Ensinando ao Sobrinho a fude-la toda III


BY: Locomotiva
Continuação dos
Contos 1 e 2 Ensinando ao Sobrinho...

Tenho 41 anos, gostosa tipo cavalona, bunda grande boa de comer, peitões siliconados, bom de chupar e uma xoxota gostosa de ser chupada e fudida.

Ele 26 anos mulato da boca grande, boa de morde, pica grossa delícia para chupar... e um homem todo grande para me comer.

Trepamos o domingo quase todo, mas saímos para ir a praia e fazer as refeições.

Na segunda-feira fomos para a loja, apresentei-o às duas moças e um rapaz que trabalham comigo. Elas ficaram zoando ele, mas ele não se incomodou.

Na metade do expediente pela manhã, faço sinal e vamos para uma sala pequena de materiais. Entramos e fecho a porta colo nele. Me beija e tira minha blusa, me livra do soutean.

E... mama... gozo de primeira... chupa meus peitões doloridos... abro sua calça e puxo para baixo com a cueca, ele ainda agarrado nos peitões.
Eu seguro a pica grossa e grande que me arromba, está dura.
Digo rosnando:
-   Mor, não quer comer a minha bucetinha, agora não? Estou doida pra dá.
Balança a cabeça que sim. Tiro minha calça e a calcinha e surgo toda bronzeada.

Ele me olha e urra com minha sensualidade, segurando a pica, coloco um seio na sua boca dos lábios grossos para não fazer barulho. Ele chupa.

Rápido me acocoro e chupo sua pica, lambo e engulo. Me levanto e de costas me enpino toda me segurando no armário e com a perna no banquinho.

Ele se aproxima, e enfia... me chamam... digo que já vou... enfia... me come... urro... com ela me arrebentando as entranhas da xota inchada ... gozo... e ele goza.

Nós arrumamos sem fazer a higiene, não tem papel.
A tarde ele vai para a Faculdade e eu fico no trabalho.

A noite em casa, já na cama no meio da trepada.
Digo:
- Mor quero dar o cuzinho, apertado agora.
Ele sorri pois ama meu cuzinho.

Ele chupa a xoxota... lambe toda e me fode com a língua... a sensação é de uma pica menor, mas de pica... morde... eu gosto... gozo.

Me coloco de quatro na beirada da cama em cima das almofadas e enfia no cuzinho... grito... ele me arroba com a marra da rolona... mete mete... choramingo... tira... enfiiia e gozo... continua... cadenciado e goza.
Enxuga meu cu e fica acariciando para acalmar o estrago.
Dormimos.

Todos os dias trepamos.

Estamos namorando, e somos ciumentos. Alguns já descobriram e acham normal.

Trepamos em casa... no trabalho... e nos Motéis.




Foto 1 do conto: Ensinando ao Sobrinho a fude-la toda III



Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu vonto junto com o meu comentario:

Outros contos publicados desse mesmo autor
 


Próximo Conto

Menina Safada!