Realizando a fantasia de ménage da esposa


BY: Rodrigo33ES
Olá, meu nome é Rodrigo, tenho 32 anos, 1,80 de altura e 90 kg, sou loiro e tenho olhos azuis e cabelos compridos. Minha esposa chama-se Ana e tem 33 anos cabelos pretos e curtos, olhos verdes e pele bem branquinha, com pequenas sardas no peito, possui 1,67 de altura 70 kg seios e bunda grandes e um corpo cheinho bem proporcional , moramos nos ES e nos conhecemos quando eu tinha 21 anos, depois de 2 anos de amizade começamos a namorar e estamos juntos até hoje. Apesar de ser tímida, minha esposa sempre teve muitos fetiches e com o amadurecimento de nosso relacionamento e depois de muito diálogo nós começamos a realizar suas fantasias, esse é meu relato de quando realizamos sua primeira fantasia, que era de transar com uma amiga nossa. O nome de nossa amiga é Júlia, eu a conheci quando estava cursando minha graduação, nessa época já tinha 2 anos de namoro com minha atual esposa. Júlia cursava agronomia, era lésbica declarada, na época tinha 23 anos, 1,70 de altura, cabelos também pretos e curtos e pesava aproximadamente uns 65 kg. Como Ela era lésbica minha esposa não tinha ciúmes de minha amizade com Júlia e a mesma sempre ia em nossa casa pra tomar vinho e ver algum filme, depois que ela ia embora minha esposa ficava fazendo elogios sobre o corpo de Júlia e depois queria transar comigo, ficando sempre muito molhada e gozando diversas vezes, eu logo comecei oralmente a incluir Júlia durante as nossas transas, o que deixava minha esposa louca de tesão enquanto eu a penetrava e ia falando sacanagens em seu ouvido. Um dia perguntei se ela teria coragem de chamar Júlia para fazer um ménage, e ela disse que tinha vontade, mas sentia vergonha porque achada que Júlia não a achava bonita. No outro dia conversei com Júlia sobre a fantasia de minha esposa, e ela disse que gostaria muito de transar com Ana, mas desde que eu não tivesse relações com ela e nós apenas dividíssemos a minha esposa ela toparia numa boa.
Conversei novamente com Ana e ela ficou muito excitada, mas com muita vergonha, então combinei com Júlia de nós irmos para uma praia que sempre costumamos ir, que que normalmente é quase deserta. No próximo Final de semana compramos algumas cervejas e ices e fomos pra praia logo cedo, como quase sempre a praia estava deserta, e eu montei as sombrinhas de praia e começamos a tomar as cervejas, Júlia foi com um biquíni azul minúsculo e minha esposa foi de maiô, logo reparei que apesar de estar meio sem graça minha esposa ficava admirando o corpo de Júlia sem parar, pra descontrair chamei as duas para vir pra dentro da água, que era quente e sem ondas, por ser em uma enseada. Ficamos dentro da água tomando mais cervejas e logo estávamos todos muito a vontade, eu comecei a brincar de fazer Ana boiar de barriga pra cima na água e Júlia veio e começou a jogar água nela, nisso elas começaram a brincar de empurrar a outra pra baixo d’água e enquanto minha esposa segurava os braços de Júlia ela aproveitou e deu um selinho na boca de minha esposa, que na hora se assustou, mas imediatamente abriu a boca pra receber o beijo, quando as duas se soltaram ficaram olhando uma pra outra e rindo, meio sem graça porque eu estava do lado, resolvi deixar as duas sozinhas por um te,pó e falei que ia dar uma caminhada na pra por uns 10 minutos, quando eu voltei as duas estavam dentro da água em um abraço apaixonado e se beijando sem parar, quando elas me viram se soltaram e ficaram conversando normalmente. Então sugeri que fossemos para minha casa e continuássemos a tomar cerveja lá, elas entenderam e aceitaram na hora, quando estávamos indo embora disse para minha esposa que ela podia ir no banco de trás com Júlia, para ela poderem continuar conversando, ela aceitou na hora e enquanto dirigia de volta pra casa as duas foram se agarrando, quando estava no meio do caminho vi que minha esposa estava gemendo muito e quando olhei para trás vi que Ana tinha baixado a parte de cima do maiô de minha esposa e enquanto ela sugava um de seus seios ia acariciando lentamente a vagina de minha esposa por cima do maiô, eu parei o carro em uma