Minha esposa quis fazer inversão e me comeu


BY: Rodrigo33ES
Olá, Este é meu segundo conto e espero que o aproveitem, meu nome é Rodrigo, tenho 32 anos, 1,80 de altura e 90 kg, sou loiro e tenho olhos azuis e cabelos compridos. Minha esposa chama-se Ana e tem 33 anos cabelos pretos e curtos, olhos verdes e pele bem branquinha, com pequenas sardas no peito, possui 1,67 de altura 70 kg seios e bunda grandes e um corpo cheinho e bem proporcional, moramos nos ES e nos conhecemos quando eu tinha 21 anos, e estamos juntos até hoje, vou contar como realizei a segunda fantasia sexual de minha mulher, que eu nem sabia que ela tinha. Eu comprei pra minha mulher um pênis de borracha azul de treze cm e um pouco fino, pra ela se masturbar enquanto fazia sexo oral em mim. Um dia enquanto estávamos transando, eu fiz sexo oral nela enfiando o pênis de borracha em sua bocetinha, depois que ela gozou pediu pra retribuir o favor, o que aceitei na hora, ela pediu pra eu deitar no meio da cama e abrir as pernas, então deitou no meio de minhas pernas e começou a me chupar bem devagarzinho enquanto se penetrava com o consolo de 13cm. Ela ia chupando meu pau e olhando nos meus olhos com cara de safada, então começou a lamber meu saco, e foi alternando entre meu pau e meu saco, meu pau já latejava de excitação, mas ela não aumentava a velocidade, então começou a lamber de baixo do meu saco, passando a língua bem devagarinho, ela lambia e subia pro pau, depois foi descendo até chegar no meu cuzinho, a ficou passando a língua ali e olhando pra minha reação, eu estava com muito tesão e adorando, ela perguntou se eu queria que ela continuasse e eu disse que sim, então ela tirou o pênis de sua vagina e começou a esgregar a cabecinha dele no meu cuzinho, que estava latejando de tesão, ela ficou olhando na minha cara e foi empurando ele devagarzinho, colocando só a cabecinha do pênis no meu cuzinho, ela me olhou e perguntou se eu estava gostando, eu disse que estava adorando aquilo, e mesmo sem nunca ter dado o cu antes eu estava delirando de prazer com aquilo. Ela então começou a empurrar o consolo bem devagarzinho, sempre olhando pra mim e rindo com cara de safada, eu comecei a rebolar no consolo e ela disse que sabia que eu ia gostar da surpresa, então começou a me chamar de viadinho, dizendo que ia ser meu macho, que queria que eu rebolasse no cacete dela, e começou a socar o pênis todo em mim, e falando sacanagem, que eu era a mulherzinha dela, então ela parou e disse que tinha mais uma surpresa, ela foi até o guarda-roupas e tirou uma sacola de pano de lá de dentro, na sacola ela tinha uma cinta com um consolo de borracha de 18cm que ela pegou emprestado com uma amiga nossa chamada Júlia, dizendo que queria tentar me fazer uma surpresa, fiquei com vergonha de saber que Júlia sabia que ela ia me comer, mas o tesão era muito grande e fiquei ansioso enquanto ela prendia a cinta, ela disse que ia passar bastante KY no pênis e caso eu sentisse muita dor era só falar que ela parava, então ela lambuzou meu cuzinho de KY e começou a forçar a cabeça do pênis em meu cuzinho, eu abri bem as pernas pra ajudar a entrar melhor e quando a cabeça entrou eu quase tive um delírio, de tanto prazer, ela começou a bombar bem devagarzinho em meu cu, me chamado de viadinho, de biba, de mulherzinha, então começou a aumentar os movimentos numa posição de papai/mamãe e ficou dizendo: “goza pra mim, goza viadinho, goza no meu pau vai sua biba, eu sei que vc adora uma rola no seu cu, seu viado”, naquilo eu estava quase explodindo de tanto prazer, e comecei a gozar sem parar, ela socou tudo no meu cu e deixou la dentro, enquanto olhava pra mim gozando, então foi tirando bem devagarzinho, depois começou a limpar minha porra que estava em minha barriga com a boca, ela encheu a boca de minha porra e veio e me deu um beijo, transferindo a porra pra mim, dizendo que sabia que eu ia gostar do sabor de porra na boca. Depois disso acabamos comprando uma cinta pra quando ela quer ser o homem. Espero que tenham gostado do meu segundo conto.




Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu vonto junto com o meu comentario:

Outros contos publicados desse mesmo autor
 


Próximo Conto

Chantageando a cunhada gostosa