DOMADÔRA INSACIAVEL 2ª PARTE


BY: betoleandro
CAXIAS DO SUL, 09/09/2016
CONTINUAÇÃO
OI PESSOAL, TUDO BEM, ESTOU DE VOLTA, PARA OS QUE NÃO ME CONHECE SOU LARA, 24 ANOS , TENHO 1.65 CM, PESO 54 KILOS, LOIRINHA NATURAL, PEITNHOS MÉDIOS, COXINHAS TORNEADAS, ENFIM, SOU DO TIPO QUE CHAMO A ATENÇÃO DOS HOMENS, CONFORME FALEI NO CONTO ANTERIOR, DEPOIS QUE CONCLUÍ MEUS ESTUDOS, ME DEDIQUEI A TRABALHAR NA FAZENDA DO MEU PAI, CRIADOR DE CAVALOS DA RAÇA CRIOLA, TEMOS UM GRANDE PLANTEL ENTRE ÉGUAS E CAVALOS, POR GOSTAR MUITO DE CAVALOS, PASSEI A ME DEDICAR NA DOMA DESTES ANIMAIS, QUE JA SAEM DA FAZENDA, PRONTOS PARA MONTERIA E LIDA NO CAMPO, SOU ESPECIALISTA EM AMANÇAR OS ANIMAIS SEM O USO DA FORÇA, NO INICIO QUASE NINGUEM ACREDITAVA QUE EU IRIA CONSEGUIR AMANÇAR OS ANIMAIS SEM MALTRATA-LOS, MAIS VAMOS AOS FATOS, , PARA ME AJUDAR EU ESCOLHI O SONDA, RAPAZ QUE SE CRIOU NA FAZENDA, FILHO DE UM ANTIGO EMPREGADO DO MEU PAI, MORENO ALTO, CORPO ATLETICO, BRAÇOS MUSCULOSOS, PELO ESFORÇO DO TRABALHO DIARIO, DEPOIS DE TRANZAR COM O SONDA NA VOLTA DA FESTA, EU ESTAVA FLUTUANDO DE FELICIDADE, ELE ME FUDEU COM MAESTRIA, USANDO SEU CACETÃO PARA SACIAR MEU DESEJO, FAZIA ALGUM TEMPO QUE EU NÃO GOZAVA TANTO EM UMA SO NOITE, DAI PRA FRENTE A GENTE PASSOU A TREPAR COM MUITA FREQUENCIA, NÃO ESCOLHIA LUGAR, DENTRO DO MATO, NO ESTABULO, ELE ESTAVA SEMPRE DE PAU DURO, PARA ENFIA EM MINHA BUCETA, MAIS O QUE BOM DURA POUCO, ACORDEI NO MEIO DA NOITE COM UMA VONTADE TREMENDA DE GOZAR EM SEU CACETÃO, ENTÃO FUI ATE SUA CASA QUE FICAVA PROXIMA AO ESTABULO, NA PRESSA DE GOZAR, NEM ME PREOCUPEI EM SER CAUTELOSA, MEU PAI QUE ESTAVA NA FAZENDA, ME VIU SAINDO SOMENTE DE BABYDOLL NO MEIO DA NOITE, ME ACOMPANHOU ATE A CASA DO SONDA, ENTREI E PRATICAMENTE TRANZAMOS DE PÉ, POIS ME APOIEI NA CAMA, DEIXANDO ELE ME FUDER POR TRAZ, MEU PAI QUERIA TER CERTESA DO QUE ESTAVA ACONTECENDO COMIGO, FICOU ENCOSTADO A ENTRADA DA CASA, OUVINDO MEUS GRITOS DE GOZO, POIS EU ESTAVA DESVAIRADA DE DESEJO, QUAL NÃO FOI MINHA SURPRESA, AO ABRIR A PORTA PARA RETORNAR PARA CASA, E ME DEPARO COM MEU PAI, FIQUEI GELADA, COM SUA PRESENÇA, ELE ME FALOU, ENTÃO E ISSO QUE TE PRENDE AQUI A FAZENDA, PODERIA ESCOLHER MELHOR SEUS NAMORADOS, NUNCA LHE PRENDI EM SUA VIDA, MAIS VER VOCE SE ENVOLVENDO COM SEU AJUDANTE NÃO É CORRETO, IMAGINO QUE TODO O RESTO DOS EMPREGADOS SAIBA DO SEU ENVOLVIMENTO, EU NÃO TINHA PALAVRAS, EU SEGUIA NA FRENTE MEU PAI ATRAZ, FALANDO SEM PARAR, O VENTO SOPRAVA LEVANTANDO A SAIA DO MEU BABYDOLL, DEIXANDO