UMA TRANZA INESPERADA


BY: kellyfe
Oi Amores eu sou KELLY, Morena, olhos e kbls castanhos, 29 anos, 1.70al, 68kg, seios fartos, Bumbum e coxas sarados. e sou 100% lésbica.

Bom meus amores essa historia que vou contar, aconteceu comigo em outubro do ano passado e foi muito louca, pois eu nunca tinha imaginado de ter um caso com uma menina de apenas 17 anos e ainda mais filha da melhor amiga da minha mãe e por consequência minha amiga também. A única garota novinha que eu tinha transado foi uma prima minha quando ela completou 18 anos e isso porque ela quase implorou para que eu fizesse isso.( Apezar que eu tinha o maior tesão nela, eu procurava respeitar meus tios, mais naquele dia não tive como escapar, rsrs). Voltando a historia um belo dia Carlinha (CAH como a chamamos) chegou na minha casa em prantos, me abracou dizendo que nunca mais queria saber de homem nenhum. Então eu um pouco assustada com aquilo peguntei o que tinha acontecido. E ela me disse que seu namoradinho a tinha traído. Eu nunca fui boa conselheira pra esses assuntos mais tentei acalma-la, e aos poucos consegui ali mesmo na areá da minha casa então a convidei pra entrar pra conversarmos mais um pouco, Assim que entramos fechei a porta e fomos direto para meu quarto. Isso era umas 13 horas de um sábado, que marcaria para sempre minha vida. Então sentei na cama e falei pra ela sentar ao meu lado. E antes de começar falar com ela, fiquei olhando pra ela e pensando, que eu praticamente a vi nascer e crescer, pois eu tinha 12 anos quando ela nasceu, e as vezes eu ficava na casa dela a olhando pra que sua mãe pudesse fazer os servicos da casa ou precisava sair,

então eu dava Banho, mamadeira e a colocava pra dormir e quando ela começou na escola era eu que a levava. E hoje tava aquele mulherão no meu quarto e na minha cama toda desamparada, e ela ficou me olhando parecendo ler meus pensamentos, que me causava uma sensação esquisita, ela é muito novinha. Eu me perguntava se ela gostava de mulher, mais fiquei na minha e comecei a observar seu olhar, então ela me abraçou e me deu um selinho. Ficou agarrada a mim e me olhando fixo nos meus olhos. E disse pra que eu acabasse com sua tristeza, então perguntei como eu poderia fazer aquilo e ela foi enfática dizendo que queria fazer amor comigo, nessa hora eu quase desmaiei de susto, rsrs. Pois eu jamais imaginaria ouvir aquela proposta da Cah. me disfarcei e levantei e disse que precisava escovar os dentes, pois ainda não havia escovado depois do almoço. Fui no banheiro, abaixei minha calcinha e sentei no vaso sanitário. Meu corpo estava ardendo em fogo. Eu estava um pouco zonza sem saber o que fazer, e minha buceta melada. Eu coloquei as mãos no meu rosto, fechei os olhos e pedi ao ceús pra que me desse coragem para resistir aquela garota que ajudei a criar. Fiquei la por uns 15 minutos tentando me acalmar, então sai e fui direto pra sala e tomei um bom trago de wisk e voltei pro quarto já refeita do susto. E mudando de assunto, conversamos sobre outras coisas ate o final da tarde. Mas ela não tirava seus olhos de mim. Ela foi embora só que a partir deste dia,

