Ménage com minha esposa e a prima dela


BY: Rodrigo33ES
Olá, meu nome é Rodrigo, tenho 32 anos, 1,80 de altura e 90 kg, sou loiro e tenho olhos azuis e cabelos compridos. Minha esposa chama-se Ana e tem 33 anos cabelos pretos e curtos, olhos verdes e pele bem branquinha, com pequenas sardas no peito, possui 1,67 de altura 70 kg seios e bunda grandes e um corpo cheinho bem proporcional, A história que irei narrar agora aconteceu em dezembro passado, quando a prima de minha esposa, chamada patrícia veio nos visitar na semana do natal, Patrícia tem 26 anos e é professora, esse ano ela se assumiu bissexual e começou um namoro com outra mulher, sua família é muito conservadora e eles tiveram uma discussão feia, por causa disto ela não quis passar o natal com a família dela e minha esposa a convidou para vir pra nossa casa, já que também não íamos viajar nem receber mais ninguém, ela ficou super feliz e combinou de vir pra nossa casa, Eu e minha esposa estamos casados há vários anos, e com o amadurecimento de nossa relação começamos a realizar várias fantasias sexuais que ambos tínhamos, inclusive já contei sobre a primeira experiência lésbica que minha esposa teve ao transar com uma amiga nossa chamada Júlia, naquela primeira vez, minha esposa era muito tímida e foi totalmente passiva, deixando que Júlia tivesse toda a iniciativa, mas depois de várias outras experiências minha esposa passou a se sentir mais confiante e volta e meia dizia que queria repetir a experiência, mas como ativa, é difícil para nós podermos realizar as nossas fantasias de maneira discreta, e por isso sempre que surge uma oportunidade nós a aproveitamos, foi o que aconteceu neste natal, Patrícia tem aproximadamente 1,65 de altura e uns 68 kilos, é bem parecida com minha esposa, com coxas grossas, quadris largos, uma bunda grande e seios fartos, possui uma pele branquinha e cabelos pretos e na altura dos ombros, a diferença, além da idade está em seu rosto de menina, e apesar de usar óculos, como minha esposa, ambas possuem olhos verdes lindos. Bem, fomos buscar Patrícia na rodoviária e ela estava super feliz, saímos pra comer e beber e depois fomos pra casa, Patrícia apesar de demorar pra assumir sua sexualidade é alegre, gosta muito de conversar, e é bastante desinibida, conversando sobre qualquer assunto, em casa ela nos contou como foi que se assumiu bissexual, como foram as reações de sua família e como foram suas experiências com uma mulher pela primeira vez, ouvir ela falando de sua intimidade para minha esposa nos deixou bastante excitados, mas como estávamos cansados fomos dormir cedo, no segundo dia nós saímos, passeamos bastante na praia e voltamos pra casa a tarde, eu havia comprado alguns peixes e vinhos e a tarde ficamos em casa assando os peixes na churrasqueira e tomando vinho, depois de 3 garrafas de vinho nós já estávamos bem a vontade, e minha esposa começou a fazer perguntas indiscretas pra Patrícia, querendo saber como que era transar com outra mulher, quem chupa melhor, se o homem ou a mulher, esse tipo de coisas, patrícia achaou muito engraçado e respondeu a todas as perguntas sem embaraço, eu falei pra minha esposa que era só ver um filme pornô pra saber como que era, e minha esposa disse que filmes pornôs não condizem com a realidade do sexo, então começamos a falar sobre as diferenças de filmes pornôs, Patrícia disse que havia filmes pornôs específicos para mulheres e que eram bem diferentes dos filmes pornôs que os homens assistem, então minha esposa aproveitou a oportunidade e ugeriu que nós assistíssemos as dois pra vermos as diferenças, Patrícia meio que deu uma risadinha safada e disse que por ela tudo bem, desde que minha esposa não ficasse incomoda por ela estar vendo pornô comigo. Minha esposa riu e disse que não tinha o menor problema, que ela não era ciumenta e que achava isso até mais excitante, por