MINHAS COXAS AMOSTRA, PERCEBI QUE MEU PAI DIMINUIU SEU FALATORIO, OLHEI PARA TRAZ, ELE ESTAVA COM SEU OLHAR EM MIM, SO ENTÃO RETRUCOU, COMO PODE UMA GAROTA TÃO BONITA ESTA SE ENTREGANDO A QUALQUER UM, IMAGINA SE SUA MÃE PRESENCIA ESTA POUCA VERGONHA, AGORA O TOM DE SUAS PALAVRAS JA NÃO ERAM TÃO DURAS, CHEGAMOS EM CASA, FUI DIRETO PARA MEU QUARTO, NEM NOS FALAMOS, NAQUELA NOITE QUASE NÃO DORMI, QUE TINHA SIDO DE TANTO PRAZER AGORA, AGORA ERA AFLIÇÃO, ACORDEI CEDO, TOMEI BANHO E FUI PARA A BÁIA, CHEGUEI ANTES DOS EMPREGADOS, SELEI MEU CAVALO GAZO E FUI ANDAR PELA FAZENDA, NÃO SABIA COMO MEU PAI IA ME TRATAR, AO RETORNAR PARA A BÁIA ENCONTREI MEU PAI FALANDO COM OS FUNCIONARIOS, PARECIA UMA REUNIÃO, ENTRE O FUNCIONARIOS NÃO VI O SONDA, LEVEI MEU CAVALO PARA A COLCHEIRA E AO ME JUNTAR AO GRUPO, MEU PAI ME CHAMOU E FALOU, QUE TINHA FALADO COM O SONDA E PEDIU PARA ELE SE DEMITIR, POIS ASSIM NÃO IA ME EXPOR, ELE TINHA ACEITADO E JA TINHA IDO PARA A CIDADE NO CARRO DO LEITE, TIVE VONTADE DE CHORAR, MAIS PRECISAVA SER FORTE NAQUELE MOMENTO, FUI ME DEDIDCAR A MEU TRABALHO, O TEMPO FOI PASSANDO SO,PENSAVA NO SONDA, SENTIA SAUDADES DOS NOSSOS ENCONTROS E DE COMO ELE ME SASTIFAZIA SEXUALMENTE, TAMBEM NÃO ERA PARA MENOS, COM UM CACETÃO DAQUELE TAMANHO, EU VIVIA NAS NUVENS, MEU CONTATO COM OS CAVALOS AGORA FAZIA SOZINHA, FICAVA HORAS COM ELES, OS MAIS EXALTADOS ATE PERMITIA QUE EU PASSASSE POR ENTRE SUAS PATAS, TINHA CHEGADO UNS CAVALOS NOVOS QUE EU AINDA NÃO TINHA ME AJUSTADO A ELES, SEMPRE ARREDIOS, O QUE ME TOMAVA BASTANTE TEMPO PARA AMANÇALOS, NA SEMANA PASSADA PRECISEI ADENTRAR A NOITE NA BÁIA, PEDI PARA O PESSOAL QUE PODERIAM IR PARA SUAS CASAS, POIS EU PRECISAVA PREPARAR AQUELES CAVALOS PARA SEREM ENTREGUE AOS SEUS COMPRADORES, FUI EM CASA, FIZ UM LANCHE RAPIDO, ENTÃO VOLTEI PARA A BÁIA, PEGUEI UM DIOS CAVALOS E LEVEI PARA
O CURRAL ONDE IRIA LHE COLOCAR PELA PRIMEIRA VÊS A SELA, PARA ELE IR SE ACOSTUMANDO, FAZIA ELE DAR VOLTAS, SOMENTE, USANDO O MOVIMENTO LABIAL, ELE ESTAVA SE MOSTRANDO CONFIANTE, SO ENTÃO RESOLVI LHE COLOCAR A SELA PARA VER COMO ELE IA SE COMPORTAR, FORREI A MANTA, DEPOIS PEGUEI A SELA, ELE SE ENCOLHEU COMO SE NÃO QUISEÇE ENTÃO FIQUEI ESPERANDO ELE SE ACALMAR, SO ENTÃO COLOQUEI A SELA EM SEU LOMBO,,ELE PERMITIU, COMO AGRADECIMENTO LHE ALIZEI O PESCOÇO INDO ATE SUA CABEÇA, , AO ME ABAIXAR PARA PEGAR A PONTA DA SINTA PARA PRENDER A SELA, OBSERVEI DE QUE ELE ESTAVA COM O PAU ENDURECENDO, AQUILO ME CHAMOU A ATENÇÃO, ISSO NÃO É MUITO NATURAL, POIS