Ménage com esposa e um velho amigo


BY: Rodrigo33ES
Olá, este é o quarto conto, e foi relatar como realizei a terceira fantasia de mulha esposa, meu nome é Rodrigo, tenho 32 anos, 1,80 de altura e 90 kg, sou loiro e tenho olhos azuis e cabelos compridos. Minha esposa chama-se Ana e tem 33 anos cabelos pretos e curtos, olhos verdes e pele bem branquinha, com pequenas sardas no peito, possui 1,67 de altura 70 kg seios e bunda grandes e um corpo cheinho bem proporcional , moramos nos ES e nos conhecemos quando eu tinha 21 anos, depois de 2 anos de amizade começamos a namorar e estamos juntos até hoje, já contei anteriormente como realizei a fantasia de mulha mulher de ficar com uma amiga nossa, depois contei como realizei sua fantasia de fazer troca de papeis comigo, e depois contei sobre como tive um caso com a irmã de minha mulher durante 6 meses, o que vou contar agora é o casode quando minha mulher quis fazer um ménage com outro homem. Depois que minha cunhada se mudou de nossa casa, minha esposa voltou a ficar toda assanhada e com muito tesão, ela dizia durante o sexo que queria outra pica na boca enquanto eu a penetrava, que queria outra pica no boceta enquanto me chupava, aquilo foi me deixando muito excitado e resolvi propor a ela que fizéssemos um ménage com alguém, mas ela ficou com vergonha e disse também que tinha medo da pessoa contar pra outras pessoas, a solução foi quando encontrei um velho amigo que eu não via a 11 anos no facebook, eu combinei com ele para que ele viesse passar uma semana de férias em minha casa, e ele aceitou, seu nome é Roberto, ele tem 41 anos e mora em Santa Catarina, enquanto as férias não chegava eu comecei a instigar minha esposa com a idéia de transar com o Roberto, meu amigo que via ficar alguns dias conosco, ela adora que eu falasse sacanagens sobre ele enquanto a comia, e quando fazíamos troca de papel era ela quem dizia que queria ver o pau dele entrando no meu cuzinho. Aquilo me deixava louco de tesão. Até que finalmente ele veio nos visitar, quando ele chegou disse que estava cansado e pediu pra tirar um cochilo, minha esposa achou ele bem bonito, mas ficou bem retraída, a noite nós saímos pra jantar e beber um pouco, depois viemos pra casa, trocamos de roupa e resolvemos ver um filme Roberto estava só com um shortinho samba-canção e minha mulher com uma ropa de dormir confortável bem fininha e folgada, pedi pra minha esposa sentar no meio do sofá e sentei a sua direita, Roberto sentou a sua esquerda, na parte onde o sofá faz um L, como estava chovendo e frio, minha esposa cobriu nós 3 com um edredon, e começamos a ver o filme, logo que começamos a assistir eu comecei a passar a mão em sua cocha e depois por dentro da bermudinha folgada dela, por cima de sua calcinha, comecei a perceber que sua boceta estava ficando molhada, me ajeitei melhor, passando o braço sobre seu ombro e comecei a beijá-la. Roberto ficou nos olhando meio sem graça, meio que assistindo ao filme, meio que nos assistindo, meti a mão por baixo de sua blusa e puxei seu seio pra fora do sutiã, minha esposa se ajeitou melhor no sofá e ficou apertando minha mão contra o seio, nessa hora tirei o edredon de cima de nós e vi que o pau de Roberto fazia um grande volume sob seu calção, peguei a mão de Roberto e sem falar nada com ele pus a mão dela sobre seu short, ela começou a acariciar o pau dele e depois puxou ele pra fora do short e começou a bater uma punhetinha pra ele, Roberto estava parado, adorando aquilo, mas meio que sem saber o que fazer, eu disse a minha esposa, vai amor, põe ele na boquinha, ela ficou de quatro no sofá e começou a chupar o pau dele bem devagar, só na cabecinha, ela passava a língua em sua glande e me olhava com um brilho nos olhos, eu tirei meu pau pra fora, tirei o short dela, puxei sua calcinha de algodão pro lado e comecei a comer ela bem devagar, sua boceta estava quente e latejando de tesão, ela pediu pra trocar de lugar com Roberto, ficando sentada no L enquanto ele ficou em pé a sua frente, ela começou a mamar com vontade e em pouco tempo sua boca encheu de porra e eu vi o sêmen de Roberto escorrendo da boca dela para o seu queixo e pescoço, ela me puxou e me deu um beijo forte, transferindo parte do semêm dele para mim, então disse que queria ir pro nosso quarto, lá ela deitou de pernas apertas, e pediu pra Roberto por o pau na boca dela novamente, enquanto eu a penetrava em um papai/mamãe, aquela visão me deixou louco e comecei a fodê-la no mesmo instante, logo o pau de Roberto voltou a ficar duro, ela então me puxou para me beijar e pôs o pau dele na minha boca, dizendo que queria que eu a comece chupando o pau de Roberto, então começamos a dividir aquela pica até que ela gozou de novo, como eu e Roberto ainda não tínhamos gozado ela disse que queria que eu gozasse na boca dela, e mandou eu deitar de pernas abertas, enquanto eu estava deitado ela começou a me chupar e Roberto começou a comer ela de quatro, ela me chupava, gemia e me perguntava se eu gostei de chupar o pau dele, eu disse que adorei e ela falou que queria ver ele dendro de mim, eu disse que tudo bem, então ela foi pro lado, passou KY em meu cuzinho e no pau de Roberto, e mandou ele ir me comendo bem devagar, que era a primeira vez que eu via uma pica de verdade em meu cu, Roberto foi pondo bem devagar, centímetro a centímetro, enquando minha esposa me chupava e me chamava de viadinho e corno, logo Roberto começou a aumentar o ritmo das bombadas em meu cú, e eu fui ao delírio com isso, minha esposa começou a me chupar com mais voracidade e quando senti a porra de Roberto enchendo todo o meu cuzinho eu também gozei na boca de minha esposa…ficamos os 3 deitados por algum tempo e depois passamos uma ótima semana nos divertindo a 3. Espero que tenham gostado deste conto.




Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu vonto junto com o meu comentario:

Outros contos publicados desse mesmo autor
 


Próximo Conto

Como comi minha diarista pela primeira vez