estarmos em 3 vendo filme pornô. Depois que terminamos de comer eu sugeri que fossemos tomar um banho antes de ver os filmes, pra cortar um pouco do efeito do vinho, eu e minha esposa tomamos banho juntos e Patrícia tomou banho depois de nós, minha esposa pôs um shortinho e uma blisinha de dormir e ficou sem sutiã por baixo, e eu fiquei só de cueca e um calção, Patrícia saiu do banheiro usando um baby doll branco de linho bem fininho e confortável, nós combinamos que eu escolheria um filme e patrícia escolheria um de pornô lésbico, nosso sofá tem formato de L e permite que deitemos nele, mas ficamos os 3 sentados com as pernas esticadas, sentou Patrícia no local do L do sofá, minha esposa no meio e eu no canto, bem perto uns dos outros e começamos a ver o filme, que durava uns 20 minutos. No início do filmes as duas ficaram brincando e comentando sobre as cenas, mas logo o filme começou a esquentar e elas ficaram quietinhas apenas assistindo, depois de um tempo minha esposa e Patrícia se ajeitaram e cruzaram as pernas e enquanto o filme ia passando eu vi minha esposa entrelaçar os dedos na mão de patrícia, ela estava meio envergonhada e ficou um pouco dura no sofá, minha esposa já parecia louca de tesão com aquela situação e meu pau estava doendo dentro da cueca eu olhei pra minha esposa e percebi que ela estava passando de leve dois dedos na boceta, por cima de seu shortinho, vi que Patrícia também estava vendo a cena, hora ela olhava pro filme, hora olhava pra minha esposa se acariciando devagar, Patrícia começou a ficar vermelha e a mordiscar os lábios, mas ficou quietinha de mãos dadas com minha esposa, parecendo com medo de se mexer e quebrar o encanto do momento, eu comecei a ajeitar o pau dentro da cueca e pus a mão por cima de meu short também. Quando o filme estava acabando eu levantei do sofá, com o pau visivelmente estufado no short e disse que agora era minha vez de escolher o filme, eu coloquei um filme de ménage e começamos a assistir novamente, Patrícia soltou a mão de minha esposa e se reclinou no sofá, ficando meio que de frente pra nós, ela ficou com os joelhos dobrados e as pernas abertas e dava pra ver sua calcinha branca por baixo do baby doll que ela usava, o filme que eu coloquei não tinha muita cena de história e já começou com um cara e duas mulheres se pegando e tirando a roupa, minha esposa logo pos a mão na perna de Patrícia e pôs a outra mão em minha coxa, e com o dedo mindinho ela começou a alisar meu pau por cima da bermuda, eu não agüentei mais e coloquei a mão dela dentro de minha bermuda e ela apertou meu pau com força, mas não dava pra fazer movimentos dentro da bermuda, eu então resolvi tirar a bermuda e fiquei só de cueca, tirei meu pau pra fora da cueca e segurando a mão dela comecei a me masturbar, minha esposa então começou a me masturbar e a olhar o filme, sem olhar pra Patrícia, eu olhei pra ela e vi que ela estava olhando pra cena de minha esposa me masturbando e agora era ela que estava acariciando a boceta, passando os dedos por dentro do baby doll e por cima de sua calcinha, falei pra minha esposa se ela não queria fazer igual ao filme, pra Patrícia ver, ela me olhou com um sorriso safado e deitou de lado, virada pra patrícia e começou a chupar meu pau bem devagar, ela tirou o shortinho e enfiou a mão dentro da calcinha, e enquanto me chupava ficava esfregando os dedos na boceta, Patrícia estava enlouquecendo de tesão com aquela cena e começou a enfiar um dedo dentro da boceta enquanto nos assistia, qnd vi que iria gozar com aquela cena afastei a cabeça de minha esposa e falei pra ela que Patrícia também queria que ela fisesse igual ao filme, minha esposa chegou perto de Patrícia e lhe deu um beijo na boca, enquanto a beijava ela tirou o baby doll de Patrícia, deixando ela só de calcinha branca de rendinha, minha esposa então deitou patrícia no sofá e começou