SO ESTAVA EU E ELE NO CURRAL, AO VER SEU CACETÃO PRETO PENDENTE, A LEMBRANÇA QUE ME VEIO FOI DO SONDA, SENTI MINHA BUCETA SE CONTRAIR DENUNCIANDO MEU DESEJO, TIVE VONTADE DE PARAR COM O TREINAMENTO, MAIS PRECISAVA CONTINUAR MEU TRABALHO, FICAMOS MAIS UNS MINUTOS, COM ELE DANDO VOLTAS NO CURRAL, PENSEI EM MONTA-LO, MAIS NÃO ERA SEGURO JA ERA TARDE DA NOITE E EU ESTAVA SOZINHA, A MONTA FICARIA PARA O DIA SEGUINTE, SO ENTÃO ME DIRIGI PARA A BÁIA, PARA COLOCA-LO EM SUA COLCHEIRA, ABRI A CANCELA E FOMOS ENTRANDO, DEIXEI UMA LUZ ACESA NA ENTRADA E SEGUIMOS O CORREDOR, PÓIS SUA COLCHEIRA ERA UMA DAS ULTIMAS DO GALPÃO, AO CHEGAR A SUA SUA COLCHEIRA DEIXEI ELE ENTRAR,, AO FECHAR A PORTEIRA, FIQUEI LHE OLHANDO, SO ENTÃO OLHEI NOVAMENTE PARA O MEIO DE SUAS PERNAS, PERCEBI DE QUE ELE ESTAVA FICANDO DE PAU DURO NOVAMENTE, OLHEI PARA A ENTRADA DA BÁIA, QUERIA ME SERTIFICAR DE QUE ESTAVA SOZINHA, POIS EU IA ENTRAR EM SUA COLCHEIRA, SENTI DESEJO DE ACARICIAR AQUELE CACETÃO MAGESTOSO, ESTAVA CARENTE, SEM MEU HOMEM E COM DESEJO, PENSEI PELO MENOS POSSO ACARICIAR ESTE CACETÃO E ME MASTURBAR, PARA ACALMAR MEU DESEJO, ABRI A PORTEIRA, O CAVALO PARECIA ADVINHAR MEUS PENSAMENTOS, SE MANTINHA PARADO COM A MINHA ENTRADA, CHEGUEI JUNTO DELE, ALIZEI SEU PESCOÇO, COM A OUTRA MÃO PASSEI EM SEU LOMBO, ELE ROSNOU, ROC, ROC, ROC COMO QUE CONCENTINDO, FUI CAMINHANDO EM DIREÇÃO A SEU PAU, QUE AGORA SE ELEVAVA, DANDO CHICOTADAS EM SUA BARRIGA, PEGUEI EM SEU CACETE, COMO ERA GROSSO ERA PESADO E QUENTE, ELE TREMULAVA, ENTÃO ME ABAIXEI, QUERIA OLHAT AQUELE CACETÃO DE PERTO, ALIZEI A CABEÇONA DO SEU PAU, PARECIA UM COGUMELO GIGANTE, PENSEI, A MULHER QUE SOCAR UM MONSTRO DESTE NA BUCETA É A GLORIA, MAIS COM CERTESA VAI PRECISAR FAZER UMA CIRURGIA DE PERINIO, COMESSEI A ALIZAR SEU CACETÃO, ELE FAZIA MOVIMENTOS QUE MAIS PARECIA QUE ESTAVA MONTANDO UMA EGUA, CHEGAVA A DOBRAR SUA PATAS TRAZEIRAS EM SEUS MOVIMENTOS, ENTÃO RESOLVI AJUDAR AQUELE CAVALO, EM SUAS INVESTIDAS, DESABOTOEI O CINTO DA CALÇA E ARRIEI, FICANDO SO DE CALÇINHA E BLUSA, ELE VIROU A CABEÇA, COMO QUE ME ANALIZANDO, ACHO QUE ELE ESTAVA ME DESEJANDO, ENTÃO SEGUREI COM AS DUAS MÃOS, EM SEU CACETÃO E LEVEI A BOCA, NÃO TINHA CHEIRO FORTE DE SUJEIRA, COMO OS HOMENS AO FICAR SEM SUA HIGIENE PENIANA, TENTEI ABOCANHAR, AI QUEM ME DERA, MINHA BOQUINHA ERA PEQUENA PARA TANTO CARALHO, ENTÃO ME CONTIVE EM LABER AQUELE COGUMELO, ELE COMESSOU A SOLTAR PEQUENA GOSFADAS DE LIQUIDOS BRANQUINHO, RESPINGANDO MEUS LABIOS, ERA MEIO ADOÇICADO, ENTÃO