cuzinho?

-Claro tudo por uma nota melhor, quero a nota de acordo com os serviços prestados.

-Não tem como eu te dar mil de nota

Ai eu gemi e unhei ele todo.

-Não me unha....minha esposa vai ver.

-Que se foda, cala a boca e fode meu cú!
Fiquei de quatro e ele lambeu meu cusinho e enfiava o dedo até ficar bem molhado e relaxado, colocou a cabeça devagar e meu cusinho foi engolindo o resto, dei um gemido de dor e prazer ao mesmo tempo bem lento e longo

-Aaaaaaaaaaaiiiiii....

Rebolei no pau durinho.

-Nossa que tesão que você me dá, assim eu vou querer todo dia

-Se você quiser pode ter todos os dias rs

E ele metia, me batia, puxava meus cabelos.

-Fode meu cusinho gostoso fode....isso fode que eu vou gozaaaar

Gozei com ele metendo no meu cu, mijei no banco do carro todo, nunca gozei tão gostoso

- E ainda mijou no meu banco, sua cachorra.

-Pra você lembrar de mim.Eu sei que você vai ficar cheirando o banco do carro pra lembrar do trato que te dei rsrsrs

-Com certeza vou. E agora aguenta q vou encher seu cú de porra.

-Isso fode bem gostoso mela tudo...

Ele me deitou com a bunda pra cima e subiu na minhas costas, com o pau cravado no meu cú e metia tão gostoso que eu revirava os olhos de tesão, minha buceta melada de gozo.

-Vou gozar gostosa

E eu sentia aquela porra quente no meu cú e a rola dele latejando, juntava os gemidos, o corpo dele suado pra mim tudo aquilo era um tesão enorme. Quando ele tirou o pau de dentro do meu cú , sentia toda aquela porra quente escorrendo na minha buceta, minhas pernas, levantei e o banco estava todo gozado, eu passava o dedo e lambia e ele me olhava com uma cara de realizado acariciando meu seios.

- Que delícia de mulher...tão pequena, mas tão safada, que gozada maravilhosa...

-Sério?Que bom que gostou.

Nos beijamos, me sequei e limpei o banco com a camisa dele rasgada que depois joguei na lixeira, ele colocou a blusa de frio sem a camiseta e a calça meio molhada de xixi, dei uma ultima chupada na língua dele:

-Que pena que já acabou...

-Mas sempre que quiser não precisa usar a nota como desculpa, é só pedir.

-Hummmm... vontade não vai faltar, deixa passar as férias que daremos continuação nos nossos encontros

-Perfeito, sua nota será lançada no sistema em breve.. até mais aluna...

- Vou aguardar ansiosa...seja generoso comigo. Até mais professor

Desci do carro, dei uma lambida no vidro ,fui pro elevador e ele foi embora, na outras semana fez questão de me mostrar a prova com uma nova nota, o 1,5 ele fez virar um 7,5 kkkkk....agora vamos ver depois das férias o que acontece, tomara que eu tire notas ruins novamente pra ter oportunidade de solicitar uma melhor e ele esteja na seca pra mim matar a sede dele dinovo rsrsrs





Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu vonto junto com o meu comentario:

Outros contos publicados desse mesmo autor
 


Próximo Conto

FURANDO O OLHO DA AMIGA