DEMOROU MAS ESTOU CONSEGUINDO.


BY: wagell
Moro em São Paulo, na capital, tenho 44anos, 1,76m,80kgs,moreno claro.
Moro neste local ha 03 anos e meu vizinho de frente é uma delicia, ja estou observando ele ha mais ou menos tres anos, mas achava dque era de menor, o carinha tem um rostinho e corpo de garoto de 16 ou 17 anos, mas ja tem 20 anos. Toda vez que vou lavar meu carro no sabado, ele fica enfrente a casa dele me olhando, ja havia observado a muito tempo, e desta vez preparei uma pra ele, coloquei duas revista no porta mala do carro, uma de mulheres e outra de fotonovela gay.
Enquanto lavava o carro, notava que o Bruno não tirava os olhos de mim. Então chamei ele pra mim ajudar e ele veio na hora, pedi pra ele ir jogando agua no carro enquanto eu limpava com um pano. Ficamos conversando, conversa besta, até que lancei a isca, entrei dentro do carro pra limpar por dentro e pedi ele pra limpar o porta mala, e não deu outra, o Bruno ficou quieto, olhando as revista e eu fingindo não sacar nada, deixei ele la por uns cinco minutos, até que sai e pude notar o volume dele dentro do shorts.
Perguntei pra ele se ele tinha acabado com a limpeza dentro do porta mala e ele disse que sim e se eu tinha mais revistas daquelas que estava no porta mala, fingi um susto e disse que sim, mas de qual ele queria vê.
O Bruno ficou calado, então chamei ele pra entrar que no meu quarto tinha outras e ele poderia escolher. Fui entrando em casa e ele atras de mim, subi até meu quarto e ele atras, chegando la abri o armario e mostrei pra ele as revistas e falei que ele poderia escolher a que queria vê, e sai, fui ate o banheiro, estava afim de mixar.
Quando voltei, estava ele la vendo uma revista gay, ai perguntei se ele gostava do genero, e ele disse que estava curioso, então perguntei se ele ja havia feito sexo daquele jeito, com outro garoto, ele disse que não.
Cheguei perto e sentei do lado dele, eu ja estava com meu cacete durão só de pensar que poderia rolar alguma coisa com aquele rapaz gostoso. Ele estava com a revista no colo dele, então comecei a mostrar umas fotos mais no fim da revista, e apertava a revista contra o colo dele e dava pra sentir o cacete dele duro. Entao falei com ele, que ele deveria se aliviar pois ja estava com o cacete duro, e que podia bater uma punheta ali mesmo que eu não incomodaria, O Bruno levantou um pouco e abaixou o shorts, o cacete dele pulou durão e bateu na barriga dele. Então mostrei pra ele o meu cacete também, durão e ja fui abaixando minha bermuda, ficando com o cacete na mão, e comecei a bater uma, olhando pra revista e o cacete dele, como ele não demostrava que iria tomar nenhuma atitude, coloquei minha mão nas pernas dele, ele olhou pra minha mão e voltou pra revista, o sinal estava aberto, então peguei a mao dele que estava no cacete dele, tirei e pus no meu cacete, e peguei no dele, fiquei masturbando o Bruno e ele segurando o meu, até que ele soltou a revista, virou pro meu lado, eu puxei ele e dei um beijo na boca dele, no comeco ele ficou com a boca fechada mas com a insistencia da minha lingua ele abriu a boca e ficamos com os cacetes na mão e beijando.
Quando paramos de beijar, fui abaixando e comecei a chupar o cacete dele, estava tomando as iniciativas de fazer as coisas, depois de chupar bastante, parei e pedir pra ele fazer o mesmo com o meu cacete, ele foi abaixando e colocando minha rola na boca, pra quem não tem iniciativa até que ele chupa legal. Fiquei passando a mao na bunda dele, procurando o cuzinho dele, ate que ele levantou um pouco a perna e deu pra mim encostar meu dedo no cuzinho dele, fiquei ali brincando com o buraquinho dele e ele mamando na minha rola e se masturbando, aquilo estava bom demais e pedi pra ele parar de me chupar senão eu iria gozar. Ficamos beijando de novo em pé e eu fui virando ele de bunda pra mim e fiquei encoxando ele por tras, passando meu cacete na bunda dele, cutucando o buraquinho dele e ele quieto, até que parei e peguei uma camisinha e gel, ai ele disse que não iria dar a bunda, que nunca tinha feito isto, etc. e tal. Entao disse que iria so encostar na portinha, que não iria enfiar, entao ele deitou de lado, eu abri a bunda dele e encostei meu cacete com a camisinha e cheio de gel. Fui forcando devagar e ja sentia a cabeca quaze la dentro, ele pedia pra ir devagar que estava doendo, eu parava, tirava, forçava de novo ate que a cabeça entrou, fiquei quieto pra ele acostumar com meu caralho e depois fui enfiando, ja estava a metade dentro, quando ele disse que não iria aguentar, então enfiei o resto e abracei ele forte, com meu cacete atolado no cuzinho dele, ele gemia, e eu quieto, até que comecei a bombar bem devagar e o gemido dele de dor passou a ser de prazer, então não perdir tempo, socava cada vez com mais força e o Bruno ja se sentia a vontade, com minha rola todinha no cuzinho dele.
Depois tirei e passei a comer aquela bundinha de frango, e batendo uma punheta pra ele, e o danadinho de cacete durão, estava gostando de ser enrabado, metia forte na bunda dele, até que disse que iria gozar, então ele pediu pra esperar um pouco porque ele queria gozar com meu cacete no rabinho dele. Fiquei num vai e vem mais devagar ate que ele gozou no peito dele, ai comecei a fuder aquela bunda e quando ia gozar, tirei do cuzinho dele, tirei a camisinha e gozei encima dele. Cai encima dele, e ficamos abraçados, beijando por um bom tempo.
Fomos tomar banho e quando ele ia embora ele me perguntou se podia levar umas revistas, e é claro que não deixei, disse pra ele que quando ele quizesse vêr era só vim aqui em casa, el deu um sorisso e disse que amanhã ele queria vê mais revista.....mas isto eu conto depois.
Rapazes até 23 anos que queira brincar e só mandar um e-mail


Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu vonto junto com o meu comentario:

Outros contos publicados desse mesmo autor
 


Próximo Conto

EXPERIÊNCIA ANAL - INICIAÇÃO- PARTE 1