a lamber sua boceta por cima da calcinha, depois puxou a calcinha de lado e meteu a língua em seu clitóris, Patrícia começou a gemer cada vez mais forte e a apertar a cara de minha esposa contra sua boceta e em instantes acabou gozando e ficou acariciando os cabelos de minha esposa entre suas pernas, minha esposa então virou pra mim e disse, vem aqui brincar também amor, é sua vez de fazer ela gozar, minha esposa deitou do lado de Patrícia e eu fui pro meio de suas pernas, eu tirei sua calcinha e fiquei louco com aquela visão, Patrícia tinha um bocetinha rosada bem inchada e carnuda, com pelinhos pequenos e claros, eu comecei a chupar a boceta dela na hora e era bem cheirosa, com um gosto delicioso, minha esposa então mandou patrícia ficar de lado e disse que queria ver eu comendo aquela boceta de ladinho, pra ela ver meu pau entrar por trás de Patrícia, eu deitei de lado e com a mão ajeitei meu pau em sua boceta, e fui enfiando bem devagar pra minha esposa ver, enquanto isso minha esposa se masturbava e chupava os peitos macios de Patrícia, hora ela chupava um, hora o outro, hora ela enfiava a língua na boca de Patrícia, que começou a apertar um seio com força e depois abriu bem a perna e pediu pra eu ir mais rápido, minha esposa pegou a mão de patrícia e pôs em sua boceta, mandando ela a masturba-se, eu aumentei o ritmo das estocadas e não consegui me segurar, gozei dentro de sua boceta e sobre seu ventre, ela ficou se contorcendo de depois foi se acalmando, minha esposa então falou pra eu ir pro lado e entrou entre as pernas de patrícia e começou a chupar sua boceta novamente, limpando toda a porra que eu havia jogado ali…quando Patrícia estava limpinha novamente minha esposa disse que tinha uma surpresa e saiu do sofá, eu e Patrícia ficamos nos beijando e acariciando um ao outro, e minha esposa voltou com uma cinta que ela comprou pra usar em mim, ela virou pra Patrícia e disse que agora era a vez dela se o macho evoltou novamente pro sofá, mina esposa pediu pra que eu sentasse onde o sofá faz o L e abrisse bem as pernas, depois pediu que Patrícia ficasse de 4 entre minha pernas e começasse a me chupar, então, enquanto Patrícia tentava fazer meu pau crescer novamente em sua boca, minha esposa empinou bem a Bunda de Patrícia pra cima e começou e esfregar o penis de borracha em sua boceta, Patrícia começou a rebolar e a sugar meu pau com mais vontade e minha esposa foi enfiando o consolo cada vez mais fundo, até o final, depois começou a socar bem devagar e a dar tapinhas em sua bunda branca, meu pau já estava novamente duro como pedra e patrícia chupava e me olhava com cara de puta por trás de seus óculos, enquanto minha mulher socava cada vez mais forte em sua boceta, ela já não conseguia mais me chupar de tanto tesão que estava sentindo, então comecei a esfregar o pau em sua cara e a me masturbar, Patrícia começou a gritar pra minha esposa ir mais rápido e aquilo fez com que eu não me segurasse novamente e quando vi que ia gozar, peguei o pau e enfiei Na boca de Patrícia, ela sentiu o sêmen em sua boca e deixou que escorresse pelo meu pau, me olhando com cara de puta enquanto minha esposa continuava bombando cada vez mais rápido em sua boceta e chamando ela de sua putinha, até que Patrícia empinou bem a bunda e depois arriou no sofá exausta. Minha esposa então veio e deitou do nosso lado e começou a se masturbar passando a mão nos seios de Patrícia até que ela também gozou, nós ficamos ali mesmo, os 3 deitados e dormimos do jeito que estávamos, quando eu acordei as duas já tinham levantado e tomando banho, e estavam conversando e rindo como se nada tivesse acontecido. Espero que tenham gostado deste conto.




Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu vonto junto com o meu comentario:

Outros contos publicados desse mesmo autor
 


Próximo Conto

Minha primeira experiencia homossexual