FUI ME EXCITANDO, ME ENTREGANDO A MEU DESEJO, COMESSEI A SENTIR VONTADE DE TER AQUELE CACETÃO ENTRANDO EM MINHA BUCETA, FIQUEI ANALIZANDO O TAMANHO DO COGUMELO, DAVA UMAS TRES VESES O TAMANHO DA CACEÇONA DO CACETE DE SONDA, MAIS EU PRECISAVA GOZAR, E NÃO IA PERDER ESTA OPORTUNIDADE, EU JA TINHA VISTO ALGUNS CONTOS DE MULHERES NARRANDO SUAS AVENTURAS, MAIS COMIGO ERA REAL, ESTAVA ALI COM AQUELE MONSTRO A MEU DISPOR, FIQUEI DE LADO COM ELE, DEI UM PASSO ADIANTE SEGUREI SEU CAETE E COMESSEI A ESFREGAR ENTRE AS COXAS SOBRE A BUCETA, POR CIMA DA CALÇINHA, ELE CONTINUAVA SOLTANDO GOLFADAS DE SEU LIQUIDO, ERA TANTO QUE ESCORRIA POR MINHAS COXAS, MINHA CALÇINHA JA ESTA TODA ENSOPADA, ENTÃO RESOLVI TIRA-LA, VOLTEI A ESFREGAR SEU CACETÃO AGORA LIVRE DA CALÇINHA, ELE DAVA SOCADAS COMO SE QUISEÇE ME PENETRAR, A CABEÇONA SURGIA POR SOBRE A BUCETA, SEUS MOVIMENTOS AGORA ERA MAIS FORTES, MINHA BUCETA ESTA TODA ENSOPADA DE PORRA, ENTÃO SEGUREI FIRME, E ENCOSTEI NA ENTRADA DA BUCETA, , INCLINADA COMO EU ESTAVA FICAVA COM A BUCETA NA DIREÇÃO DO CACETÃO, ELE EMPURRAVA O CACETE COM TANTO FORÇA,PRA FRENTE QUE LEVAVA JUNTO, , ABRI MAIS AS COXAS, SEU COGUMELO PRATICAMENTE COBRIA TODO O VÃO DA MINHA BUCETA, ELE SOCOU MAIS UMA VÊS, A PONTA DO COGUMELO, FOI ENTRANDO, FIQUEI TEMEROSA, NÃO QUERIA SER RASGADA PELO SEU CACETÃO, MAIS PERDI A RASÃO, UM DESEJO ENORME ME INVADIU, ENTÃO ELE FEZ MAIS UM MOVIMENTO, SENTI MINHA BUCETA SE ALARGAR, SENTI UMA DOR INTENSA A CABEÇONA TINHA ENTRADO, MINHA VONTADE FOI DE SAIR DALI NAQUELE MOMENTO, PARAR AQUELA MINHA INSANIDADE, MAIS NÃO TIVE FORÇAS PARA SAIR,, SENTI MINHA MEUS OLHOS LACRIMEJAR, TIVE QUE ME CONTER COM A DOR, NÃO PODIA GRITAR, TERIA QUE SUPÓRTAR A DOR , ENTÃO TENTEI NÃO DEIXAR ELE ENFIAR MAIS, ATE EU ME ACOSTUMAR, NÃO SEI PORQUE MAIS ELE FICOU PARADO SEM SE MOVER. ATE PARECIA QUE ELE SABIA QUE EU ESTAVA SOFRENDO COM SUA PENETRAÇÃO, POR ELE SER UM CAVALO GRANDE, BEM ALTO, MINHA INCLINÇÃO ME DEIXAVA A SUA ALTURA, ENTÃO RESOLVI ME SEGURAR EM SUA PATAS DIANTEIRAS, SEU PAU CONTINUAVA ENCAIXADO EM MINHA BUCETA, A DOR FOI PASSANDO, FIZ UM MOVIMENTO NO CORPO, PARA MELHOR ACOMODAR AQUELE CACETÃO, MAIS PARA QUE EU FUI MEXER O CORPO, O DANADO TINHA SEXTO SENTIDO, ENTENDEU COMO UM CONVITE, DEU UMA SOCADA LEVE, AI GRITEIIIIIIIIIIIIIIIII, AAIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII NÃO ME CONTIVE, DEVE TER ENTRADO UNS 20 CM VI ESTRELAS, QUIS SAIR, MAIS NÃO PODIA, COMO O MOVIMENTO ELE ME EMPURROU PARA A FRENTE, MINHA CABEÇA