estrada de chão por algum tempo e disse que queria ver Júlia masturbando minha esposa, ela não perdeu tempo e abriu mais as pernas de minha esposa e pediu pra ela segurar o maiô pro lado, minha esposa acatou o pedido na hora e quase deitou no banco de trás, enquanto Júlia ia fazendo movimentos circulares com os dedos no clitóris de minha esposa, depois parava e enviava um dedo dentro de sua vagina, depois voltava a fazer movimentos circulares para então parar e enfiar dois dedos em sua vagina novamente. Eu não agüentei e comecei a me masturbar no banco da frente e em 2 minutos tanto eu quanto minha esposa gozamos e fomos pra casa. Quando chegamos em casa disse que queria tomar banho primeiro pra tirar o sal do corpo e falei pras duas ficarem a vontade no sofá da sala. Comecei a tomar banho e em 10 minutos quando saí do banheiro enrolado na toalha vi Minha esposa sentada no sofá, Júlia estava em pé de frente a ela, com uma perna levantada sobre o braço do sofá, minha esposa segurava uma perna de Júlia e com a outra mão ela segurava sua bunda e estava passando a língua em sua vagina por cima do biquíni azul de Júlia, que ficava acariciando os cabelos de minha esposa e ficava falando sacanagens do tipo: “isso lambe bem gostosinho sua safadinha, isso continua” minha mulher estava indo ao delírio com aquilo e meu pau ficou duro na hora, então Júlia virou pra minha esposa e disse: “ agora é minha vez de gozar gostoso, que gozar na sua boquinha deliciosa, ela puxou o biquíni pro lado e pressionou a cabeça de minha esposa com vontade contra sua vagina, vi que Júlia tinha uma vagina linda, rosadinha e com pequenos pêlos pubianos bem aparados, minha esposa começou a chupar a vagina de júlia com força, lambendo a vagina de cima em baixo, passando a língua em seu clitóris e chupando os grandes lábios de Júlia que estava em um frenese de tesão e precionava cada vez mais a cabeça de minha esposa contra sua boceta. Em fiquei me masturbando olhando aquela cena, até que Júlia gozou em sua boca e disse que queria chupar minha esposa, mas ela disse que queria tomar banho primeiro e as duas foram tomar banho, Júlia foi a primeira a sair do banho e perguntou se podia ir no nosso quarto preparar uma surpresa pra Ana, eu disse que sim e quando minha esposa saiu do banho enrolada na toalha fomos pro nossp quarto e vimos Júlia deitada em nossa cama usando uma cinta com um pênis de borracha branco de uns 18 cm, um pouco maior que meu pênis, que tem 16 cm. Júlia pediu pra que Ana deitasse no meio da cama e ficamos cada um de um lado de minha esposa, Júlia então pediu pra minha esposa deixar aquele pênis de borracha bem molhadinho e começou a por o pênis na boca de Minha esposa, enquanto minha esposa chupava o consolo Júlia ia marturbando minha esposa e Júlia pediu pra minha esposa chupar o meu penis também assim ela começou a revesar entre nós dois e depois de um tempo, Júlia disse que queria chupar a boceta de minha esposa enquanto ela me chupava, ficamos nessa brincadeira por uns 3 minutos e minha esposa gozou na boca de Júlia novamente, ela então pediu pra minha esposa ficar de quatro e pra continuar me chupando enquanto ela penetrava minha esposa por trás, minha esposa logo acatou a ordem e começou a me chupar e gemer enquanto Júlia enfiava aquele pênis em sua boceta, eu não agüentei e em pouco tempo gozei na boca de minha esposa, que de tanto tesão engoliu toda a minha porra e continuou a me chupar enquanto Júlia a fodia cada vez mais rápido. Quando minha esposa gozou de novo ela caiu exausta pro lado e Júlia deitou ao seu lado, ficamos assim por umas duas horas abraçados a minha esposa cochilando, depois Júlia tomou outro banho e disse que tinha de ir embora, ela disse que tinha adorado nossa brincadeira e caso minha esposa quisesse repetir a dose era só pedir que ela viria na hora. Este foi o meu conto de como realizei a primeira fantasia sexual de minha esposa. Espero que tenham gostado.




Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu vonto junto com o meu comentario:

Outros contos publicados desse mesmo autor
 


Próximo Conto

Minha esposa quis fazer inversão e me comeu