sempre que eu entrava no Facebook
tinha uma mensagem dela pra mim de mulher pra mulher. A pezar de ficar com vontade de responder, eu lia e apagava as mensagens e nunca respondia, pois eu sempre ficava excitada com as coisas que ela digitava. Em uma dessas mensagens ela me tirou o chão dizendo que da ultima vez que ela tivera na minha casa e disse pra eu fazer amor com ela, ela percebeu que eu tinha ficado toda molhada, e que ela também ficara, e continuou dizendo que todos os dias se masturba pensando em mim e que gozava muito. E sempre que tinha oportunidade ela se declarava pra mim. Mais eu fazia que nem via e deixei o tempo passar e fui aprendendo a lidar com a situação, e passados algumas semanas sua mãe fazia aniversario e me convidou para uma festa em sua, que seria apenas para parentes e amigos mais íntimos. E durante a festa e depois de algumas cervejas tive que ir ao banheiro. Assim que abri a porta ela veio atrás de mim e entrou comigo, fechando a porta. Me deu ate um frio na barriga, pois eu não acreditava no que estava acontecendo e perguntei o que ela tava fazendo e ela respondeu direto que me queria e que estava louca por mim. Eu comecei tremer e ao mesmo tempo fiquei excitada com a coragem dela. Aquilo me fascinava. Tentei me acalmar, abaixei minha calça, sentei no vaso apoiando meus braços nas minhas pernas, E ela se agachou na minha frente e apoiou seus braços nas minhas pernas, que me fez arrepiar toda e ficamos nos olhando ate que aconteceu o beijo que no fundo eu tava querendo,

e com muitos delírios e carinhos, nossos Olhos se fecharam, nossos corpos se esfregaram, nossos lábios e línguas se misturavam naquele puro momento de magia. Uma delícia, ela era super carinhosa e meiga, uma delicia de menina e mulher. Eu sentada e ela agachada nos abraçamos excitadas. Eu sentia nossa respiração acelerada. Ela começou acariciar meu corpo e meus seios e os chupou com muita vontade mais eu me levantei e falei que nossa hora viria a qualquer momento. Ela estava com muito tesão e eu também, mais eu não queria desrespeitar a casa da minha amiga, então fiz um carinho no se rostinho macio e falei que eu também a queria e que iriamos ficar juntas mais numa outra hora, então vi seus olhos brilharem de alegria que fez eu me arrepiar de novo. E ela perguntou se eu tava falando serio, eu disse que sim, e que eu seria toda sua e ela seria minha, só que não naquele dia. Ela com uma voz tremula disse, quando seria. Eu respondi que seria na quarta feira a tarde pois eu estaria de folga e teríamos tarde toda para ficarmos juntas e perguntei se ela topava. E ela mais que depressa disse que sim e que ela esperava muito por aquela oportunidade,rsrs. Eu lhe fiz um carinho e disse que ela era uma pestinha gostosa que conseguiu me conquistar, e falei pra irmos embora pois as pessoas poderiam perceber alguma coisa. Então me deu um beijo que me tirou o fôlego que amei de paixão. Mais eu ainda não acreditava que tinha dito sim para ela. Ela se arrumou,

lavou o rosto e saiu saiu do banheiro. Eu nem consegui fazer xixi, pois estava super molhada rsrs, mais terminei e me arrumei e voltei pra festa como se nada tivesse acontecido entre eu e Cah. Fiquei mais um pouco e me despedi e fui pra casa. E chegando fui direto tomar um banho pois eu tava toda melecada e exitada, então toquei uma siririca e gozei muito pensando naquela doida. E na quarta feira as 14 horas
Cah tocou meu interfone, eu abri a porta e fomos logo para meu quarto, pois estávamos muito ansiosas e excitadas. Cah tem os seios e bumbum grandes e coxas grossas, lisas e lábios carnudos. Ela é linda, nos abraçamos e beijamos, a nossa excitação era tanta que já tinha nos envolvia num amor maluco. um calor percorria meu corpo que me deixava a merce em seus braços. Senti meu rosto queimar e meus seios enrijecer sob minha camiseta, minha bucta pulsava dentro minha calcinha querendo o toque macio das mãos daquela mulher. Então caímos na cama e rolamos como duas crianças, nos beijando e nos acariciamos cada vez mais. Eu sentia minha bucta doer e meu clitóris endurecer e sensívelmente. Seus dedos ágeis me tocavam e eu me contorcia de tanto tesão. Ela me beijava do pescoço ate minha virilha E eu a acariava com minhas as mãos e me arrepiava toda. Ela tirou minha camiseta e minha calcinha, e ficou me olhando com água na boca. Eu a abracei sentindo o calor do seu corpo e sua respiração acelerada no meu pescoço. Dei-lhe um beijo que nossas línguas se encontraram como se fossem únicas,

