PATROA E AS NOVAD FUNCIONÁRIAS


BY: kellyfe
PATROA E AS NOVAS FUNCIONÁRIAS

Ola Amores, Meu nome é Kelly, tenho 30 anos, fui casada, por 2 anos, quem me conhece sabe que depois que me separei há 6 anos, eu tive apenas dois relacionamentos casual com homens. Tenho um corpo bem cuidado e sou uma mulher de bem com a vida. Sou gerente em uma loja de roupas intimas femininas no shopping na minha cidade no interior de Minas. E eu estava selecionando vendedoras jovens para trabalhar comigo. Até que peguei dois curriculuns e os selecionei, chamando as pra uma entrevista então me apresentaram duas gatas lindas, uma era morena de cabelos curtos e se chamava Carla e a outra era uma ruiva e se chamava Paula. Elas aceitaram nossas propostas e começaram trabalhar comigo na loja, elas eram estremamente dedicadas. E aos poucos, foram conquistando minha confiança e tornamos muito amigas. As duas moravam na mesma casa e dividiam as despesas do mês. Elas sempre me convidavam para ir em suas casa, mas eu nunca tive tempo pra ir, pois eu tinha vários compromissos e meu tempo era muito corrido. Mais um certo dia, resolvi fazer uma visita surpresa pra elas. Cheguei na cada delas, toquei a campainha mas ninguém atendeu, então esperei mais alguns minutos e coloquei a mão na maçaneta da porta como se fosse abrir, então vi que não estava trancada. Entrei e chamei seus nomes. Como ninguém respondeu eu fiquei preocupada, mais logo ouvi alguns ruídos vindo do quarto.

Então fui silenciosamente e olhei pela fresta da porta que estava apenas encostada e me deparei com uma cena inusitada. E vi as duas na cama transando sem se importar com nada. Eu levei um susto, e me virei pra ir embora, mas resolvi ficar observando as duas na maior pegação, e vi que Carla estava chupando a buceta da Paula que parecia estar delirando aquela sensação de prazer. E eu adorei saber que as minhas novas funcionarias eram lésbicas. Então vi quando Carla colocou uma calcinha com um pau de borracha e esfregava ele no cuzinho da Paula. Aquilo me deu o maior tesão e resolvi entrar no quarto, abri a porta bem devagar pra não chamar a atenção, mais elas perceberam minha presença e pararam imediatamente com vergonha da minha presença, pois eu fiz uma cara de reprovação (falsa eu neh rsrs). Carla era a mais envergonhada e preocupada com aquela situação constrangedora, pois ficara com medo de perder o emprego, que tanto precisavam. Então eu as acalmei. Ai passado susto que tiveram com a minha presença, eu disse que também queria participar da festinha delas e disse para que continuassem sem importar com minha presença. Então tirei minha roupa ficando só de calcinha e sutiã e dei um beijo de língua demorado na boca da Carla. Ai Paula tirou minha calcinha com sua boca. E começou a morder minha bunda e minhas coxas, e o clima foi esquentando. Então me virei de costas e Paula começou a lamber minha buceta, enquanto a Carla metia seus dedos na buceta de Paula. Então falei pra Paula colocar sua buceta na minha boca pois eu queria chupá-la também.

Então ela sentou com sua buceta na minha cara e eu meti minha língua com vontade. Ela tremia de tesão e começou a gozar na minha boca, enquanto Carla chupava minha buceta me fazendo gozar também. Ficamos nessa posição por alguns minutos. Então pedi para a Carla me foder com seu cacete de silicone. E eu fiquei de 4 e ela enfiou lentamente aquele pau enorme na minha bucetinha e foi aumentando o ritmo das estocadas. E no mesmo instante, eu metia minha boca nos seios durinhos da Paula. Eu gozei como doida com aquele cacete na minha buceta. E fiz Paula gozar na minha boca também. Aí a nossa transa esquentou ainda mais quando Paula pegou outra calcinha com um pênis de borracha. E as duas ficaram com aqueles paus enormes prontas pra agirem, elas então disseram que eu seria o recheio do sanduíche delas. Aquilo fez com que dessemos gargalhadas. Então eu topei a brincadeira. E pra começar, as duas se beijaram e eu me deitei e peguei aqueles cacetes E chupei com vontade, revesando entre os dois.

E as vezes enfiava os dois juntos na minha boca ao mesmo tempo. E passava minha língua naquelas cabeças vermelhas que pareciam real. Se elas queriam assim, era assim que eu iria fazer, pois nessas horas tudo podia acontecer. Eu Fiquei de quatro e Carla meteu seu pau enorme na minha buceta e começou um vai-e-vem frenético. E Paula veio por frente e colocou seu pau minha boca. Eu já estava me sentindo um verdadeiro recheio delas. Estava uma delícia, chupar o caralho da Paula, enquanto Carla me comia. Ai Paula se deitou e montei em cima dela encaixando minha buceta no seu pau e cavalguei como uma louca. Ai Carla veio por trás de mim e enfiou seu pau de borracha no meu cuzinho sem que eu tivesse tempo de reação, e foi eu tive pela primeira vez uma DP. Pois eu jamais tinha feito isso com ninguém. E elas me foderam tão deliciosamente que eu rebolava e gemia muito para aguentar dois caralhos dentro de mim. Mais a transa Estava sensacional, Carla me beijava como doida. Ai Paula tirou seu pau do meu cu e trocaram posição. Então eu sentei em cima da Paula e encaixei minha buceta naquele mastro de borracha, e comecei cavalgar com uma rapidez voraz. E Carla subiu em mim, abrindo minha bunda e meteu seu pau no meu cu. E começamos tudo novamente. Aquela foda estava alucinante que as vezes quase me desmoronava toda sem fôlego de tanto levar cacete no cu e na buceta ao mesmo tempo, não resisti e gozei intensamente. A Carla saiu de cima de mim e eu desmoronei na cama. A Paula então colocou seu pau entre meus seios e começou fazer uma espanhola deliciosa. E Carla caiu de língua na minha buceta. Então aconteceu um orgasmo devastador para a três. Já exaustas, as duas deitaram com suas cabeças nos meus seios e me disseram que eu tinha sido uma amante deliciosa. Eu estava super realizada por ter sido fodida pelas minhas novas funcionárias que agora se tornaram minhas amigas e amantes.

Levantamos e tomamos eu banho e depois bebemos umas cervejas e eu acabei dormindo na casa delas aquele dia. No dia seguinte, elas voltaram ao trabalho como se nada tivesse acontecido e eu fui para minha casa pra trocar de roupas e ir pra loja. Mais depois daquele dia, sempre que temos oportunidades, aproveitamos pra fazer uma festinha a três, mais quando uma não pode ir, fazemos em duas mesmo.

E isso amores espero que gostem.

Beijos da Kelly



Foto 1 do conto: PATROA E AS NOVAD FUNCIONÁRIAS

Foto 2 do conto: PATROA E AS NOVAD FUNCIONÁRIAS

Foto 3 do conto: PATROA E AS NOVAD FUNCIONÁRIAS

Foto 4 do conto: PATROA E AS NOVAD FUNCIONÁRIAS

Foto 5 do conto: PATROA E AS NOVAD FUNCIONÁRIAS

Foto 6 do conto: PATROA E AS NOVAD FUNCIONÁRIAS



Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu vonto junto com o meu comentario:

Outros contos publicados desse mesmo autor
11309 - UM AMOR VIRTUAL
 


Próximo Conto

Um Caso entre a Mulher Madura de Classe e o Jovem Eletricista