FICOU PRESA ENTRE AS SUAS PATAS, PRA TRAZ EU NÃO PODIA VOLTAR POIS ASSIM ENFIARIA MAIS AINDA SEU CACETÃO, EU NÃO IA SUPORTAR TAMANHO CACETÃO, PRA FRENTE EU NÃO PODIA IR PORQUE ESTA PRESA, MINHAS PERNAS COMESSARAM A TREMER, SO QUE NÃO ERA DE DOR MAIS SIM DE PRAZER, ELE AGORA SE MOVIA, PRA FRENTE E PRA TRAZ, SENTIA SEU CACETÃO TOPANDO DENTRO DE MIM, AI RESOLVI RELACHAR E GOZAR O QUE TINHA DIREITO, PASSEI A LHE AJUDAR NA PENETRAÇÃO, SENTI MEU GOZO SE APROXIMAR, GEMIA HAANNN, HOOOOOOOOOOOOO, HANNNNNNNNNNNNNN, DE REPENTE ELE SE INCLINOU, ABAIXANDO SUAS PATAS TRAZEIRAS, TENTAVA ME PENETRAR O MAXIMO PASSIVEL, MAIS EU NÃO TINHA COMO AGAZALAHR MAIS CACETE DO QUE ESTAVA DENTRO, COM ESTA ENFIADO GOZEI, TREMIA MUITO, NUNCA GOZEI TÃO RAPIDO EM MINHA VIDA, SO ENTÃO SENTI UM RIO DE PORRA INVADINDO MINHA BUCETA, ELE ESTAVA GOZANDO TAMBEM, NÃO DEMOROU MUITO A IR RETIRANDO SEU CACETÃO, EU SENTIA QUE ALGO ESTAVA SENDO PUCHADO ED DENTRO DE MIM, ERA A CABEÇONA DO SEU CACETÃO QUE TINHA SE TRANSFORMADO NUMA CHAPELETA ENORME, AO SAIR TRUXE JUNTO UMA GRANDE QUANTIDADE DE PORRA, FAZENDO UM BARULHO COMO UMA PEDRA QUE JOGAMOS DENTRO DAGUA, PLOC APORRA FICOU ESCORRENDO EM MINHAS COXAS, JUNTO COM UM FILETE DE SANGUE, A INVASÃO DO SEU CACETÃO EM MINHA BUCETA TINHA ME MACHUCADO, COMESSEI A SENTIR MINHA BUCETA ARDER INTERNAMENTE, FIQUEI TEMEROSA, VESTI A CALÇA SAÍ DALI QUASE CORRENDO PARA CASA, PRECISAVA TOMAR UMA DUCHA INTERNA, PRECISAVA ME LIMPAR, POIS NÃO SABIA O QUE PODERIA ME ACONTECER, CHEGUEI EM CASA, CORRI PARA O CHUVEIRO, MINHA BUCETA ESTAVA TOTALMENTE ABERTA , QUE NÃO TIVE DIFICULDADE DE ENFIAR O CABO DA DUCHA INTEIRO NA BUCETA, A AGUA QUE ENTRAVA, SAIA PELA LATERAL DA DUCHA COM A COR AVERMELHADA, AINDA TINHA MUITO SANGUE DENTRO DA BUCETA, FIQUEI PREOCUPADA, SO ENTÃO ME LEMBREI DE QUE MINHA MENSTRUAÇÃO ESTA PARA CHEGAR, O PAU GSOTOSO DO CAVALO, ANTECIPOU MINHA MENSTRUAÇÃO, ME DEITEI ADORMECI QUASE QUE DE IMEDIATO, ESTAVA SERENA, TINHA ALIVIADO MEU TESÃO COM O CAVALO, AGORA SEI QUE MEUS DIAS SERÃO MELHORES, ACHEI SUBSTITUTO PARA MEU SONDA, POIS ONDE VOU ENCONTRAR ALGUEM A ALTURA DO MEU CAVALO, SO ESPERO QUE O SEU DONO NÃO VENHA LHE BUSCAR CONFORME COMBINADO, DA MINHA PARTE VOU ATRAZAR O MAXIMO POSSIVEL SUA LIBERAÇÃO, KKKKKKKKKKKKK, BEIJOS A TODOS



Foto 1 do conto: DOMADÔRA INSACIAVEL 2ª PARTE



Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu vonto junto com o meu comentario:

Outros contos publicados desse mesmo autor
 


Próximo Conto

Esposa amansada pelo negão