arranquei sua blusa e descobri seus grandes e maravilhosos seios de bicos pontiagudos. Sem resistir o que ela me oferecia e abocanhei-os com voracidade. Então fiquei por cima dela e fui beijando e descendo minha boca percorrendo todo seu corpo macio e Arrepiado. chegando ate calcinha e a tirei com minha boca. Beijei suas coxas e e virilhas e sem pressa e com carinho comecei passar minha linguá na sua xaninha lisinha e pequena mais carnuda que já estava ensopadinha, enfiei minha linguá de leve dentro dela, que a fez gemer e rebolar não minha boca. Então aumentei o ritmo da minha linguá sobre se grelinho durinho e ela gemendo pedia mais e mais, então coloquei meu dedo também na sua bucta e ela contorcia de tesao e falou que iria gozar. Então senti seu mel escorrer na minha boca, chupei mais um pouco e subi ate ela e dei um beijo demorado pra que ela sentisse seu gostinho delicioso. Então ela ainda tremendo começou chupar meus seios e morder de leve os bicos que adorei. Desceu pela minha barriga e beijou minha bucta ensopada. Eu Instintivamente abri minhas pernas pra ela. E ela Enfiou sua linguá toda dentro de minha com uma agilidade espantosa que me fez contorcer, chupou meu clitóris com maestria. ai percebi que não era sua primeira transa com mulher mais eu não disse nada, apenas me deliciei com sua boca na minha bucta. Então me virei e fiquei d4 pra ela oferecendo meu cutinho e minha buceta pra que ela saboreasse e ela foi ao ataque com dedos e linguá,

eu rebolava de prazer me sentindo dominada por aquela menina . Ate que não aguentei e gozei muito na tua boca, ela bebeu tudo e já
realizada, me beijou e eu senti meu sabor na sua língua. Ela se virou e também me ofereceu seu lindo rabinho redondinho, macio e durinho e disse pra que eu a fodesse também. Admirei aquele cusinho lindo e liso, comecei passar a língua e chupa-lo bem gostoso. Ela se contorcia toda e pedia pra que eu a estuprasse com vontade. Eu segurei na sua bunda e abri suas bandas e lambi e chupei sua xaninha e seu cusinho do jeito que quiz e meti meu dedo todo nela fazendo ela gritar e morder o travesseiro de tanto tesao e fiquei um bom tempo fodendo ela como queria, fiz o que mais gostava com ela ate ela gozar outra vez na minha boca. Então já saciadas naquele momento, levantamos e fomos tomar banho juntas e nos amamos loucamente durante toda aquela tarde. Que delícia estar com ela. Ela me empurrava e me apertava contra a parede fria do box e esfregava sua xaninha na minha que seu grelinho tocava o meu e gemíamos sentindo nosso mel escorrendo de nossas buctas. Ela ajoelhou e enfiou seus dedos e língua na minha bucta fazendo eu gozar gostoso. E eu fiz o mesmo com ela. Saciadas e abraçadas, nos beijamos e nos abraçamos curtindo aquele momento de magia louca. Terminamos nosso banho e fomos pra cozinha preparar um lanche pra nós, conversamos mais um pouco e nos despedimos com um longo beijo apaixonado, e na saída Cah me disse que iria falar com sua mãe que ela iria dormir na minha casa outro dia. Se eu não importaria, que ela inventasse uma desculpa pra mãe dela. Então olhando bem firme pra ela disse sorrindo pra que ela não fizesse nenhuma besteira pra atrapalhar nosso segredo. Ai ela me deu outro beijo e foi embora, e eu estou aguardando ela voltar pra mim. E isso ai amores espero que gostem

Beijokas da Kelly
                                



Foto 1 do conto: UMA TRANZA INESPERADA

Foto 2 do conto: UMA TRANZA INESPERADA

Foto 3 do conto: UMA TRANZA INESPERADA

Foto 4 do conto: UMA TRANZA INESPERADA

Foto 5 do conto: UMA TRANZA INESPERADA



Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu vonto junto com o meu comentario:

Outros contos publicados desse mesmo autor
11309 - UM AMOR VIRTUAL
 


Próximo Conto

viadinho vivendo realidade 2