swing na fazenda


BY: Bigdestroy
Oi, vou usar um nome fictício: Elaine, sou loira e bem parecida com a Madonna no inicio da carreira, a historia que vou contar, aconteceu em 2005 em Osasco-SP. Trabalhei numa Empresa junto com meu atual ficante vamos chama-lo de Regee e outro casal amigo nosso, que também faz parte da historia.
O Regee era o encarregado do departamento e na época era louco pela assistente vamos chama-la de Thata, uma loira que já tinha sido modelo de propaganda de tv, ela sempre provocava todos na Empresa com seus fartos jogo de seios, e conquistou um dos gerentes e casou com ele, vou chama-lo de Japa por ser japones.
Após 4 anos nós quatro já não trabalhávamos mais nesta Empresa, mas a amizade continuou, e um dia conversando com a Thata sobre sacanagem, falei que o Regee sempre teve tesão louco antigamente por ela, daí ela falou: posso provocar ele na sua frente pra sacanaer? Eu aceitei, só pra ver a cara dele.
Combinamos os casais para uma festa na chácara do Japa num final de semana, daí quando o Japa tava na piscina e eu e a Thata tava tomando sol, o Regee foi pegar algo na cozinha, dei um toque na Thata pra ir la.
A Thata viu ele fazendo uns drinks, e pediu para beber um pouco, e foi esfregando os seios nele, o Regee ficou apavorado e louco de tesão: que isso Thata? ficou louca? Thata: não gosta? Se o Japa ver vai sujar?
Olhou pela janela e Japa tava nadando, e eu tomando sol. Ela virou de costas e começou a rebolar no pau dele se esfregando e fez sinal de silencio, daí voltou pra piscina.
Quando ela voltou me contou, eu fui la dentro e o Regee me chamou escondido para um dos quartos, pensei que era pra me falar, mas ele já foi me agarrando morrendo de tesão, me chupou os seios, tirou seu pau pra fora me fez chupar e meteu sem dó na minha buceta, após vários movimentos que nunca tinha visto, gozou tanto que escorria nas minhas pernas.Eu dei uns tapas na cara dele e falei: vc ta comendo eu ? tem certeza? Fdp! E fez que não entendeu. Os gritos fez com que o Japa e a Thata fossem ver o que era, e nos pegaram pelados na cama e depois saíram.
Minutos depois, eu inventei que ele me agarrou e pedi desculpas pra eles, a Thata sabia de tudo, e depois falei pra ela que ele era um cachorro, nunca tinha feito aquilo antes.A noite os ânimos já acalmados, o Regee se desculpou e o Japa contou pro Regee que a Thata fez o mesmo quando nos viu pelado e quase o estrupou, e contou também que nunca falou antes, mas adorava ver sua mulher levar vara de outro pra dar tesão e que ela ta afim de dar para ele, mas tem medo de eu brigar com ela.
O Regee me conhecendo, fez umas mistura louca na minha bebida (eu chamei de drink do inferno), daí a noite começou a farra de sacanagens, todos falando piadas e fazendo jogos de tirar peça de roupa, eu todo momento falava: gente to tonta, to vendo tudo rodando, foi a deixa pra troca de casais, a Thata sentou no colo do Regee e o Japa me pegou a força, se eu tivesse ciente matava ele, cada um foi pra um quarto e combinaram de depois se juntar na sala.
Esta parte que vou contar me falaram depois, pois eu não lembro de nada, o Regee catou a Thata e jogou na cama, chupou tanto a buceta dela que os gritos faziam os cachorros latirem alto la fora, ele disse que ela chupou tanto a rola dele “desgraçado” que mudou de cor, daí meteu fundo nela em varias posições, e Thata pedindo: com força, com força pra arregaçar, rolava na cama, o suor escorria pelo corpo, ela dizia: eu te amo, eu te amo/ como posso aceitar isso?gozaram feito loucos, e me falou ainda que os lençóis da cama ficaram tão molhados que devem ter perdido uns quilos na cama. No outro quarto o Japa contou pra Thata, que me amarrou na cama e metia sem do no meu cú: Vamo Elaine sente fundo, toma, toma,toma... o Japa não comeu minha buceta com medo de me engravidar, tava sem camisinha, ainda bem ninguém merece, depois com os dedos na minha vagina e jogo de línguas me fez gozar, assim ele falou eu não lembro e odeio esta parte. Depois todos se encontraram na sala, eu tava praticamente desmaiada, o Regee metento na minha buceta, com a Thata agarrada atrás dele, chupando seu pescoço e o Japa no trenzinho comendo a Thata por trás, depois nós duas no chão tomamos um banho de porra e nos lambemos.
No domingo acordamos bem tarde, eu com uma puta dor de cabeça e meu cu ardendo, não sabia de nada e eles não falaram, pensei que só fora o Regee a noite. Passado quase 1 semana, o Regee me contou tudo, briguei com ele e dei um soco na cara dele, como pode me deixar com o Japa, ele sabia que eu tinha combinado com a Thata e passou na minha cara. Terminamos, mas em alguns dias a Thata me procurou e o Japa pediu desculpas dizendo que tava todo mundo bêbado, e pediram pra eu voltar com o Regee, dizendo que nunca mais aconteceria, eu até voltei a sair com Regee, nem sei se é namoro ou amizade, mas antes procurei meu ex-namorado que luta jiu-jitsu e disse que precisava conversar com ele. Num sábado a tarde, a casa sozinha, perguntei se ele não ia me pagar o que tava devendo, ele disse que não lembrava de nada, eu falei eu sim e já fui agarrando ele,(quando ele era meu namorado metíamos durante as minhas férias, todas as tardes em casa), comecei a beija-lo e fui chupando de cima até seu pau gigante, maior que todos que já vi, eu engasgava e ele pedia mais: Vai Elaine mama gostoso, ta vendo crescendo na sua boca, ahaha; daí inverteu ficou minutos sugando minha xana metendo dedos e chupando, eu não agüentava mais, queria pau, ele meteu fundo, sentei no seu pau engulindo eu inteira, gozou 1, 2 , 3 vezes, metemos muito de todas as maneiras, gozei feito uma cavala, é uma pena que é casado e disse que tem medo da esposa descobrir. Hoje mesmo estando em outra Empresa e com o Regee pra destrair de vez em quando, tem uns cara da administração na Empresa que estão sempre se reversando pra trocar o óleo comigo, mas isso é outra história.





Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu vonto junto com o meu comentario:

Outros contos publicados desse mesmo autor
13004 - Arquivo Morto
 


Próximo Conto

Iniciando minha secretaria